domingo, 26 de maio de 2019

Almeirim terá energia elétrica de maior qualidade

Na véspera de completar 52 anos de fundação, comemorados na última sexta-feira (24), o distrito de Monte Dourado, localizado no município de Almeirim, na região do Baixo Amazonas, ganhou uma nova subestação de energia, que garante energia de qualidade a mais de 43 mil famílias e representa um grande avanço para esta região, já que grandes empresas instaladas nesta localidade terão maior segurança para continuarem suas atividades e a população em geral poderá usufruir de energia firme.

A subestação de Monte Dourado, distrito que fica a 73 km de Almeirim, cujo acesso se dá apenas por estrada, representa um marco para a região e, também, para o setor elétrico, já que a cidade de Almeirim e comunidades do entorno estão sendo atendidas com energia elétrica do sistema nacional, decretando o fim da operação da antiga usina à diesel.

Com a operação da SE, mais de quatro mil litros de óleo diesel deixarão de ser utilizados por ano, diminuindo os danos pelos riscos ambientais associados ao manuseio e queima desse combustível, o que equivale a cerca de 11 mil toneladas de gás carbônico (CO2) emitidos para a atmosfera.

De acordo com o diretor de Operações Técnicas da Celpa, Sérgio Valinho, esse é um momento histórico, pois Monte Dourado é mais uma região a se conectar ao Sistema Interligado Nacional (SIN).
“Recebemos o pleito dessa região, a Celpa realizou os estudos e após o trabalho estamos entregando à comunidade essa importante obra aqui em Almeirim e em especial para Monte Dourado. Sem dúvida alguma, esta subestação vai dar maior segurança e confiabilidade às operações de empresas que já estão instaladas e outras que pretendem se instalar e vai garantir, também, suprir a demanda por energia que já é bastante alta em todo o município e nas localidades do entorno”, explica o diretor.

Além de Monte Dourado, a subestação leva energia de qualidade a Almerim e às Vilas Planalto, Munguba e São Miguel. A capacidade operacional do empreendimento será responsável por atender a uma população equivalente a cerca de 130 mil habitantes, através de sistema formado por três transformadores e três novos alimentadores de energia.

MAIS SEGURANÇA PARA QUEM INVESTE – Representantes de empresas instaladas em Monte Dourado avaliaram positivamente a entrega da nova SE.

“A inauguração dessa subestação é um grande momento para o município. Ela traz uma tranquilidade muito grande para quem quer empreender aqui no Vale do Jari, principalmente na cidade de Almeirim, no distrito de Monte Dourado, na Vila de Munguba. É de suma importância que chegasse essa energia que, sem dúvida, traz segurança a todo empreendimento”, avalia Paulo Roberto da Silva, gerente de Infraestrutura do Grupo Jari, empresa instalada há mais de 20 anos em Monte Dourado.

Depois de Monte Dourado, a Celpa, também, deve entregar brevemente as subestações dos municípios de Alenquer e Monte Alegre, localizadas na região conhecida como “Calha Norte”, na margem esquerda do rio Amazonas.

Divulgação I Celpa
Compartilhar:

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Fernando Haddad ministra palestra em Santarém e defende educação para todos

O ex-prefeito e ex-ministro Fernando Haddad, segue cumprindo agenda na região Amazônica. Na manhã desta sexta-feira (24), ele ministrou uma palestra na Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), em Santarém, no oeste do Pará.

Com o tema ‘Ensino Superior e inclusão Social na Amazônia’, o ex-ministro defendeu o direito à educação para todos os brasileiros. "Todos têm direito à educação. Seja da creche ou da Universidade", disse durante sua fala à comunidade acadêmica, que lotou o auditório do Campus Tapajós. Na ocasião, Fernando Haddad elogiou o crescimento da universidade federal nos últimos 10 anos na região oeste paraense, ressaltando a implantação da Ufopa durante o governo Lula, do qual foi ministro da Educação. Neste mesmo dia, ele recebeu das mãos do reitor da Ufopa, Hugo Diniz, a portaria que concedeu à ele, o titulo de Doutor Horis Causa, em 2011.

O professor fez menção ao atual governo sobre os cortes no orçamento da educação, que afeta de sobremaneira as instituições de ensino superior. Parabenizou os estudantes e professores pela participação nos manifestos contra os atos em favor da educação brasileira.

Além de Haddad, estiveram presentes em Santarém, o senador paraense Paulo Rocha, os deputados federais Airton Faleiro e Gleisi Hoffmann, presidente nacional o PT, e a presidente do partido no município, a professora e Dra. Socorro Pena.

Também foram abordados temas relacionados à classe LGBTs e indígenas. Em sua fala, Haddad também fez questão de mencionar a decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal (STF) de criminalizar a homofobia, mostrando que o país não vai aceitar o preconceito e o ódio pregados por Bolsonaro: “Nosso Brasil é o Brasil que se expressou pela decisão de ontem no STF, de que não vamos aceitar nenhuma descriminação, preconceito.”

Ao site Na Mídia Brasil, a deputada federal Gleisi Hoffmann disse que o envolvimento dos jovens é muito importante na política e em defesa da educação. “É muito importante e fundamental pra gente renovar as lideranças e a juventude que tem uma disposição maior de luta e resistência está sendo importante nessas manifestações. Os estudantes serão os protagonistas de uma grande campanha de luta no Brasil”, finalizou a deputada.

A caravana seguiu para a capital do Estado ainda nesta sexta-feira.

Compartilhar:

Prefeitura tem seis meses para afastar OS e retomar gestão do Hospital Municipal e da UPA 24h de Santarém (PA)

Em audiência de conciliação na 1ª Vara da Justiça Federal em Santarém (PA), a prefeitura municipal e o Ministério Público Federal (MPF) assinaram termo de compromisso que dá prazo de seis meses para que a Organização Social (OS) Instituto Panamericano de Gestão (IPG) seja afastada em definitivo da administração do Hospital Municipal e da Unidade de Pronto Atendimento 24h do município. O acordo foi firmado em processo judicial iniciado pelo MPF que denunciava irregularidades na seleção da OS.

A ação judicial do MPF se baseou em relatório da Controladoria Geral da União (CGU) que demonstrou que a entidade não atendia aos requisitos mínimos para assumir a gestão das unidades de saúde. O relatório concluiu que "houve favorecimento à Organização Social Instituto Panamericano de Gestão, contratada para gerir por três exercícios as Unidades de Saúde objeto do Chamamento Público n.º 01/2017. A Instituição não comprovou possuir no quadro dirigente profissionais com formação específica e experiência técnica em gestão e execução de atividades área de saúde, por no mínimo 05 (cinco) anos, conforme preceitua o inciso IV do artigo 2º da Lei Municipal nº 20.222/2017, portanto, considera-se irregular a contratação".

Diante das conclusões, o MPF ajuizou, em 25 de janeiro de 2019, a ação civil pública pedindo que a Justiça suspendesse em caráter urgente a concessão do Hospital Municipal e da UPA 24h ao IPG. O contrato da prefeitura com a entidade previa o repasse de R$ 179,5 milhões em verbas federais ao Instituto. Hoje (23), o juiz Domingos Daniel Moutinho promoveu a audiência de conciliação e assegurou o afastamento da Organização Social em até seis meses.

Durante o prazo de seis meses, o termo de compromisso assinado prevê que a prefeitura reassuma a gestão das duas unidades de saúde ou tome providências para a seleção de outra instituição para delegar a gestão. “Na hipótese de opção pela manutenção da gestão delegada, comprovadas as providências no sentido da realização do processo seletivo e justificada a necessidade, o prazo poderá ser prorrogado por mais 06 (seis) meses”, diz o documento. “Também na hipótese de gestão delegada, deverá o Município observar a necessidade de contratação mediante prévio e público procedimento licitatório, do qual, caso haja interesse, poderá participar o Instituto Panamericano de Gestão”, conclui.

Para participar da nova licitação, caso a prefeitura decida por essa opção, o IPG terá que preencher todos os requisitos previstos na legislação sob pena de desqualificação, o que deveria ter ocorrido no primeiro chamamento público feito pelo município de Santarém.

Processo nº 1000262-32.2019.4.01.3902 - 1ª Vara Federal Cível e Criminal da Justiça Federal em Santarém (PA)

Ação civil pública

Termo de compromisso

Fonte: Ascom/MPF
Compartilhar:

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Campanha distribuirá 23 milhões de livros para ajudar famílias a superar crises

Poucos temas mexem tanto com as emoções quanto ‘família’. Ao mesmo tempo em que boa parte das memórias felizes relatadas nos consultórios de psicoterapia estão relacionadas a ela, os maiores traumas lamentados têm a mesma associação. Nunca antes na história houve tantos divórcios, tantas denúncias de abusos, tantas notícias lamentáveis em torno do assunto como hoje. Portanto, falar sobre a resolução de conflitos e crises familiares e, mais ainda, sobre sua prevenção, nunca foi tão atual e necessário.

Nesse contexto, a Igreja Adventista do Sétimo Dia promove no próximo sábado (25), uma campanha para contribuir com as famílias na busca por paz e união. O Impacto Esperança vai mobilizar 2,5 milhões de pessoas em oito países da América do Sul na distribuição de 23 milhões de exemplares do livro Esperança para a Família. O presente será entregue em ruas, casas, parques e estabelecimentos comerciais.

Escrita pelo casal Willie e Elaine Oliver – ele, doutor em Sociologia da Família, e ela, especialista em Aconselhamento Familiar e Saúde Mental -, a obra detalha os principais pontos que abalam este círculo, trazendo mensagens e conselhos práticos para se lidar com eles. Apesar da sua ênfase, a mensagem não é restrita ao ambiente familiar. “Ele apresenta conceitos que são universais; que servem para o solteiro, o casado, o divorciado e, inclusive, para famílias que fogem do modelo ‘tradicional’”, explica um dos coordenadores do Impacto Esperança, o pastor Luís Gonçalves.

O título foi traduzido para 40 idiomas, e tem 50 milhões de exemplares impressos que serão distribuídos pelo mundo ao longo de 2019. Publicado em português pela Casa Publicadora Brasileira, e em espanhol pela Asociación Casa Editora Sudamericana, ele também tem uma versão ilustrada, para crianças, uma em áudio, para deficientes visuais, e uma eletrônica, disponibilizada para download no site livro.esperanca.com.br. Aos interessados em receber um aconselhamento personalizado, a última página da obra traz um QR code que direciona o leitor ao Centro Adventista de Atendimento Familiar, que também pode ser acessado em adv.st/caaf.

Além da distribuição de livros, muitas cidades também contarão com feiras oferecendo serviços de saúde gratuitos para a população, realizadas no domingo, dia 26.

O IMPACTO ESPERANÇA

Foram mais de 195 milhões de livros distribuídos nas 11 edições anuais do projeto. A cada ano, o título entregue aborda um tema diferente, sempre com o intuito de levar à população esperança em um determinado aspecto da vida.

Apesar de haver uma data específica para a grande mobilização, o projeto não se resume a este dia. Durante todo o ano, os adventistas incluem a distribuição do livro na sua rotina de forma natural e espontânea.

Além de tudo, o Impacto Esperança é um compromisso dos adventistas com a sociedade, tanto por trazer sempre uma contribuição relevante quanto por ser um projeto de incentivo à leitura.

AÇÕES

24/05

10h30 – Hemopa = (Doação de sangue durante a participação do Projeto Vida por Vidas.)

25/05

16h – Encontro de Casais – Avenida Sérgio Henn nº584 – Diamantino = (Programa com palestras motivacionais visando o aprimoramento da relação entre casal.)

19h – Feira Vida & Saúde – Shopping Tapajós = (Esta feira visa apresentar a população os oito remédios naturais que nós temos de graça e muitas vezes não utilizamos da maneira correta. O evento também contará com aferição de pressão, pesagem e teste de glicemia.)

26/05

14h – Feira Vida & Saúde – Shopping Tapajós = (Continuação da Feira Vida & Saúde.)

Fonte: Divulgação I Igreja Adventista do Sétimo Dia
Compartilhar:

Fernando Haddad em Santarém

O ex-candidato à Presidência da República e professor Fernando Haddad (PT), vai cumprir agenda em Santarém, no oeste do Pará, na próxima sexta-feira (24). No município, o ex-presidenciável ministrará a palestra ‘Ensino Superior e Inclusão Social na Amazônia’, que ocorrerá a partir das 8 horas, no auditório do campus Tapajós, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e será aberto à comunidade acadêmica.

Fernando Haddad está cumprindo uma extensa agenda na região Norte. Antes de vir à Pérola do Tapajós, ele estará em Manaus e Belém.

A programação de Haddad no município consta ainda de conversas com lideranças locais e representantes de movimentos sociais.

Fernando Haddad é professor Universidade de São Paulo (USP) e ex-ministro da Educação (2005 a 2012). Em 2011, ele recebeu o título de Doutor Honoris Causa pelo Conselho Universitário (Consun) da Ufopa, pelos serviços prestados à educação no Brasil e, em especial, à educação no interior do Estado do Pará, como o apoio dado à criação e implantação da Ufopa, que em 2019 completa dez anos.

Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP), Fernando Haddad é docente do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e professor do Insper. Haddad foi Subsecretário de Finanças do município de São Paulo (2001-2003), Assessor Especial do Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão (2003-2004), Secretário Executivo do Ministério da Educação (2004 -2005) e Ministro da Educação (2005-2012), além de prefeito da cidade de São Paulo (2013-2016).

Serviço:
Palestra “Ensino Superior e Inclusão Social na Amazônia”
Data: 24 de junho de 2019
Horário: 8 horas
Local: Auditório da Unidade Tapajós, Campus Santarém
Compartilhar:

PV realiza convenção municipal neste sábado em Santarém

O diretório municipal do Partido Verde (PV), em Santarém, no oeste do Pará, realiza neste sábado (25), no plenarinho da Câmara de Vereadores, no bairro Aeroporto Velho, a convenção municipal para a eleição da nova diretoria executiva do PV no município. Na ocasião, ocorrerá também, a eleição para a escolha dos delegados que vão representar o partido na convenção estadual. 

Por meio de edital, a Comissão Executiva do PV está convocando os filiados em dia com os deveres estatutários para participarem da convenção. O evento começará às 10 horas e se estenderá até o meio-dia do sábado. 

Para a eleição do diretório municipal, as chapas devem ser registradas junto à Comissão Executiva até 24 horas antes do início da convenção. A nova diretoria será formada por 13 titulares e três suplentes, que vão conduzir os rumos do Partido Verde no município pelos próximos dois anos.
Compartilhar:

Aptas a participar de editais, organizações se capacitam na elaboração de Projetos

Nesta quarta-feira (22), foi finalizada a capacitação para elaboração de projetos da chamada Pública “Amazônia Agroecológica, do Fundo Dema”, em Juruti. Mais de 12 instituições locais participaram, na sede do Instituto Juruti Sustentável IJUS.

Uma das matrizes desta oficina foi detalhar e incentivar o uso das técnicas Agroecológicas, por ser em sua origem compatível com a realidade local. Se apropriar do conhecimento que os agricultores já têm inserindo técnicas da agricultura moderna. Destacando ainda:

· Técnicas ecologicamente adequadas, por não mudar radicalmente o ecossistema local;

· Integrando plantas, animais e o ser humano no meio natural.

Ivan Pimentel, Presidente da Cooperativa Familiar de Juruti – Cooafajur, sentia dificuldade na elaboração dos projetos, destacou que irá repassar o conhecimento aprendido a seus cooperados “Agora temos o conhecimento como elaborar um projeto de forma correta, para participar de editais, principalmente ter um projeto competitivo” afirmou Ivan.

Um dos desafios locais era a falta de conhecimento como elaborar um projeto competitivo, Maria Godinho, Membro do Comitê Gestor do Fundo Dema, e responsável pela oficina disse “O público mostrou interesse. Nesses quinze anos do Fundo Dema, tem aportado recursos para comunidades tradicionais Juruti nunca havia apresentado uma proposta ao fundo. O público tem uma certa dificuldade na elaboração de proposta, mas no final do curso a turma conseguiu elaborar propostas”. Maria falou ainda que o público entendeu a importância da elaboração de projetos. “As organizações sendo aprovadas em editais irão acessar recursos que possam a vir potencializar a dinâmica da agricultura familiar no município, o empoderamento das comunidades, das organizações”.

Os editais do fundo Dema tem por característica aprovar projetos que tenham uso de técnicas Agroecológicas. A expectativa é o recebimento de projetos até o próximo dia 31, no atual edital do FUNDO DEMA. Juruti venha ter participação.

“As organizações que participaram desta oficina estão aptas a participarem de editais de pequeno e até grande porte”. Afirmou Gustao Hamoy, Diretor Presidente do IJUS.

FUNDO DEMA:

O FUNDO DEMA é um fundo fiduciário criado em 2003, que apoia projetos coletivos dos “Povos da Floresta – povos indígenas, quilombolas, comunidades extrativistas, ribeirinhas e da agricultura familiar”, que visem a valorização socioambiental dessas populações, assim como a preservação do Bioma Amazônico, prezando pelo respeito à sociobiodiversidade, pela garantia plena dos Direitos Humanos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais – DhESCA’s, pela Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, pela equidade de gênero, pela valorização e respeito à auto identidade e a diversidade e pluralidade cultural e religiosa.

http://www.fundodema.org.br

Fonte: Divulgação I Ijus
Compartilhar:

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Projeto Elvis estreia no palco da Casa da Cultura nesta quinta-feira

A proposta do Projeto Elvis é divulgar a interpretação de sucessos do músico internacional, o saudoso norte-americano Elvis Aaron Presley (Elvis Presley), intitulado como o Rei do Rock. Ele foi cantor, compositor, ator e um dos pioneiros dos gêneros do rock and roll e rockabilly. Nessa missão de aproximar com a melhor interpretação, 04 músicos (03 santarenos e 01 da capital paraense) apresentam-se pela primeira vez na Casa da Cultura nesta quinta-feira (23), às 21 h. Apoio da Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc). Ingressos a preço único de R$ 10.

Entre os sucessos que serão interpretados estão: "My Way" , "Love Me Tender" , "Kiss Me Quick" , "Blue Suede Shoes" e "Hound Dog". O Projeto iniciou em julho de 2018 e desde então apresentam-se em cerimônias de casamento, formatura e a entidades beneficentes, a exemplo do show realizado para os idosos acolhidos pelo asilo São Vicente de Paulo no mês de abril de 2019.

Para o coordenador e vocal principal Manoel Cruz, o Projeto Elvis segue na quantidade de músicos semelhante ao número apresentado na exibição original do internacional Elvis. "Nós realizamos a apresentação com número de 04 músicos, mais próximo da performance do Elvis e dos músicos que o acompanhavam nas apresentações. E tentamos na medida do possível fazer um show à altura. E pela primeira vez vamos nos apresentar na Casa da Cultura em uma estrutura maior , climatização e som com a finalidade do público ter mais conforto e testarmos no auditório a nossa extensão vocal, semelhante como era Elvis, tenor, mas conseguia alcançar notas de barítono", detalhou Cruz.

Disse ainda Manoel Cruz que a levada do Rei do Rock, Elvis Presley. "Foi um pilar tanto para o rock como para outros estilos, que apareceram depois. Inclusive algumas levadas das músicas que ele fazia por grandes influenciadores do estilo pop que nós temos hoje em dia. Inclusive a batida do Brega de Belém do Pará, nasceu, a partir da década de 60, que o Elvis gravou e que vamos mostrar no show. Sem falar que ele gravou Beatles, gravou Ray Charles, além de outros compositores", informou.

Elvis Aaron Presley (Elvis Presley) iniciou a carreira em junho de 1953 e encerrou em agosto de 1977, quando foi encontrado morto.

Serviço:
Projeto Elvis
Data: 23/05 (nesta quinta-feira)
Local: Casa da Cultura
Horário: 21h
Ingressos: R$10 (preço único)


Agência Santarém
Compartilhar:

Estações de piscicultura começam reprodução de peixes após revitalização

As Estações de Reprodução e Alevinagem de Santa Rosa, em Santarém, e Orion Nina Ribeiro, em Terra Alta, reiniciaram a reprodução de peixes, após passarem por obras de revitalização. Os espaços também abriram as portas para a pesquisa e o ensino superior nas regiões Oeste e Nordeste paraenses, em parceria com as Universidades Federais do Pará (Ufpa) e do Oeste do Pará (Ufopa).

“A pesca e aquicultura são prioridades na gestão de Helder Barbalho, que já foi Ministro da Pesca e hoje, como governador, busca recursos para alavancar o setor em prol do crescimento econômico do Estado”, informou o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, que em companhia do adjunto Lucas Vieira, foi recebido nesta segunda-feira, (21), pelos servidores da estação de Terra Alta que agradeceram a reabertura do local.

A agente administrativa Helena Souza, que começou como enxertadora de seringueira há 34 anos, estava feliz por retornar ao local de trabalho recuperado e em condições de voltar a ser o que era. “A estação de Terra Alta já foi o espelho para as demais Unidades agropecuárias (Uagro) da Sedap, era triste ver o estado em que ficou, mas hoje temos esperança de que nossa estação de piscicultura voltará a atender os produtores da região com qualidade”, comemorou a servidora.

A Estação de Alevinagem de Terra Alta estava abandonada, saqueada e sem água, porque o dique da barragem na nascente, que abastece os 12 tanques de produção de alevinos, foi quebrado. Graças à parceria de produtores da região de integração do Guamá, foram adquiridas 16 matrizes de tambaqui, piau açu e curimatã para reprodução em cativeiro e reposição do plantel que antes era de 100 matrizes. Assim como na estação de Santarém, a desova de peixes já começou e as pós larvas serão transferidas para os tanques de produção de alevinos.

As estações de Santa Rosa e Orion Nina Ribeiro passaram por intenso trabalho de recuperação das barragens, limpeza dos viveiros e seleção das matrizes, num investimento de 100 mil reais. Há uma semana os estudantes de Engenharia de Pesca da Ufpa e Ufopa voltaram a ter aulas práticas de piscicultura nas estações. A professora Zélia Pimentel, do campus da Ufpa de Bragança, trouxe 15 alunos para Terra Alta. “A estação tem a melhor infraestrutura para pesquisa e aulas práticas, inclusive com alojamentos para receber os estudantes”, destacou ela.

O piscicultor Nazeazeno Carvalho foi um dos que doaram reprodutores de peixes e em troca permanece na estação de Terra Alta para aprender mais sobre aquicultura. “Quero saber mais para desenvolver o meu criatório de peixes”, disse. Paulo Sizo, da Associação dos Produtores Rurais de Terra Alta (Aproterra), cedeu matrizes de tambaqui para desova. “Acho importante a parceria do governo com a comunidade e juntos vamos trabalhando para o crescimento da atividade”, enfatizou o produtor.

A estação de Santarém foi a primeira a reiniciar o processo de reprodução, com 130 mil pós larvas que vão gerar em torno de 50 mil alevinos dentro de 20 dias. A estrutura tem capacidade para produzir até 10 milhões de alevinos por ano e a de Terra Alta, 7 milhões. Está em projeto, o desenvolvimento de tecnologia para cultivo consorciado de camarão com peixe nas duas estações.

O Pará tem grande potencial para o crescimento da aquicultura pela existência de diferentes ecossistemas, (águas doce, salobra e marinha) extensa área (62% da água doce da Amazônia) e clima favorável à biodiversidade das espécies (temperatura elevada e estável). Somando-se à produção aquícola (peixes, camarão, ostra, mexilhão, etc), o beneficiamento e industrialização de pescado e o cultivo de peixes ornamentais são importantes oportunidades de negócios.

Agricultura

As estações de Santarém e Terra Alta também desenvolvem ações na área agrícola, produzindo mudas, especialmente de fruteiras para atender a demanda de agricultores das regiões de integração do Guamá e Baixo Amazonas. A de Santa Rosa está em fase de revitalização dos viveiros, mas a Orion Nina Ribeiro já está ensacando 15 mil mudas de açaí, cupuaçu e pupunha.

As mudas passam pelo processo de enxertia para melhorar a qualidade e até início de junho serão 45 mil mudas disponíveis para repasse aos produtores. O trabalho é feito em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), que orienta os produtores no campo, tanto na criação de peixes como na plantação.

Agência Pará
Compartilhar:

130 mil pessoas beneficiadas com nova subestação de Monte Dourado

Nesta quinta-feira (23), às 10h, a Celpa vai entregar oficialmente a nova subestação do distrito de Monte Dourado, na região do Baixo Amazonas, distante 73 km da sede do município de Almeirim, ao qual pertence. A obra tem capacidade para beneficiar mais de 43 mil famílias e representa um marco histórico para a região que já está sendo atendida com energia elétrica do sistemanacional e, assim, desativou a usina a diesel que atendia a cidade. O evento de inauguração ocorrerá onde fica situada a subestação, na PA 473, Estrada de Ferro Jari.

Além de Monte Dourado, a subestação está levando energia de qualidade a Almerim e às Vilas Planalto, Munguba e São Miguel. A concessionária investiu cerca de R$ 20 milhões na nova estrutura, que fica localizada na PA-473.

A capacidade operacional do empreendimento será responsável por atender a uma população equivalente a cerca de 130 mil habitantes, através de sistema formado por três transformadores e três novos alimentadores de energia.

O diretor de Operações Técnicas da Celpa, Sérgio Valinho, explica a importância dessa obra para a região. “É sem dúvida um momento histórico, pois estamos conectando essa região ao Sistema Interligado Nacional. Com isso, Almerim, Monte Dourado e as localidades do entorno passarão a receber energia com maior confiabilidade. Nós esperamos contribuir, assim, contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento socioeconômico das famílias Baixo Amazonas”, avalia o diretor.

FIM DA EMISSÃO DE GÁS CARBÔNICO - A finalização da obra vai permitir que mais de quatro mil litros de óleo diesel deixem de ser utilizados por ano, diminuindo os danos pelos riscos ambientais associados ao manuseio e queima desse combustível, o que equivale a cerca de 11 mil toneladas de gáscarbônico (CO2), que deixarão de ser emitidos para a atmosfera por ano.

A subestação vai atender adequadamente ao crescimento do mercado de energia elétrica local (novos clientes, novosempreendimentos e aumento da carga dos clientes existentes) da região, passando a fonte de suprimento para o Sistema Interligado Nacional (SIN), garantindo infraestrutura adequada de energia elétrica para o desenvolvimento desta parte da região do Baixo Amazonas, conhecida como Calha Norte.

O PAPEL DAS SUBESTAÇÕES – No setor elétrico brasileiro existem as geradoras e as transmissoras, que é por onde a energia, vinda de diversos cantos do Brasil, passa antes de chegar às distribuidoras. Ou seja, a eletricidade percorre um sistema de transmissão que começa nas usinas até chegar nas subestações. No caso do Pará, a distribuidora é a Celpa e as subestações da concessionária são responsáveis pelo início da distribuição da energia. Elas funcionam como pontos de entrega de energia para os consumidores. Quando essa energia chega nas subestações é feito o aumento ou diminuição de tensão para adequá-la ao consumo dos clientes.

Fonte: Divulgação I Celpa
Compartilhar:

Com apoio da Seel, paraense participa de evento de MMA na África

Campeão nacional na categoria galo MMA, o paraense César Pereira segue de Santarém, no oeste do estado, para Togo, na África, onde participa, neste sábado (25), do evento internacional Lome Fight Night 5, que reunirá competidores na capital do país, Lomé. O atleta santareno contou com o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Esta será a primeira competição de César no exterior, por isso, a expectativa é ainda maior para o jovem de 23 anos, que disputou a primeira luta em 2013 e já acumula, a nível nacional, uma ótima experiência. “Ocupo o 1° lugar no ranking brasileiro na minha categoria, pela organização Nak-Su-Kombat, e venho trabalhando bastante para este desafio. Agradeço à Seel pelo incentivo, que é muito importante, pois um evento como este tem custo bem maior para o atleta”, disse César.

O santareno intensificou o treinamento, que é diário, cerca de seis a sete horas por dia, uma vez que o Lome Fight Night 5 terá a participação de lutadores de alto nível. Antes da luta com um oponente togolês, César participa, ainda, de pesagem e coletiva de imprensa. “Vai ser muito competitivo e vamos decidir na hora. A expectativa é vencer”, deseja.

Desde o início do ano, quase 300 atletas já foram atendidos pela secretaria, inclusive com apoio para participação em eventos internacionais, como o Campeonato Mundial de Muay Thai Tradicional , realizado em Bangkok, Tailândia; o Sulamericano de Manbol, no Equador e Chile; o Campeonato Sulamericano de Remo, em Assunção, Paraguai e outros.

“Estamos atendendo, na medida do possível, não só o César, mas todos que nos procuram pedindo apoio. Para nós, é uma grande satisfação incentivar mais um para que venha participar de um evento internacional e saber que o Pará estará sendo bem representado no exterior”, ressaltou o titular da Seel, Arlindo Silva.
Fonte: Agência Pará 
Compartilhar:

Campanha de vacinação contra a gripe no Pará segue até 31 de maio

Faltam menos de 10 dias para que a Campanha de Vacinação contra a Gripe chegue a seu prazo final, 31 de maio. Até lá, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) convoca todas as Secretarias Municipais de Saúde para que intensifiquem a mobilização a fim de que a população dos grupos prioritários compareça aos postos de vacinação para que o Pará alcance a meta mínima de 90% de pessoas vacinadas.

Até esta quarta-feira (22), 63% da população indicada para se vacinar procurou as Unidades Básicas de Saúde no Pará durante a campanha, que está em vigor desde 10 de abril. Até 31 de maio, a meta é vacinar 2.074.497 pessoas ou, no mínimo, 90% desse total, que corresponde a 1.838.439 pessoas. A capital, Belém, registra 60% da meta até agora atingida. Para isso, o Pará está recebendo do governo federal 2,1 milhões de doses da vacina.

O secretário de Saúde e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Alberto Beltrame, alerta sobre a importância da sociedade paraense para que o Estado possa alcançar a meta de vacinação. “A campanha está em todo o Pará, é um enorme esforço desenvolvido pelo governo do Estado e pelas prefeituras municipais. Nós já envolvemos mais de 21 mil profissionais de saúde, distribuídos em quase 3 mil postos de vacinação e mais de 5 mil equipes de vacinação. O Estado e o poder público podem muito, mas não podem tudo. A sociedade paraense precisa cooperar e comparecer nas Unidades de Saúde para vacinar, desta forma evitamos agravos provenientes dos vírus da gripe, e até mortes”. ressaltou Beltrame.

Assim, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) orienta que poderão se vacinar os que pertencem aos grupos prioritários: crianças com idade entre seis meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; mulheres até 45 dias após o parto; trabalhadores da saúde; povos indígenas; pessoas acima de 60 anos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas de qualquer idade com doenças crônicas, como diabetes e outras condições clínicas especiais; jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade, além de profissionais das forças de segurança e salvamento, incluindo policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas). Quem tomou a vacina contra a gripe em 2018, deve tomar novamente este ano.

Nos grupos prioritários, os profissionais das forças de segurança e salvamento ainda permanecem como os menos vacinados, correspondendo a 26%; seguidos pelas crianças e indígenas (51% cada grupo); gestantes (52%), população privada de liberdade (57%); pessoas com doenças crônicas (65%); puérperas e trabalhadores de saúde (66% cada grupo); idosos (70%); professores (72%) e funcionários do sistema prisional (115%).(AP)
Compartilhar:

MEC abre amanhã consulta para vagas no Sisu

A partir desta quinta-feira (23), os estudantes já poderão consultar as vagas disponíveis nas instituições e cursos oferecidos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre, na pagina do Sisu na internet.

Podem participar do Sisu, os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

As inscrições do Sisu poderão ser feitas de 4 a 7 de junho. Durante esse período, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte, que é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados.

O resultado será divulgado no dia 10 de junho. Os participantes poderão ainda integrar a lista de espera entre 11 e 17 de junho.
Simulador

Para evitar sobrecarga do sistema, segundo o Ministério da Educação, o simulador do Sisu, que mostra informações dos últimos processos seletivos, vai ficar temporariamente fora do ar a partir desta quinta-feira.

A previsão é que volte ao ar no dia 10 de junho. "A medida, preventiva, foi necessária para evitar que o sistema fique sobrecarregado", disse a pasta.

O Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior a estudantes que fizeram o Enem. (ABr)
Compartilhar:

MRN é destaque em premiação nacional da Minérios & Minerales

Iniciativa foi reconhecida pela inovação ao contribuir para reduzir custos sem perder de vista a qualidade da produção na mina de bauxita de Porto Trombetas

Com um projeto de otimização de custos e melhoria na produtividade, a Mineração Rio do Norte (MRN), maior produtora de bauxita do Brasil e terceira maior do mundo, foi destaque no “21º Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica Brasileira”, promovido nesta terça-feira (21) pela revista Minérios & Minerales, em Belo Horizonte (MG). A empresa venceu na categoria Gestão, com o trabalho "Projetos de melhoria de produtividade ajudam na redução de custo e melhoram resultados financeiros da empresa frente a crises e ameaças externas”. A ação foi conduzida por João Eleutério, Paulo Roberto Nascimento, Takehiro Moraes e Igor Ribeiro em parceria com a consultoria Falconi.

A premiação tem o objetivo de compartilhar e valorizar iniciativas que são inovadoras para o setor mineral. Os projetos foram avaliados por um júri independente composto por especialistas da área. Os autores dos trabalhos foram premiados com troféu e placa de homenagem nas categorias Processos, Metalurgia, Geotecnia, Segurança, Gestão, Manutenção e Meio Ambiente.

Para Takehiro Moraes, engenheiro de minas da MRN, o prêmio coroa um ano de superação de muitos desafios na produção de bauxita. “O trabalho, frente ao cenário de reduzir custos sem comprometer a qualidade da produção, mostrou-se desafiador para o time, que uniu todos os esforços e manteve o foco na entrega dos melhores resultados para agregar benefícios e aprendizados para a empresa”, afirmou.

Os resultados superaram as expectativas ao atingir uma economia de 14%. “Precisamos ter ideias inovadoras que proporcionem otimizações de processos para que a empresa seja, cadavez mais, competitiva no mercado global. As mudanças devem ocorrer com transparência e respeito às pessoas para que elas possam se sentir parte desse objetivo de busca pela excelência operacional. Assim conseguiremos um time engajado e apaixonado por metas”,destacou Takehiro.

Fonte: MRN
Compartilhar:

terça-feira, 21 de maio de 2019

Da Válvula ao HD, TV Tapajós completa 40 anos de historia e conquistas

No dia 26 de maio de 1979, um caminhão com alto-falantes anunciava pelas ruas do centro de Santarém a grande novidade, a chegada da televisão.

Nesse mesmo dia desembarcaram na cidade o ministro das comunicações do Brasil, Haroldo Corrêa de Matos e o governador do estado do Pará, Alacid da Silva Nunes, duas importantes autoridades da época, que vieram para a solenidade de inauguração da primeira emissora de televisão no interior da Amazônia. A concessão para a instalação da emissora foi assinada pelo então Presidente da República Ernesto Geisel.

O dia 26 de maio de 1979, um sábado entrou para história de Santarém, a chegada da televisão mudou profundamente o cotidiano dos santarenos. Nascia então, a ZYD-223, TV Tapajós canal 4 afiliada Rede Globo.
Discurso do Ministro das Comunicações Haroldo Corrêa de Matos na inauguração da emissora

A inauguração iniciou às 5 horas da tarde com uma missa celebrada pelo bispo dom Tiago Ryan, transmitida ao vivo pela emissora. Iniciava naquele momento, oficialmente, as transmissões e a jornada da TV Tapajós. O começo foi marcado por muitos desafios e transformações, desde a montagem estrutural, até a formação e treinamento dos profissionais. Os equipamentos para montar a emissora eram caros e não existiam no Brasil, eram importados da Alemanha e Estados Unidos. Os profissionais para montagem e operação da emissora vieram do Rio de Janeiro e São Paulo, porque não havia mão de obra local. Trazer televisão para uma região onde o comércio não era forte, era mais que um desafio, era uma aposta. Até porque televisão era novidade, e poucas pessoas possuíam um televisor em casa. Tudo teve que ser construído, até o hábito das pessoas assistirem televisão teve que ser trabalhado.

Nestas quatro décadas a emissora passou por várias fases e modificações:

1ª Fase – Implantação (1979 a 1989) – Marcada pela ousadia e pioneirismo dos empresários Joaquim da Costa Pereira e Paulo Campos Corrêa, que transformaram o sonho em realidade.



Lançamento da pedra fundamental e construção



Ato de assinatura do contrato com a Rede Globo

2ª Fase – Reconstrução e Consolidação (1989 a 1995) -Marcada pela saída do sócio Paulo Campos Correa, o diretor Joaquim da Costa Pereira enfrenta o desafio de levar adiante o sonho de fazer televisão com qualidade em uma região tão distante do centro sul do país. Reestrutura a empresa, e consolida-a como líder no mercado regional de comunicação.



Prédio em 1979



Prédio atualmente

3ª Fase – Modernização (1995 até hoje) – Marcada pela mudança na direção executiva. Ciente das mudanças econômicas que aregião experimentava, e a importância da televisão nesse contexto, o empresário Joaquim da Costa Pereira, com o espírito empreendedor, apostou no futuro, e em 1995, passa o comando da emissora para a filha Vânia Pereira Maia, que recebeu a missão de tocar em frente os negócios e o projeto do pai.Joaquim Pereira e Vânia Maia

A missão foi cumprida e Vânia Maia ampliou e modernizou o prédio sede da emissora, digitalizou a operação da Rádio 94 FM, expandiu o sinal da emissora, levando as imagens da Rede Globo para 13 municípios da região, ampliou o jornalismo, criou vários projetos sociais para atender a comunidade, criou a sala da memória Dona Vera Pereira, para abrigar parte da história da emissora, implantou o portal de noticias G1, e agregando os três veículos, Vânia Maia formou o Sistema Tapajós de Comunicação, compostos pela TV Tapajós, Rádio 94 FM e Portal de noticias G1 Santarém e Região.

Em 2005, Vânia Maia ganha o reforço de sua irmã Vera Pereira, que chega para assumir a direção administrativa da empresa e juntas implantam o canal 22, digital, em alta definição, outro momento histórico para a região. O canal 22 HD, foi inaugurado no dia 06 de fevereiro de 2014, e contou com a participação de diretores da Rede Globo e autoridades públicas de Santarém e do estado do Pará.



Inauguração do canal 22 HD

Nessas quatro décadas de história, a TV Tapajós cresceu, sempre atenta às mudanças eaos avanços tecnológicos. A emissora vem acompanhando o crescimento e ajudando no desenvolvimento da região Oeste do Pará. Foi através de inúmeras reportagens produzidas pela emissora e exibidas em programas jornalísticos e esportivos da Rede Globo, que o mundo conheceu todo o potencial turístico e atrativo da região. A cidade ganhou visibilidade, atraiu investidores do agronegócio, o turismo aqueceu e Santarém se transformou em um polo universitário.

A TV Tapajós tornou-se um veículo forte por meio da missão de servir a comunidade, através do seu telejornalismo regional, dinâmico e pluralista, e por uma intensa comunicação mercadológicano meio publicitário. A emissora é líder de audiência em toda a programação, a afiliada Globo está presente nos lares de quase hum milhão de telespectadores em 13 municípios da região Oeste da Pará.

Projetos sociais – Projeto Viva a Vida


As diretoras Vera Pereira e Vânia Maia, pensando no bem estar dos santarenos e cientes da responsabilidade social dos veículos de comunicação de massa, desenvolveram várias ações em diversas áreas, e incluíram no calendário de eventos da emissora, projetos na área da cultura, meio ambiente, esportes e prevenção, com destaque para o Viva a Vida, projeto que leva informação, serviços sociais, cidadania, saúde, entretenimento, lazer e prevenção ao uso de drogas, tendo como público alvo as famílias santarenas, como forma de promover a valorização da vida. O projeto já existe há 16 anos e beneficiou diretamente quase duzentas mil pessoas. Só no ano passado, o projeto atendeu diretamente cerca de 18 mil pessoas, nas mais diversas áreas. E em 2019, a TV Tapajós, juntamente com seus parceiros sociais e comerciais pretende beneficiar um número bem maior de pessoas.

A diretora executiva Vânia Pereira Maia, fala dos desafios e da missão que recebeu de seu pai, de fazer comunicação no interior da Amazônia.“Quando decidi abdicar dos meus sonhos, em favor do sonho do meu pai, foi porque entendi que o sonho dele era mais forte e mais importante do que o meu…”, confidencia Vânia Maia, com os olhos marejados, lembrando que aquele sonho, sonhado há 40 anos por seu pai, é o mesmo que a impulsiona, todos os dias, a continuar levando adiante esta empresa.

A diretora administrativa, Vera Pereira, diz que o Sistema Tapajós de Comunicação tem uma definição muito clara, que é contribuir para formação crítica das pessoas no exercício da cidadania, e o desafio do Sistema aos quarenta anos, é fazer isso cada vez melhor.

E lá se vão quarenta anos de sucesso e desafios superados, graças à visão empreendedora de Joaquim da Costa Pereira, que percebeu a hora certa de sonhar, ousar e revolucionar.

E que assim seja por mais 40 anos!

Fonte: Ascom/STC
Compartilhar:

Operação Perfuga denuncia seis envolvidos em fraude em licitação

A Promotoria de Justiça de Santarém, no âmbito da operação Perfuga, ofereceu nesta terça-feira (21), Denúncia ao Juízo da 1ª Vara Criminal, contra seis pessoas envolvidas em fraudes de licitação na Câmara Municipal de Santarém, relacionada ao contrato para locação de veículos nº 009/2017-CMS, decorrente de licitação fraudulenta ocorrida em 2017.

Os denunciados são os empresários Paulo Ozório Marinho de Oliveira, Lidiane Chahini Cardoso de Oliveira, Ruth Chahini Cardoso de Oliveira, o ex-diretor da Câmara Municipal Sandro Tárcito da Costa Lopes, e os servidores públicos Maria da Saúde Figueira Gomes e Bruno Machado de Melo. Os empresários possuem vínculos familiares e são proprietários de empresas que participaram do certame licitatório que gerou o contrato apontado.

Bruno Machado e Maria da Saúde foram denunciados pelo crime de falsidade ideológica (Art. 299, parágrafo único, do CP). Paulo Ozório Marinho de Oliveira, Lidiane Chahini e Ruth Chahini foram denunciados pela prática de peculato (art. 312, caput, do CP), por 23 vezes, em continuidade delitiva, associação criminosa (art. 288, caput, do CP), e fraude à licitação (art. 90 da Lei n° 8.666/93- Lei de Licitações), tudo em concurso material (Art. 69 do CP).

Sandro Tárcito da Costa Lopes foi denunciado pela prática de corrupção passiva (art. 317 do CP), peculato (art. 312, caput, do CP), por 23 vezes, em continuidade delitiva, associação criminosa (art. 288, caput, do CP), e fraude à licitação (art. 90 da Lei n° 8.666/93 - Lei de Licitações), também praticados em concurso material (Art. 69 do CP).

A Promotoria requereu ao Juízo a aplicação da perda do cargo, emprego ou função pública dos denunciados que estiverem nessa condição. E, ainda, que seja decretado o perdimento do produto e proveito dos crimes no valor de R$58.170,00, dentre outros pedidos e medidas cautelares a serem analisadas.

Investigações


A denúncia relata que as investigações da operação Perfuga em relação à locação de veículos, inicialmente incidiu sobre o exercício 2015/2016, durante a gestão de Reginaldo Campos, para apurar contratos celebrados entre a Câmara de Vereadores e a empresa Auto Locadora P.J.R. Oliveira, de nome fantasia Billcar Rent a Car. Na apuração, constatou-se indícios de fraude nas licitações, uma vez que todos os participantes do certame possuíam vínculo familiar/empresarial com o denunciado Paulo Ozorio, sócio representante da empresa vencedora.

Em razão dessa investigação (2015/2016), que está sendo apurada em outro Inquérito Policial, e de informações complementares repassadas em colaboração premiada por Reginaldo Campos e Rubens Athias, e considerando que o mesmo grupo familiar continuou a participar de várias licitações sequenciais, foi aberto novo Inquérito, pela Polícia Civil de Santarém, que resultou na atual denúncia.

Segundo foi apurado, em 2017, a empresa Billcar Rent a Car novamente venceu licitação (locação de veículos), em nova gestão da Câmara de Vereadores, tendo como presidente Antônio Rocha e Diretor Geral, Sandro Lopes. As investigações dão conta que foi repetida a conduta ilícita (direcionamento de licitação e desvio de dinheiro público) adotada em anos anteriores, desde 2013, que são objeto de outros procedimentos investigatórios.

O Contrato nº 009/2017-CMS, que se refere à denúncia, consistiu em locação de veículos de passeio para atender as necessidades da Câmara Municipal, no valor de R$ 75.750,00, e com vigência de 9 de março de 2017 a 31 de dezembro de 2017. Foram efetivamente pagos à empresa R$58.170,00, no ano de 2017.

Foi apurado que Rubens Athias, então chefe do setor de licitações, recebeu ordem de Sandro Lopes para realizar a licitação direcionada. Sandro, relata a denúncia, foi beneficiado pela empresa a ter um carro de “cortesia”, por pelo menos cinco meses, o que gerou ao ex-diretor a denúncia pelo crime de corrupção passiva, uma vez configurado o recebimento de vantagem indevida para direcionar a licitação.

Deflagrada a licitação, Rubens passou documentos imprescindíveis à licitação, em branco, para Paulo Ozório, que os preencheu por todas as empresas e os devolveu a Rubens, sendo preparada a Ata de Abertura dos envelopes e julgamento, sem que tenha havido a realização do ato (sessão fictícia) e, após, foram colhidas as assinaturas de Maria da Saúde e Bruno Machado, e dos demais envolvidos.

Participaram da licitação a empresa Auto Locadora Alpamo, representada por Ruth Chahini, esposa de Paulo Ozório, a empresa Brasil Aluguel de Veículos, representada pelo irmão do empresário, Raimundo Renato Marinho de Oliveira, e a Billcar Rent a Car, pertencente a Paulo Ozorio e à filha, Lidiane Chahini. Conforme apurado, as empresas Auto Locadora Alpamo e Billcar Rent a Car funcionam no mesmo local.

Contrato

Após a assinatura do contrato, “os empresários e denunciados Paulo Ozorio, Ruth Chahini e Lidiane Chahini continuaram a empreitada criminosa com desvios e apropriações indevidas de dinheiro público, mediante recebimento de diárias de carros locados, sem a efetiva utilização, consumando os delitos de peculato por diversas vezes”, narra a denúncia. As locações, segundo as provas obtidas, eram fictícias, simuladas. O desvio de recursos somente cessou com o desencadeamento da Perfuga, e no ano de 2018, a Câmara passou a pagar valores muito inferiores aos contratos dos anos anteriores.

Em busca e apreensão realizada pela Polícia Civil e Ministério Público, na 8ª fase da operação Perfuga- “Operação Carros Fantasmas”, foram encontrados na sede das empresas investigadas documentos que buscavam compatibilizar as informações nos contratos e cheklist dos carros utilizados pela Câmara em 2017. A análise indicou 23 eventos que demonstraram a falsificação de documentos com a finalidade de mascarar a realidade (locações fantasmas), permitindo o desvio de dinheiro público, todos constantes na denúncia.

Um dos veículos, por exemplo, que estava alugado para empresa privada, envolveu-se em acidente ocorrido no dia 28 de maio de 2017, em Porto Trombetas. Na mesma data, também teria sido locado pela Câmara, conforme os registros. A denúncia traz os resultados da investigação realizada, com todos os detalhes, apontando que a maioria dos veículos supostamente alugados, não estavam alugados para a Câmara, mas sim para terceiros, ou estavam na oficina, ou ainda disponíveis para locação. O total de 402 diárias de carros de passeio e camionete foram pagas e não utilizadas, no total de R$57.745,00 de desvios de recursos.

A denúncia conclui que houve conluio entre o diretor da Câmara de Vereadores, Sandro Lopes, e Paulo Ozório, com a concordância consciente e dolosa dos demais participantes da licitação, tudo referendado pelo chefe do Setor de Licitações, Rubens Athias, que não foi denunciado por força de acordo de colaboração premiada, no qual revelou ter sido orientado por Sandro Lopes para que a BillCar vencesse a licitação.

Destaca, por fim, que Paulo Ozório esteve operando, por meio de empresas de seu núcleo familiar, com fortes indícios de favorecimento em licitações na Câmara Municipal de Santarém, desde o ano de 2013 até 2017, sendo a empresa Billcar Rent a Car sempre a vencedora de cinco contratos nesse período, todos abaixo de R$ 80 mil, no intuito de garantir a modalidade da licitação por meio de Convite.

Na esfera cível, ainda será ajuizada a ação de improbidade administrativa para apurar violação aos princípios constitucionais, multa civil, danos morais coletivos, proibição de contratar com o poder público e ressarcimento ao erário, nos termos da Lei nº 8.429/92.

Confira a íntegra da denúncia no link abaixo

Texto: Ascom/MPE
Compartilhar:

Segup avança nas investigações sobre homicídios no bairro do Guamá

Em pouco mais de 24 horas após 11 pessoas serem mortas a tiros no bairro do Guamá, em Belém, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) informou, nesta segunda-feira (20), os avanços das investigações sobre o caso. Após o acontecimento, mais de 20 pessoas que estavam no local do crime e/ou familiares das vítimas foram ouvidas por policiais civis da Divisão de Homicídios. Houve, ainda, a apreensão de aparelhos celulares e câmeras de segurança, que estão contribuindo para acelerar a apuração dos crimes.

Apesar de já existir uma linha de investigação mais assertiva, nenhuma hipótese está sendo descartada, garantiu, em entrevista coletiva no Palácio do Governo, o titular da Segup, Ualame Machado. “Nós temos muita pressa em elucidar esse crime, pelo impacto que ele causa, pelo número de pessoas envolvidas e da forma como foi. Porém, temos que ter cautela, porque é um procedimento sigiloso e muito sensível. Já coletamos muitas imagens, que estão sendo analisadas, e objetos que foram encontrados no local do crime também estão sendo verificados, para que possamos montar o quebra-cabeça e, assim, poder entender toda a dinâmica do crime. A perícia no ambiente já está sendo finalizada, e nos informará como tudo aconteceu”, disse Ualame Machado, que participou durante o dia de uma reunião com o governador do Estado, Helder Barbalho, e a cúpula da segurança pública.

Também participaram da reunião os gestores das polícias Civil e Militar, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) para troca de informações, a fim de chegar ao objetivo comum e realinhar as estratégias de segurança pública. “O episódio pode ser interpretado como uma forma de questionar a capacidade do governo, da cúpula de segurança, dos agentes da Força Nacional, entre inúmeras maneiras. Mas para nós está muito claro. A nossa única missão é garantir o direito à segurança para a sociedade. Em nenhuma hipótese este crime ficará sem ser elucidado”, afirmou o governador Helder Barbalho.

Identificação - Todos os 11 corpos já foram identificados e necropsiados, e nove liberados aos familiares. Em um deles foi necessário realizar o exame de datiloscopia, feito pela Diretoria de Identificação (Diden) da Polícia Civil, pelo fato de os familiares terem apresentado dois RGs (carteiras de identidade) diferentes, afirmando ser da mesma pessoa. Foi confirmado que se tratava de Alex Rubens Roque Silva.

Sete profissionais do CPC Renato Chaves atuaram no trabalho pericial. As vítimas foram identificadas como Márcio Rogério Silveira Assunção, 36 anos; Samira Tavares Cavalcante, 36; Leandro Breno Tavares da Silva, 21; Meire Helen Sousa Fonseca, 35; Paulo Henrique Passos Ferreira, 24; Flávia Teles Farias da Silva, 32; Sérgio dos Santos Oliveira, 38; Tereza Raquel Silva Franco, 33; Maria Ivanilza Pinheiro Monteiro (dona do bar onde ocorreu o crime), 52; Samara Silva Maciel, 23, e Alex Rubens Roque Silva, 41 anos. O sobrevivente permanece internado em estado grave. Por questões de segurança, o nome da instituição de saúde não será revelado.

Antecedentes criminais - Até o momento, dos 11 mortos, três possuíam passagem pela polícia. Contra a dona do bar, Maria Ivanilza Pinheiro Monteiro constavam processos por poluição sonora, lavrados na Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), e por crime contra relações de consumo.

Já Alex Rubens Roque Silva era acusado de tentativa de estelionato e porte de documento falso. Flávia Teles Farias da Silva já havia sido indicada por abandono de incapaz.

Interdição - Até esta segunda-feira, o bar onde os crimes ocorreram permanecia fechado para a realização da perícia. A próxima medida será tomada pela Delegacia de Polícia Administrativa, que adotará as providências administrativas cabíveis para o encerramento das atividades no local.

Reforço policial - Mais de 120 policiais militares reforçam a segurança no bairro do Guamá, sob o comando do 20º Batalhão de Polícia Militar, com o apoio de 30 viaturas do Comando de Policiamento da Capital (CPC I), 25 motocicletas do 28º BPM (Batalhão Águia), e nove motocicletas do Comando de Missões Especiais (CME). A ação é de caráter emergencial, sem prazo para encerramento.

Inteligência - Desde o domingo (19) não há registro de qualquer anormalidade no Guamá, assim como em outros bairros da cidade, onde o sistema de inteligência atua prevenindo qualquer alteração.

Disque Denúncia 181 – O serviço gratuito e anônimo Disque Denúncia 181 está colaborando para a elucidação deste caso. Qualquer informação pode ser repassada pelo número 181, e tem o sigilo garantido. “Nós fazemos um apelo à população para que contribua. É um serviço gratuito, e que garante 100% o anonimato”, reiterou o secretário Ualame Machado.

As informações são da Agência Pará
Compartilhar:

Proposta prevê mudança nas regras da CNH aumentando a validade

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender nesta segunda-feira, 20, sua proposta que prevê o aumento da validade da carteira de motorista de cinco para dez anos. Bolsonaro anunciou na semana passada que deverá enviar ao Congresso nos próximos dias um projeto que altera a validade atual. A proposta também prevê que o motorista só perca a habilitação caso atinja 40 pontos em infrações, o dobro do que prevê a legislação.

Em discurso na Firjan, onde recebeu a medalha do Mérito Empresarial, Jair Bolsonaro prometeu "acabar com a indústria das multas". "Quando você muda os DNIT no Brasil todo, a crítica vem pra cima da gente. Por que tem tanto patriota assim querendo ocupar esses cargos? Dá pra desconfiar", discursou.

Ele reiterou a intenção de mudar as regras na carteira nacional de habilitação. "A validade da carteira de motorista passa de cinco para dez anos. Eu sei que as clínicas de psicologia vão ficar chateadas comigo", ironizou Bolsonaro, arrancando alguns aplausos do público presente - formado em sua maioria por empresários. (AE)
Compartilhar:

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Ofertas de smartphones seguem com descontos de até R$ 3 mil na TIM

O Mês das Mães continua para a TIM e as ofertas especiais de smartphones vão até o dia 31.05. Um dos destaques é o Motorola Moto G7 Play, com processador Snapdragon de alta performance, que sai a R$ 899 no TIM Controle. Nos planos Controle, com opções a partir de R$ 49,99 por mês, os clientes têm redes sociais ilimitadas - Instagram, Twitter e Facebook - ligações à vontade para qualquer operadora e mais internet para usarem como quiser.

A família Samsung Galaxy S10 (S10e, S10 e S10 Plus), recém-lançada em abril deste ano para celebrar os 10 anos da linha, também faz parte das ofertas exclusivas. Os aparelhos podem ser adquiridos com até R$ 3 mil de desconto no TIM Black com 15GB de internet +15GB para vídeos com TIM Troca Smart, programa de recompra no qual o cliente pode usar o seu celular antigo como parte de pagamento do modelo novo. O TIM Black 15GB + 15GB oferece navegação ilimitada em apps de redes sociais e comunicação (WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter, Facebook Messenger e Telegram) e mobilidade (Waze e Easy Taxi) e custa R$ 179,99/mês mediante permanência de 12 meses.

As ofertas são válidas para compras na loja física ou site da operadora https://www.tim.com.br/.

Fonte: Divulgação I 
Três Comunicação

Compartilhar:

Enem: candidatos sem isenção têm até quinta-feira para pagar inscrição

Finalizadas as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, os estudantes que não obtiveram isenção têm até a próxima quinta-feira (23) para pagar a taxa de inscrição. O valor é de R$ 85 e pode ser pago em agências bancárias, casas lotéricas e Correios.

Quem teve direito à isenção do pagamento da taxa e concluiu a inscrição no prazo tem participação garantida.

As inscrições pra o Enem foram encerradas na última sexta-feira (17) com 6.384.957 de inscritos. O total de participantes confirmados será divulgado no dia 28 deste mês. As provas serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou de financiamento estudantil.
Estudo

Para reforçar o conhecimento dos candidatos, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) oferece várias estratégias gratuitas, como o Questões do Enem, no qual os estudantes têm acesso a um atualizado banco de dados que reúne provas de 2009 até 2018. O site permite a resolução das questões online, com o recebimento do gabarito.

Pelo perfil EBC na Rede, é possível acompanhar a série Caiu no Enem. O desafio é responder no fim de semana à questão publicada na sexta-feira. Na segunda-feira, um professor responde ao questionamento. A série fica até a semana que antecede ao exame de 2019. Para ter acesso aos vídeos com as respostas, basta se inscrever no canal youtube.com/ebcnarede.

As informações são da Agência Brasil
Compartilhar:

Justiça determina cumprimento de sentença que suspendeu direitos políticos de ex-prefeito de Faro (PA)

A Justiça Federal determinou o prosseguimento do cumprimento de sentença que suspendeu por seis anos os direitos políticos do ex-prefeito de Faro (PA) Denilson Batalha Guimarães, o Denis Guimarães, por fraude em licitação e desvio de recursos destinados à educação.

Publicada na última quinta-feira (16), a decisão, do juiz federal Érico Rodrigo Freitas, é referente a sentença de outubro do ano passado em processo aberto a partir de ação do Ministério Público Federal (MPF).

A mesma sentença condenou o ex-prefeito a devolver R$ 41 mil aos cofres públicos – com juros e correção monetária calculados desde 2012 –, e a pagar R$ 20 mil em multas, além de ter proibido Guimarães de fazer contratos com o poder público por cinco anos e ter determinado a perda da função pública que o ex-prefeito eventualmente estiver ocupando.

O ex-tesoureiro do município Aldiro Garcilei Galvão da Costa foi condenado às mesmas penas aplicadas ao ex-prefeito. O terceiro acusado pelo MPF, o empresário Ricardo Flávio Reis Fernandes, também recebeu a mesma condenação, exceto a de perda de eventual função pública atualmente ocupada.

Irregularidades – Ajuizada pelo MPF em 2013, a ação civil pública por improbidade administrativa relatou que os acusados foram responsáveis pelo desvio, em 2012, de R$ 41 mil em recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) que deveriam ter sido utilizados para a pintura de três escolas municipais.

Citando dados de relatório de fiscalização da Controladoria-Geral da União (CGU), o MPF registrou na ação várias irregularidades: o procedimento licitatório foi simulado; a obra não foi realizada pela empresa contratada, e sim por servidores da prefeitura e professores das escolas; os materiais para a pintura, que deveriam ter sido fornecidos pela empresa contratada, foram adquiridos pela própria prefeitura; e outros serviços citados na licitação não foram executados.

Processo nº 1002138-22.2019.4.01.3902 – 2ª Vara Federal Cível e Criminal da Justiça Federal em Santarém (PA)

Íntegra da decisão de prosseguimento do cumprimento da sentença

Íntegra da sentença

Consulta processual

Fonte: MPF/PA
Compartilhar:

domingo, 19 de maio de 2019

Chacina em bar no Guamá deixa 11 pessoas mortas

Onze pessoas foram mortas na tarde de hoje (19), em um bar, localizado na Passagem Jambu, entre as passagens Napoleão Laureano e Mário Alberto, no bairro Guamá, em Belém. Agentes da Polícia Militar e Força Nacional foram acionados para levantar as primeiras informações sobre a chacina. Ao todo as vítimas são seis homens e cinco mulheres, sendo que a maioria delas estava sem documentos, o que dificulta a identificação dos corpos.

Os nomes das vítimas confirmadas são: Maria Ivanilza Pinheiro Monteiro, conhecida como "Wanda" e proprietária do bar; Leandro Breno Tavares da Silva, 21, DJ do estabelecimento; Paulo Henrique Passos Ferreira, 25, funcionário do bar; Raquel da Silva Franco, 33, conhecida como "Rayca", um dos sobreviventes da chacina, Anderson Gonçalves dos Santos, conhecido como "Neguinho", foi socorrido e encaminhado para a UPA da Terra Firme.

O Instituto Médico Legal (IML) já foi acionado para fazer a remoção dos corpos. Os detalhes da chacina ainda estão sendo apuradas pela polícia. Além da Polícia Militar, agentes da Força Nacional também estão no local.

As informações são do Portal ORM
Compartilhar:

Susipe decide transferir presos de Redenção para Marabá

Mais de 30 presos foram transferidos na madrugada deste domingo (19) do Centro Regional de Recuperação de Redenção (CRRR) para as unidades prisionais de Marabá. São 29 presos custodiados por crimes sexuais, um por feminicídio, além de mais dois em situação excepcional, que serão recambiados para Goiás. A transferência ocorreu por meio de decisão judicial definida no último sábado (18) fruto de tratativas entre a secretaria e o Fórum da Comarca de Redenção, junto ao juiz Francisco Kumamoto e tratativas do Ministério Público representado pelo promotor Leonardo Caldas.

De acordo com Fernanda Sousa, diretora de Execução Criminal da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), as tratativas foram iniciadas após o evento crítico ocorrido na unidade no último dia 12 de maio, que resultou na morte de três internos durante uma briga de facções. "Saímos com uma decisão judicial autorizando a transferência provisória para que esses internos permaneçam no CRM ou em outra unidade em caráter excepcional até a conclusão das obras em Redenção. O juiz de Redenção se comunicou verbalmente com o juiz de Marabá, informando sobre a decisão de transferência e na próxima segunda-feira (19) será feito um comunicado oficial à comarca de Marabá informando o porque da transferência desses presos", explica.

A transferência foi realizada em comboio com diretores da Susipe e agentes prisionais, finalizada no início da tarde do mesmo dia. Segundo o diretor da Cadeia de Jovens e Adultos, Ringo Alex, representando a Diretoria de Administração Penitenciária (DAP) da Susipe, a transferência é importante para garantir a integridade física dos internos que estão sendo transferidos e que estavam dentro do cárcere com presos convencionais em Redenção.

"Depois do que aconteceu no Dia das Mães, medidas precisaram ser tomadas. Essa transferência vai distensionar o cárcere, haja vista que os internos envolvidos no episódio do último domingo estavam fazendo graves ameaças contra a integridade física desses internos que cometeram crimes de natureza sexual. A Susipe está tomando providências junto ao poder judiciário local para efetivar a transferência de forma provisória até que seja adequado novas instalações na unidade prisional de Redenção", explica.

Resultados positivos - O Tenente coronel Ricardo Batistada avaliou o resultado da transferência como positivo. "A transferência encerra uma das últimas fases da chegada dos diretores ao CRRR, quando, durante aproximadamente uma semana, foram realizadas várias atividades técnicas e de revista estrutural, além do traslado, para garantir a integridade física dos internos dentro da unidade. O objetivo do sistema é, a partir dessa transferência para unidades que estão mais pacíficas, garantir a tríade do sistema: preservar a vida, aplicar a lei e restabelecer a ordem. Dessa forma, encerramos essa fase com um resultado positivo e buscando sempre otimizar e melhorar a qualidade do trabalho para os servidores e a tranquilidade dentro da unidade", garante o diretor.

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), por meio de uma equipe composta por diretores do órgão, realizou uma série de atividades na casa penal. Dentre as diretorias que participaram da vistoria estão: Diretoria de Administração Penitenciária (DAP), Diretoria de Assistência Biopsicossocial (DAB), Diretoria de Logística, Patrimônio e Infraestrutura (DLPI), Diretoria de Reinserção Social (DRS), Diretoria de Execução Criminal (DEC) e Assessoria de Comunicação Social (ACS).

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

Moradores do bairro Prainha recebem mutirão de serviços

 
Um mutirão de serviços está sendo preparado para atender as famílias do bairro da Prainha, em Santarém, na região oeste do Pará, um dos mais tradicionais do município. As ações irão envolver diversas áreas da distribuidora, como: Manutenção, Relacionamento com Cliente; Serviços Comerciais, além da intervenção do Projeto Energia na Comunidade do programa de voluntariado Energia do Bem.

Realizado em parceria com a Associação de Moradores do bairro, os comunitários receberão atendimentos durante uma semana – no período de 20 a 24 de maio, de 08h às 12h e 14h às 17h - na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. Alberico Mendes Nóvoa.

O Energia na Comunidade estará com atendimento direto, levando informações, serviços como negociação, cadastro na Tarifa Social e palestras sobre economia e segurança com energia elétrica. Equipes de atendimento estarão disponíveis para ouvir e dar tratamento às demandas dos moradores que procurarem o atendimento.

Já o programa de voluntariado Energia do Bem vai promover palestras com as crianças e adolescentes. Os voluntários do Energia do Bem despertam na garotada o cuidado com o uso da energia elétrica e dicas de segurança e consumo consciente.

Para o executivo de Serviços Comerciais da Celpa, Danilo Almeida, essa é uma ação que a empresa vem se dedicando, com a finalidade de oferecer sempre um serviço de qualidade e com segurança, bem como construir uma relação cada vez mais próxima com a comunidade.

“Estamos envolvendo várias áreas da distribuidora para que as famílias do bairro da Prainha possam usufruir dos serviços; tirarem dúvidas; tratarem demandas e conhecerem um pouco mais da empresa. Uma ação que vai continuar sendo estendida a outros bairros e municípios atendidos pela Celpa”, explica o executivo.

Serviço:
Mutirão Celpa no bairro da Prainha
Local: Escola Municipal Alberico Mendes Nóvoa
Endereço: Rua José Almeida, SN
Data: 20 a 24 de maio
Horário: 08h às 12h e 14h às 17h

Fonte: Divulgação I Celpa

Compartilhar:

Municipalização do trânsito na região oeste do Pará será discutida durante fórum do MPE

Discutir os procedimentos para a municipalização do trânsito, o papel dos municípios diante dos altos índices de acidentes com vítimas, os crimes de trânsito, sinalização, educação e fiscalização são os principais temas do 3º Fórum de Municipalização de Trânsito, que ocorre nesta segunda-feira (20), no auditório do Ministério Público de Santarém, no oeste do Pará, na avenida Mendonça Furtado, no bairro Liberdade, das 8h30 às 17h. O evento é promovido pelo CAO Constitucional e Centro de Estudos de Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), do MPE, em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Governo do Pará.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas antes do evento, que é aberto e voltado para o público de Santarém, Belterra, Mojui dos Campos e demais cidades do oeste do Pará, especialmente representantes das prefeituras, conselhos, órgãos de trânsito e sociedade em geral.

Ao longo do dia serão feitas palestras e discussões sobre os procedimentos para municipalização do trânsito e o papel do MP, crimes de trânsito, sinalização, educação, crianças e adolescentes e o código de trânsito, modalidades de convênio entre Detran e Municípios. Haverá ainda uma exposição de equipamentos de equipamentos de tecnologia no trânsito.

Já realizado em outras regiões, o fórum foi pensando como instrumento para discutir a garantia da mobilidade e segurança viária, esclarecendo aos municípios acerca da competência prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e os meios necessários para exercê-la. Outro objetivo é aumentar a competência daqueles que já estão municipalizados, através de convênio de delegação de competência, para que possam cumular, nos limites de sua circunscrição, as atribuições municipais e estaduais.

O objetivo geral é sensibilizar os participantes acerca da importância de gerir o trânsito em seus municípios, visando a segurança e o bem-estar da população. O objetivo específico é efetivar a ações de fiscalização, educação e engenharia de trânsito nos municípios paraenses, através de convênios celebrados entre o Detran/PA e os municípios.

O novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dentre muitas inovações, introduziu o conceito da municipalização do trânsito, que é a integração dos municípios ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Na municipalização, as prefeituras tornam-se responsáveis pelo planejamento, projeto, operação, fiscalização e educação de trânsito, não apenas no perímetro urbano, mas também nas estradas municipais.
Compartilhar:

MRN realiza campanha para reforçar a segurança nas atividades do dia a dia

Uma leve distração ou falta de uso de equipamentos de segurança provocam em média 700 mil acidentes por ano em todo o país, segundo dados da Previdência Social. Como parte de sua política interna, a Mineração Rio do Norte (MNR) conduzirá, ao longo do ano, a campanha “Exercer o cuidado ativo é cuidar de si, dos outros e se deixar ser cuidado”, com o objetivo de reforçar a cultura de segurança na empresa e na vila de Porto Trombetas, em Oriximiná, onde está sediada. O termo cuidado ativo é algo que já faz parte da rotina da empresa, que este ano completa 40 anos de atuação no Pará.

A primeira ação da campanha ocorre com o Maio Amarelo, sob o lema “Trânsito seguro. Eu curto, eu pratico”, com ações visando à conscientização, como Diálogos Diários de Segurança (DDS) com os empregados, distribuição de panfletos, blitz educativas nas escolas e em áreas de maior circulação em Porto Trombetas, envolvendo motoristas, ciclistas e pedestres. Também serão realizados treinamentos com taxistas e empresas contratadas.

“Mesmo os acidentes mais leves com veículos, como amassamento na lataria e quebra de uma lanterna, por exemplo, podem ser evitados. O objetivo é despertar as pessoas para que se cuidem e tenham, cada vez mais, preocupação com a segurança tanto nas áreas operacionais da empresa quanto nas suas casas. É necessário ter uma visão mais ampla sobre percepção de risco para evitar qualquer tipo de acidente”, recomenda Wallison Silva, técnico em Higiene e Segurança do Trabalho da MRN.

Wallison ressalta que é preciso ter comportamento seguro no trânsito, com pedestres sempre atravessando nas faixas e condutores atentos à placa ‘Pare’, além do cuidado para não dirigir falando ao celular ou após ter consumido bebidas alcoólicas. “A regra geral é obedecer a sinalização de trânsito e isso vale para motoristas, ciclistas e pedestres. A expectativa é reduzir as incidências de desvios no trânsito e estimular a consciência de estar atento a todas as sinalizações”, ressalta.

Há dois anos, Maria da Conceição Brito, 38 anos, trabalha como taxista na vila de Porto Trombetas. Para ela é fundamental que o motorista dê preferência aos pedestres, que muitas vezes está desatento. “Antes de dirigir, é importante o motorista avaliar se está bem e com a revisão do carro em dia. Se vai andar numa rua que não conhece, é preciso procurar o apoio de alguém que conheça e oriente para que tudo seja feito da forma mais segura possível. Quando acordo, a primeira coisa que penso é na minha família, não gostaria que ocorresse nenhum acidente com um filho meu. O que eu não quero para mim, também não quero para o outro, por isso busco sempre sair e voltar com segurança”, diz.

A dona de casa Ruth Viana, 57 anos, mora em Porto Trombetas há 25 anos. Desde 2002, ela pratica atividade de corrida na vila. Em 2004, ganhou a companhia do cachorro Bob nas corridas. Para manter a sua segurança e a do fiel parceiro, ela só corre nas vias para pedestre. “Eu não descuido da nossa segurança, por isso só atravesso nas faixas e fico atento às sinalizações. Graças a Deus, nunca ocorreu nenhum acidente nem comigo nem com o Bob”, declara.

Próximas ações

Após a ação do Maio Amarelo, a MRN abordará a segurança com as mãos, uso de ferramentas manuais e importância do cumprimento dos procedimentos de segurança, alertando sobre os cuidados tanto na área operacional quanto dentro de casa. “A segurança é um valor dentro da MRN, que prima pelo bem-estar de empregados e todos que fazem parte da comunidade de Porto Trombetas. Acreditamos que as ações da campanha contribuirão para o aumento da nossa cultura de segurança e estimular o engajamento das pessoas para realizarem as atividades de forma segura”, afirma Wallison Silva.

Fonte: MRN
Compartilhar:

ParáPaz combate abuso e exploração sexual com acolhimento, informação e serviços

Mãe de uma menina e dois meninos, a secretária L.F, de 43 anos, conta que o atendimento recebido no polo ParáPaz da Fundação Santa Casa de Misericórdia foi fundamental em um dos momentos mais difíceis enfrentados pela sua família. É que alguns meses atrás, ela descobriu que a filha de 14 anos estava grávida de um abusador, que morava próximo à casa onde ela vivia com a adolescente, no município de Santa Bárbara, no nordeste paraense. “Foi um dos momentos mais difíceis das nossas vidas e trataram muito bem a gente quando mais precisamos”, afirma.

Na Semana Paraense de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o projeto reforça a importância de denunciar e lembra que oferece acompanhamento humanizado, feito por psicólogos, assistente social, peritos médicos e ainda policiais. Segundo L.F, foi graças ao atendimento que ela conseguiu compreender o quanto o seu apoio era importante para a filha, que havia perdido até mesmo a vontade de viver.

“Ela não estava conseguindo ir para a escola. As aulas começaram em fevereiro. A psicóloga conversou comigo, dizendo que eu precisava respeitar a decisão dela, porque não aceitava esse filho, que eu percebi que precisava apoiá-la de qualquer forma, e ela voltou a estudar mês passado”, diz.

Para essa mãe, a vida precisou tomar outro rumo. Os cuidados foram redobrados, o amor apenas intensificou e, todos os dias, ela faz questão de acompanhar a filha até a escola e buscar na saída. “Essa é a maneira que encontrei de demonstrar o meu amor. Ela diz que não digo sempre que amo, mas o que venho pedindo muito, principalmente depois desse apoio que estamos recebendo, inclusive eu, que faço acompanhamento também com a psicóloga sempre após a consulta dela, é para a minha filha confie em mim”, concluiu.

Acolhimento – Maria de Lourdes Monteiro integra o corpo técnico da Santa Casa há 26 anos, destes, já são 12 no polo do ParáPaz. A assistente social acumula todo esse tempo de experiência voltada para o atendimento infantil, após trabalhar 12 anos na pediatria. Segundo ela, o diferencial da unidade, que existe desde 2004, é a integração de vários serviços em um só lugar.

Antes, as perícias tinham até seis meses para entregarem um resultado e, atualmente, esse prazo diminuiu para no máximo 45 dias, quando o documento é entregue nas mãos de um delegado/a. Ou seja, é possível identificar mais rápido o crime, acompanhar a criança ou adolescente de perto e, ainda, facilitar a denúncia por parte dos responsáveis.

“Com a criação deste polo, acabou a nossa peregrinação. Muitas vezes tínhamos que sair do hospital para ir até o Instituto Médico Legal (IML), para a delegacia, para dar andamento ao atendimento. Isso ajudou no processo de convencimento das mães também, que acabavam tendo dificuldade, porque a maioria dos casos ocorre no ambiente familiar. Com tudo em um só espaço, fica mais fácil trabalhar na conscientização delas e, além de tudo, conseguimos garantir a preservação da identidade desse menor que foi abusado”, detalhou.

Registros - De janeiro a abril de 2019, 328 casos de abuso foram registrados na unidade – 134 somente em Belém. A assistente social lembra que os números são altos, mas que isso se deve também à ampla divulgação de informações sobre o assunto, o que faz com que as pessoas se sintam mais seguras ao denunciar.

Mesmo com a melhoria no serviço prestado na unidade, ainda há a preocupação com a subnotificação. “Quando temos uma tarde sem atendimento, pensamos até que bom, mas, ao mesmo tempo, ficamos pensando se faltou alguém ter coragem de vir. Mas vamos continuar encorajando as pessoas”, analisa.

O polo também é responsável por organizar palestras nas escolas da Região Metropolitana de Belém, mas recebe casos de municípios de todo o Estado. As cidades que acabam demandando mais do atendimento, por serem mais próximas da capital, são Moju, Abaetetuba, Barcarena, Aurora do Pará, Acará, Vigia e Colares.

ParáPaz – Em quatro meses de gestão, a presidente da Fundação, Ray Tavares, afirma que, agora, o projeto se encontra pronto para ampliar os serviços. “Começamos organizando a casa, né? Tínhamos déficit de pessoal, unidades não funcionando, dívidas por quitar. Fizemos um diagnóstico de onde estamos na RMB e no Estado e lotamos funcionários. Com a restruturação dos serviços, passamos a contar com 13 polos, na Região Metropolitana e no interior”, destacou, lembrando que Breves, Bragança, Marabá e Parauapebas hoje possuem sede do ParáPaz.

Mulheres e crianças e adolescentes com idade entre 8 e 18 anos são o público-alvo do projeto. Por isso, pensando nas mulheres, na última sexta-feira (17), o programa lançou o projeto “Mãe”, voltado para grávidas em situação de vulnerabilidade. Neste primeiro momento da iniciativa, 300 gestantes serão contempladas com assistência médica e psicológica, um kit enxoval e atividades físicas.

Aulas de informática, de reforço no contraturno escolar, de esportes e voltadas para habilidades artísticas, como ballet, estão entre os serviços oferecidos para crianças e adolescentes. Ainda dentro da programação da Semana Paraense de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, Ray Tavares destaca: pela educação é possível transformar a vida dos jovens beneficiados.

“Estamos trabalhando na multiplicação de conhecimento, por isso estamos atuando com a capacitação dos nossos funcionários, de lideranças comunitárias, pais, público em geral. O nosso objetivo é orientar para prevenir ocorrência de casos. E vamos continuar nessa luta, para que os resultados, que já são positivos, sejam ainda melhores”, concluiu.

Funcionamento – A unidade do ParáPaz da Fundação Santa Casa de Misericórdia funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Para ser atendido no mesmo dia, a equipe técnica orienta que as pessoas cheguem até às 17h, devido ao tempo necessário para realizar o atendimento de escuta, que dura de 1h30 a 2h. O número de consultas com os profissionais depende de cada caso, mas o acompanhamento pode ser feito por até dois anos.

Programação – Palestras, capacitações e ações recreativas fizeram parte das atividades oferecidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria Extraordinária de Estado de Cidadania e Fundação ParáPaz durante a última semana. Foram discutidos assuntos importantes, incluindo as políticas públicas executadas para coibir este tipo de crime.

A programação foi encerrada no sábado (18), com caminhadas em Belém e Ananindeua, e a ação “18 de Maio - Faça Bonito”. Foram repassadas informações sobre como reconhecer as situações de violência, estimulando a denúncia de casos por meio do Disque 100, número nacional e gratuito, para essas e outras situações de violação dos direitos humanos.

18 de Maio – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído em 1998. A data faz referência ao dia da morte da menina Araceli Cabrera Sanches.

Com apenas oito anos de idade, ela foi sequestrada em 18 de maio de 1973, drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. A mobilização de entidades públicas e privadas resultou na criação desse dia de luta pelo fim da exploração sexual de crianças e adolescentes.

Cultura de paz – Órgão do Governo do Pará vinculado à Secretaria de Estado de Articulação da Cidadania, a Fundação Parápaz é responsável pela coordenação, articulação e integração das políticas públicas voltadas à infância, adolescência, juventude e às pessoas em situação de vulnerabilidade social, atuando por meio de ações de prevenção, redução e solução de conflitos, e promovendo a cultura de paz no Estado. A Parápaz tem unidades nos municípios de Belém, Marituba, Ananindeua, Altamira, Breves, Marabá e Bragança.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive