quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

O PIB em 2008 crescerá em 5% para os investimentos

Ontem, terça-feira, dia 18, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou o boletim “Economia Brasileira – Desempenho e Perspectiva”, onde mostrouque o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve atingir 5% em 2008.

A estimativa da CNI para o crescimento da economia brasileira no ano de 2008 coincide com a previsão do Ministério da Fazenda, que também projeta uma ascensão de5% para o PIB do ano que vem.

Na avaliação do mercado financeiro, entretanto, ocrescimento do próximo ano deverá ficar em 4,40%. Porém, esse aumento representa queda em relação ao esperado pela entidade para aelevação deste ano, que é de 5,3%. Em setembro, a CNI previa expansão de 4,7% paraeste ano, número que foi revisado ontem.
Compartilhar:

Seduc prorroga pré-matrícula até dia 04/01

A Secretaria de Educação prorrogou até o dia 4 de janeiro o processo de pré-matrícula. A medida visa atender um maior número de alunos, principalmente da região metropolitana de Belém, "já que as aulas desses alunos só encerram na próxima semana", explica Suley Domont, coordenadora da matrícula.

Até agora já foram matriculados cerca de 43 mil alunos novos nas escolas da rede estadual. O processo que começou no dia 26, encerra no dia 31 de janeiro para os que não se matricularam dentro do calendário apresentado pela secretaria.

Este ano, a Seduc vai destinar mais de 240 mil novas vagas para os alunos que estão fora da rede. Os interessados também podem realizar suas matrículas através do Call Center 08007220078, de segunda a sábado, de 8 as 20h, pelo site: www.seduc.pa.gov.br.

Mais informações: www.seduc.pa.gov.br 32015181
Compartilhar:

Governo do Pará renova licenças de instalação da Mina de Juruti

Excelência ambiental, ações sociais e 10 milhões de horas trabalhadas sem incidentescom afastamento marcam a conclusão de 60% das obras em Juruti.

A Alcoa Mina de Juruti conclui o ano de 2007 com expressivas conquistas que refletema seriedade do trabalho e a constante busca pela excelência profissional. No últimodia 13 de Dezembro, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará concedeu arenovação das Licenças de Instalação de todas as estruturas do empreendimento,abrangendo terminal portuário, rodovia e ferrovia, bem como infraestrutura paralavra e beneficiamento do minério de bauxita. A chancela do órgão ambiental confirmaque a implantação da Mina de Juruti obedece rigorosamente aos parâmetros legais, atésuperando-os, tendo como referência os elevados padrões da Companhia.

Monitoramentos periódicos são realizados sobre a qualidade da água, ar, solo, clima,ruído, fauna e flora em diversos pontos de amostra em Juruti. Importantes ações naárea sócio-econômica também estão em andamento, abrangendo desde o incentivo aculturas tradicionais, como a criação de peixes e quelônios, o aproveitamento deprodutos florestais não-madeireiros e o artesanato, até o estímulo aodesenvolvimento de novas alternativas de geração renda, como o cultivo de hortaliçase a qualificação de empresários para o aperfeiçoamento do comércio local. Juruti ébeneficiada, ainda, com outros programas que contam com parcerias entre a Alcoa einstituições de referência nas áreas de saúde, cultura, segurança e educaçãoambiental, pública e profissionalizante.

Além dessas ações que integram os Planos de Controle Ambiental (PCAs), comorequisitos legais, a chancela da Secretaria de Meio Ambiente fundamentou-se nosbenefícios complementares da Agenda Positiva, implementada pela Alcoa em parceriacom a Prefeitura Municipal e na constatação de que a Empresa está consolidandoespaços de diálogo constante que asseguram o engajamento de todas as partesinteressadas. A Agenda Positiva prevê investimentos estruturais importantes que jáestão resultando na superação de problemas históricos do município, que tem 124 anosde existência e onde mais da metade da população de 35 mil habitantes vive na zonarural.

10 milhões de horas sem incidentes

Segundo Mauricio Macedo, gerente de Sustentabilidade e Assuntos Institucionais daAlcoa Mina de Juruti, somando-se à excelência ambiental e todas as ações sociais,atingiu-se a significativa marca de 10 milhões de horas trabalhadas sem incidentescom afastamento, nas obras da Mina de Juruti. A marca foi alcançada em 17 deDezembro e constitui uma conquista extraordinária, tendo em vista os desafios dasatividades de construção e sob as peculiaridades da região amazônica, como asintensas chuvas e os desafios logísticos.

O empreendimento Alcoa Mina de Juruti conclui 2007 evidenciando avanço robusto, comcerca de 60% das obras concluídas em total segurança, superando as exigênciasambientais, dialogando com as comunidades e com suas Licenças de Instalaçãorenovadas”, conclui Tiniti Matsumoto Jr., gerente geral de Desenvolvimento da AlcoaMina de Juruti.
Compartilhar:

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Federal prende traficantes

Agentes federais prenderam na manhã da última quinta-feora, três pessoas acusadas de tráfico de droga em Santarém. Adali da Silva Magno, Adelon da Costa Sales e Maria do Socorro Vaz foram presos em flagrante. Em poder dos elementos, os policiais apreenderam uma pistola e dois aparelhos celulares.

A delegada da Polícia Federal, Luciana Carvalho Mota, informou que havia algum tempo que a PF fazia o monitoramente do trio, porém, somente na quinta-feira, com mandado de busca e apreensão deferido pelo juiz da 6ª Vara Penal, Gabriel Veloso, os federais efetuaram a prisão.

Os traficantes foram transferidos para o Centro de Recuperação Agrícola "Silvio Hall de Moura", em Cucurunã.
Compartilhar:

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Polícia desmonta tráfico de drogas em Santarém

Uma operação realizada em conjunto por policiais civis e militares resultou na captura em flagrante, nesta sexta-feira, em Santarém, de uma quadrilha formada por doze pessoas, entre elas uma adolescente de 17 anos, acusada de praticar tráfico de drogas.

Em poder dos presos, os policiais apreenderam petecas de pasta-base de cocaína, além de diversos objetos, como balanças de precisão, televisores, celulares, câmeras digitais e dinheiro.Policiais civis da 19ª Seccional Urbana e da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, e militares da 16a Zona de Policiamento atuaram em quatro pontos diferentes da área urbana da cidade.

Eles cumpriram mandados de prisão, bem como de busca e apreensão contra acusados de fornecimento e distribuição de drogas na região. As ordens judiciais foram emitidas com base em investigações e levantamentos feitos pelos policiais sobre a atuação de traficantes de drogas na região.

Durante três meses, os policiais levantaram informações contidas em inquéritos policiais, além de dados recebidos pelo Disque-Denúncia, Núcleo de Inteligência Policial e Centro Integrado de Operações (Ciop). Os policiais foram comandados pelo delegado Carlos Augusto Mota Lima, superintendente regional do Baixo e Médio Amazonas.

Conforme Mota, a operação contou com 27 policiais civis, entre delegados, investigadores e escrivães da Policia Civil, efetivo da 16ª Seccional Urbana de Santarém e Superintendência Regional, alem do efetivo da ZPol.

Os agentes estiveram em casas apontadas como pontos de venda de drogas no município, onde apreenderam também materiais usados no preparo, refino e armazenamento de drogas, cofres-fortes, celulares e outros objetos sem procedência comprovada.

Ao todo, foram confeccionados três procedimentos flagranciais com base na Lei Anti-Drogas. Os adultos foram identificados como Ângela Mota dos Santos, Cláudio Oliveira do Canto, Francisco Lopes de Souza, Ivan dos Santos Picanço, José Airton Barbosa, Manoel Pereira da Silva, Marcicléia Costa Martins, Marcos Paulo dos Santos, Ronildo dos Santos Picanço, Sarah Priscila Santos da Costa e Soliane Najara Castro Vasconcelos.

Após a conclusão dos procedimentos, os presos foram encaminhados ao presídio local, enquanto que a menor de idade foi colocada à disposição do Juizado da Infância e Juventude de Santarém.

Fonte: Díário do Pará
Compartilhar:

Empresários fazem reunião de avaliação com Alcoa

Uma reunião ocorrida na noite da última quinta-feira, 29, na sede da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (ACES), avaliou a relação da mineradora Alcoa com as empresas paraenses em relação à aquisição de produtos e serviços para a implantação do seu projeto de bauxita no município de Juruti, oeste do estado.

Apesar de a empresa ter revelado que as empresas localizadas no Pará já faturaram mais de R$ 200 milhões com o projeto, os empresários cobraram uma valorização ainda maior das empresas localizadas nos municípios do oeste paraense, onde está o empreendimento.

Participaram da reunião os integrantes da diretoria executiva da ACES, cerca de 50 empresários, representantes da Associação Comercial de Juruti, o coordenador do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), David Leal, e gerentes da Alcoa e da Camargo Corrêa, principal construtora contratada pela mineradora.

O gerente de Aquisições e Logística da Alcoa, Cláudio Vilaça, informou que a empresa já adquiriu R$ 212,6 milhões de produtos e serviços de empresas paraenses. Vilaça informou que deste montante anunciado pela Alcoa, 17.24% foram faturados por empresas do município de Juruti.

A maior fatia, no entanto, ficou com as empresas da Capital, Belém, que faturaram 25.48% do total, cerca de R$ 54,1 milhões. Outros municípios que tiveram vendas expressivas à Alcoa foram Ananindeua (13.77%), Oriximiná (13.38%) e Monte Alegre (12.37%).

Santarém ficou com apenas 6.77% do bolo. Este volume de compras de empresas santarenas foi considerado baixo, principalmente comparando com as aquisições feitas em localidades mais distantes, como Belém.

Para o presidente da Associação Comercial de Santarém, Olavo das Neves, não deve haver uma disputa dos municípios pela divisão destas vendas, mas sim um aumento das compras em toda a região, contribuindo com o desenvolvimento do oeste do Pará. "Queremos aumentar a participação de Santarém neste bolo, sim, mas queremos que aumente também a participação de todos os municípios da região", disse o empresário.

O gerente de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Alcoa, Maurício Macedo, avalia que houve um avanço muito grande na relação da Alcoa com as empresas da região desde março, quando houve uma primeira reunião para tratar do assunto. Na época, os empresários chegaram a denunciar que a Alcoa não estava cumprindo com as promessas feitas nas audiências públicas e que estava valorizando mais as empresas de fora do Pará. "Havia também muita desinformação de ambos os lados. A empresa está cumprindo o seu papel social e econômico na região e nosso compromisso é com todo o Pará", disse Macedo.

Segundo Macedo, o objetivo da Alcoa não é ser conhecida como uma empresa de mineração, mas reconhecida como uma empresa de desenvolvimento. "Nós trabalhos a cada dia, a cada segundo, para conquistarmos o direito de operar o empreendimento", disse.

Segundo ele, as críticas feitas ao projeto são importantes para a correção de possíveis erros e para correção de rotas. Macedo ainda apresentou aos empresários um plano geral sobre a implantação do projeto, informando que 55% das obras estão concluídas e que a operação deve começar em agosto do próximo ano.

O presidente da Associação Comercial de Juruti, Otávio Barbosa Macedo, concorda que houve um incremento significativo nas aquisições feitas pela Alcoa das empresas regionais. Segundo ele, a situação hoje é bem diferente da vivida no começo do ano e as empresas de Juruti conseguiram estabelecer uma boa relação com a Alcoa e as contratadas.

No entanto, Otávio acredita que esta relação pode melhorar ainda mais, sugerindo à Alcoa que abra mais espaço para a participação das empresas da região no projeto. Na avaliação de Cláudio Vilaça, as empresas de Juruti evoluíram muito e por isso conseguiram aumentar de forma significativa as vendas para a Alcoa e contratadas.

Segundo o gerente, a participação das empresas da região deve aumentar muito, principalmente em virtude das obras da Agenda Positiva, um conjunto de ações que visa dotar o município de infra-estrutura física e social para receber o empreendimento.

Vilaça informou que a empresa está investindo R$ 50 milhões nesta agenda e deste total, R$ 45 milhões ainda serão investidos a partir de agora, gerando uma grande demanda junto às empresas regionais.

Para o coordenador do PDF, David Leal, a capacitação é a palavra chave para que as empresas possam se qualificar de forma a atender as necessidades do empreendimento. Ele destacou a importância do PDF, orientando as empresas que se cadastrem no programa e participem do Procem, o Programa de Certificação de Empresas realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa).

Segundo Leal, o acompanhamento feito pelo PDF aponta um aumento grande da participação das empresas paraenses nos grandes empreendimentos implantados no estado, especialmente na área da mineração.
Compartilhar:

Nota à Imprensa

Informamos que em 29 de novembro, a partir da constatação da existência de óleo combustível no rio Trombetas, a Mineração Rio do Norte, a agência de navegação da Vale e a Petrobrás iniciaram trabalhos de limpeza de seis quilômetros da margem direita do rio Trombetas.

Quarenta profissionais estão em fase final da limpeza do material das margens e do leito do rio. Para isso, bóias de contenção e mantas de absorção foram dispostas para recolher o óleo que estava presente na água.

O Ibama tem acompanhado de perto as ações. Ainda não há confirmação, mas provavelmente o óleo combustível tenha vazado de uma embarcação de grande porte. A estimativa inicial indica que o volume vazado seja inferior a mil litros.

A mancha foi identificada a cerca de 1,5 quilômetro de distância - rio abaixo - do porto de embarque de navios da MRN. Não há indicação de impactos significativos ao meio ambiente.

A MRN solicitou à Marinha do Brasil, por meio da Delegacia Fluvial de Santarém, o envio de peritos para análise da origem do vazamento.

Mineração Rio do Norte – MRN
Compartilhar:

DESTAQUE:

Homem é preso por ejacular em passageira em voo de Belém a Brasília

Um homem de 51 anos foi preso na manhã desta sexta-feira, 8, por se masturbar e ejacular em uma passageira durante um voo da Gol que fazia ...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive