quarta-feira, 28 de maio de 2008

Para refletir

Vossa Excelência
Titãs
Composição: P. Miklos, T. Bellotto, C.Gavin

Estão nas mangas dos Senhores Ministros
Nas capas dos Senhores Magistrados
Nas golas dos Senhores Deputados
Nos fundilhos dos Senhores Vereadores
Nas perucas dos Senhores Senadores

Senhores!
Senhores!
Senhores!
Minha Senhora!
Senhores!
Senhores!
Filha da Puta!
Bandido!
Corrupto!
Ladrão!

Sorrindo para a câmera
Sem saber que estamos vendo
Chorando que dá pena
Quando sabem que estão em cena
Sorrindo para as câmeras
Sem saber que são filmados
Um dia o sol ainda vai nascer quadrado

"Isso não prova nada!
Sob pressão da opinião pública
É que não haveremos de tomar nenhuma decisão!
Vamos esperar que tudo caia no esquecimento
Aí então...
Faça-se a justiça!"

"Estamos preparando vossas acomodações, Excelência."

Filha da Puta!
Bandido! Senhores!
Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!...
Compartilhar:

Vergonha na cara

As eleições municipais se aproximam. Esperamos que desta vez, o povo não cometa os mesmos erros e vote em políticos oportunistas, vigaristas, ladrões e bandidos que utilizam os cargos públicos para obter vantagens pessoais e enriquecer às custas do dinheiro público.

É hora de dar um basta nesta robalheira e eleger pessoas sérias, capazes de lutar pelos direitos do cidadão. Temos tempo ainda para ouvir àqueles que realmente desejam trabalhar honestamente por um país mais justo, humano e democrático.

Que país é este?
Que povo é este?
Compartilhar:

Será?

"O Brasil é o país do futuro..."
Compartilhar:

Incertezas

Henrique Costa, Joaquim Nunes, Cleosténes Farias, Carlos Veiga, Roselito Soares, Jorge Braga, Aparecido Silva, Maria do Carmo, Tony Fábio, Maria Gorete, Geraldo Pastana e Eraldo Pimenta não terão moleza nas próximas eleições municipais.

Os seus principais adversários serão ex-prefeitos que conhecem bem a estrutura política de cada município. As negociações e acordos estão sendo feitos, mas tudo pode mudar até o dia 30 de junho, quando os partidos devem anunciar oficialmente seus candidatos a prefeito.

De certo que Isaías Batista, em Juruti, João Piloto, em Alenquer, Eduardo Azevedo, em Jacareacanga, Jardel Vasconcelos, em Monte Alegre, Oti Santos, em Belterra, Lira Maia, em Santarém, Cabano, em Aveiro, Mário Lobo, em Uruará, e Zé Paulo, em Rurópolis, têm prestígio e força em suas bases políticas.
Compartilhar:

Gangues

A situação está fora de controle. Os marginais estão cada vez mais ousados e as nossas autoridades não adotam medidas eficientes para combater esta praga, que aterroriza as famílias na periferia de Santarém.
Compartilhar:

Abono do PIS

Segundo a Caixa, quase 750 mil brasileiros ainda não foram sacar o benefício do PIS. Falta pouco mais de um mês para o fim do prazo de recebimento do abono social do Programa de Integração Social, e de formação do Patrimônio do Servidor (Pasep).
Compartilhar:

UFOPA é aprovada na Câmara dos Deputados

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (28), por unanimidade, a criação da universidade, a qual deve passar sem problemas pelas demais comissões da Câmara (Tributação e Finanças, e Justiça), sem ir a plenário.

"Nesse ritmo, a universidade deve ser aprovada ainda este ano, para ser implantada no ano que vem. Não deve ter problemas nas demais comissões, porque já existe orçamento disponível para a criação da instituição", disse Alex Fiúza, reitor da UFPA.

A UFOPA vai demandar investimento de R$ 120 milhões e vai ofertar 400 vagas para professores da universidade.
Compartilhar:

Operação 'Arco de Fogo' em Altamira

Mais de 100 homens da Polícia Federal, Ibama e Força Nacional de Segurança participam da operação 'Arco de Fogo', contra a extração ilegal de madeira e o desmatamento na região da Transamazônica e Xingu.

Nesta terça-feira (27), três madeireiras em Altamira, no sudoeste paraense, foram fiscalizadas. Fiscais do Ibama contabilizaram e mediram toras, além de verificarem a documentação de origem da madeira. O material apreendido ainda está sendo contabilizado.
Compartilhar:

Prazo para inscrição no Enem termina em 13 de junho

O prazo para inscrição no Enem 2008 foi estendido até 13 de junho. A prova será em 31 de agosto, às 13h. Quem vai concluir o ensino médio neste ano e já o concluiu pode fazer a prova, que soma pontos em vários vestibulares.

É possível se inscrever nos Correios ou pela internet --nesta última só para quem não é isento da taxa. A inscrição é gratuita para alunos da rede privada que se declararem carentes e os da rede pública; para os demais, custa R$ 35.

A inscrição pela web é feita no site
www.enem.inep.gov.br/inscricao. Todos receberão a confirmação até 18 de agosto.
Compartilhar:

Proibida venda de bebidas em estradas

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (27) um projeto alterando a Medida Provisória 415 e voltando a proibir a venda de bebidas alcoólicas nos perímetros rurais das rodovias federais. O projeto volta agora para a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Originalmente a MP 415 determinava a proibição da venda em todas as rodovias federais.


Na Câmara os deputados optaram por liberar o comércio de bebidas alcoólicas nas áreas urbanas. Na semana passada, o Senado alterou o texto e liberou a venda em todas as rodovias. Agora, a Câmara volta a proibir a venda nas zonas rurais destas estradas.

O relator do projeto na Câmara, Hugo Leal (PSC-RJ), afirmou que a volta da proibição é uma questão de “coerência” da Casa. “Seria uma incoerência liberar totalmente porque nós fizemos uma negociação aqui na Câmara para restringir a proibição”.

A multa para os estabelecimentos em áreas rurais de rodovias é de R$ 1,5 mil. Há cobrança em dobro no caso de reincidência.

Compartilhar:

Documento ilegal

Ibama apreendeu 3 mil metros cúbicos de madeira retirados, ilegalmente, no rio Purus, na região Sudeste do Amazonas. O órgão ambiental aperta o cerco contra os madeireiros que agem na clandestinidade.
Compartilhar:

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Greve na Funasa

Os servidores públicos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) paralisaram suas atividades nesta segunda-feira. Eles reivindicam melhores salários e condições de trabalho.
Compartilhar:

sábado, 24 de maio de 2008

Marginais impõem toque de recolher na periferia

A ação das gangues de marginais está causando insegurança na população. Para quem reside na periferia da cidade, a situação é bem pior. Sem policiamento, as pessoas são obrigadas a se trancar em casa, já que sair na rua em determinado horário é proibido, segundo a lei das gangues. O toque de recolher é confirmado por alguns moradores nos bairros do Santarenzinho, Mapiri e Liberdade.

"Aqui, a gente não pode sair depois das 22 horas porque os marginais ameaçam agredir e até matar. Eles acham que as pessoas podem denunciá-los à polícia e por isso tentam nos intimidar", disse o aposentado Afonso Marinho. Situação semelhante acontece com os moradores do bairro do Santarenzinho, onde as pessoas são impedidas de transitar por algumas ruas. Além disso, os 'gangueiros', cobram pedágio em alguns pontos do bairro. A polícia só aparece quando é acionada.

"Mesmo assim quando a viatura chega, ela logo sai do bairro. A polícia tem medo!", diz Marinalva Chagas, residente na Tomé de Souza.

A audácia desses grupos de delinqüentes não tem limite. Duas casas noturnas, uma no bairro do Diamantino, na avenida Moaçara, ao lado de uma universidade, e outra na Prainha, na avenida Elinaldo Barbosa, os marginais se reúnem para intimidar e agredir os freqüentadores. Eles também aproveitam para vender drogas e aliciar menores. E tudo acontece sob os olhares inertes da PM que, em alguns casos, parece trabalhar apenas como segurança dos donos desses estabelecimentos.

"Agem como se fossem milícias dos proprietários. A PM não faz um trabalho preventivo, retirando desses locais os traficantes, ou identificando aqueles elementos que pertencem às gangues", diz o senhor Emílio Lopes.

No bairro da Interventoria, um grupo de marginais invadiu recentemente a escola Terezinha de Jesus Rodrigues e colocou em risco a integridade de professores, funcionários e estudantes. O clima no educandário é de medo, já que eles repudiaram o ato de vandalismo praticado pelos elementos.

No ano passado, uma gangue invadiu a escola São Francisco e matou o vigia. As gangues voltaram a ser uma grande ameaça para a sociedade santarena.
Compartilhar:

Gangue mata mulher de PM

O crime aconteceu na noite da última terça-feira, no bairro do Santarenzinho, quando uma gangue formada por aproximadamente 20 marginais tentou invadir uma residência para agredir um rapaz. Na confusão, a mãe do adolescente foi morta com um tiro disparado por arma de fabricação caseira. A polícia prendeu três elementos, um adulto, ex-interno da Funcap, e dois menores. Eles negam envolvimento no crime. Segundo informações fornecidas pela polícia, Claudionora Martins dos Santos, de 38 anos, era casada com o sargento da Polícia Militar Castro e Silva.

Testemunhas disseram que era por volta das 22 horas, quando um grupo de marginais promovia uma grande confusão e ameaçava matar um rapaz, justamente o filho de Claudionora. A mulher conseguiu proteger o filho, mas acabou sendo atingida mortalmente com um disparo. Ainda segundo testemunhas, os marginais invadiram a residência da vítima em busca do rapaz.

"Ela se jogou na frente do filho para protegê-lo e acabou sendo morta covardemente por esses animais que estão soltos e causando pânico nos moradores do bairro", disse um comerciante, que pediu para não ter o nome citado.

O ex-interno da Funcap, Erivan Miranda dos Santos, jurou inocência ao ser apresentado à imprensa. Disse que não estava no local no momento do crime. Os menores também negaram participação. O delegado Nelson Silva disse, no entanto, que todas as evidências apontam para o envolvimento deles na morte da mulher.
Compartilhar:

PF identifica fornecedor

O delegado da Polícia Federal, Olavo Pimentel, reuniu a imprensa na última terça-feira, para falar sobre o inquérito que apura crime de contravenção pela exploração de jogos de azar através de máquinas de caça-níqueis em Santarém. Cerca de 80 pessoas entre comerciantes e fornecedores dos equipamentos poderão ser indiciados pela PF.

A polícia efetuou, somente na última operação, 140 máquinas, que estavam sendo usadas em diversos pontos da cidade. Os comerciantes foram notificados e chamados à sede da PF para prestar esclarecimentos. Foi a partir de informações fornecidas por alguns comerciantes que os federais chegaram aos nomes dos principais fornecedores das máquinas caça-níqueis no município.

Alguns nomes citados não foi nenhuma surpresa para a polícia, que em 2006 concluiu o primeiro inquérito e encaminhou para o Ministério Público. No inquérito concluído em 2006, um nome surge como o principal responsável pela exploração de jogos de azar, através de máquinas de caça-níqueis: Celso Rattes.

Ele é apontado pelos federais como um dos maiores fornecedores desses equipamentos para os comerciantes santarenos e também pela distribuição das máquinas na região Oeste do Pará. O empresário é acusado de contrabando, exploração de jogos de azar e sonegação de imposto.

Além dele, outros dois nomes também constam no inquérito que investiga essa prática criminosa.
Compartilhar:

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Morre o Senador do Amazonas Jefferson Péres

O senador Jefferson Péres (PDT-AM) morreu na manhã desta sexta-feira (23), em Manaus (AM). O líder do PDT no Senado tinha 76 anos e sofreu um infarto, por volta das 6h, em sua residência. Segundo informações da cunhada do senador, Marlinda Pereira de Souza, o Corpo de Péres será velado no Palácio Rio Negro.

A família aguarda a chegada do filho do senador para que o corpo seja sepultado neste sábado (24).O senador Jefferson Péres nasceu em 1932, na cidade de Manaus (AM). Filho de Arnoldo Carpinteiro Peres e Maria do Carmo Campelo Peres, ele se formou em Direito em 1959 e em Administração de Empresas em 1967.

Péres foi eleito vereador por duas vezes a partir de 1988 e eleito senador pela primeira vez em 1995. Filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) desde o inicio de 1999 e foi reeleito senador em 2002. Em 2003, o senador se recusou a participar do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, época em que foi escolhido líder da bancada do PDT no Senado.

Jefferson Péres foi também professor e advogado. Teve uma longa carreira como vereador em Manaus, sua cidade natal. Ele ocupava vaga no Senado desde 1995 e exercia seu segundo mandato como senador.
Compartilhar:

Pintura indígena em Nova York

A pintura indígena nos corpos dos visitantes é a última atração da exposição “Amazônia Brasil” em Nova York, que foi aberta no dia 22 de Abril e segue até o dia 13 de Julho. No mês de Maio, os visitantes do evento estão voltando para casa com os corpos marcados pela arte indígena inspirada nas culturas Marajoara e Caiapó. A artista plástica belenense Alcinda Saphira é a responsável pela oficina de arte ornamental amazônica que ocorre dentro da exposição na cidade americana.

A Pintura Corporal Indígena é apenas uma das várias atrações do evento. A “Amazônia Brasil” em Nova York, uma das mais importantes exposições já realizadas no mundo sobre a região, está espalhada por toda a cidade, convidando os moradores de Nova York a deixar a floresta de concreto para experimentar a cultura da Amazônia brasileira.

A artista Alcinda Saphira nasceu em Belém e começou sua formação artística na Escola de Belas Artes Federal da Bahia. Por anos, Alcinda viajou de cidade em cidade, buscando nas técnicas amazônicas inspiração para as cores, formas, texturas e temas das suas obras. Hoje, possui um estúdio em Nova York que, por cerca de 10 anos, tem sido referência artística e importante local para a promoção da arte brasileira.

Para Scannavino Netto, diretor da exposição, o conceito de toda a programação é expressar a voz dos brasileiros que vivem na Amazônia, apresentando a região, sua diversidade, potenciais, contradições e a vida nas comunidades locais. “Nosso objetivo é mostrar essa visão realista e atual do local e sensibilizar os visitantes para as questões da Amazônia e meio ambiente”.

A “Amazônia Brasil” em Nova York é organizada pelo Projeto Saúde e Alegria (PSA), e pelo Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), e conta com patrocínio da Alcoa e Alcoa Foundation.
Compartilhar:

MRN promove mostra de teatro

Acontece de 24 de maio a 08 de junho, a 9ª Mostra de Teatro Amador de Porto Trombetas, que reúne seis peças adultas e infantis de companhias de Oriximiná e Santarém. Evento que já entrou no calendário dos moradores de Porto Trombetas, vila administrada pela Mineração Rio do Norte que, juntamente com o Mineração Esporte Clube - Nosso MEC, promove a Mostra.

O grupo de teatro santareno São José apresentará duas peças: a infantil A árvore Rabugenta e o musical As Marias do Brasil, uma revisão bem humorada da história doBrasil e permeada pela trilha sonora composta pelo músico paraibano Chico César.

Já de Oriximiná, um dos destaques da Mostra é a montagem Os Pequenos Legumes, daCompanhia de Teatro Konduri. A comedia retrata um casal de atores contratados paraapresentar um programa, onde tratam as pessoas como se fossem débeis mentais, masnão conseguem disfarçar ao publico, que não se entendem nem mesmo em seu trabalho.

"Ações como essa são de grande importância, já que Porto Trombetas está numa região fora de um eixo cultural. Essa é uma oportunidade que os moradores daqui têm de tercontato com manifestações culturais distintas. A Mostra proporciona ainda ointercâmbio de grupos culturais das cidades vizinhas, o que é um incentivo para ocenário cultural do Oeste do Pará", afirma Denílson Gonçalves, coordenador deeventos Nosso MEC.
Compartilhar:

TSE discute proibição de registro de candidatos processado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE)) terá que reexaminar a questão do registro de candidatos processados criminalmente ou por improbidade administrativa, na medida em que o tema volte à Corte sob a forma de processo, o que deverá acontecer devido à proximidade das eleições municipais de outubro.

A opinião foi manifestada pelo presidente do TSE, ministro Carlos Ayres Brito, após receber a Carta de Brasília, com as conclusões do IV Senaje (Seminário Nacional de Juízes, Promotores e Advogados). Entre elas, um pedido para que a Justiça Eleitoral avalie a vida pregressa dos candidatos, caso a caso, 'com base em critérios objetivos, observando-se o devido processo legal para acolher ou não os pedidos de registro de candidatura'.

O ministro recebeu a Carta de uma comissão de representantes dos participantes do seminário, que foram ao seu gabinete no Supremo Tribunal Federal (STF) para entregar o documento. Ayres Brito não quis dizer se é favorável à mudança da regra atual, que permite o registro de candidatos com esse tipo de processo na folha corrida, porque estaria antecipando seu voto num julgamento futuro. Porém, lembrou que, em setembro de 2006, votou contra a concessão de registro no julgamento do processo do presidente do Vasco e ex-deputado Eurico Miranda.

'Eu me reservo para estudar e decidir no momento oportuno quanto a essa questão', acrescentou o ministro. A Carta contém outros dois pontos. No primeiro, defende a preservação da Lei nº 9840-99, fruto de iniciativa popular, especialmente quanto à execução imediata de decisões, à configuração das condutas vedadas, independentemente da potencialidade lesiva, e à garantia de prioridade na tramitação aos feitos eleitorais que envolvam atos de corrupção eleitoral como forma de garantir a celeridade. No segundo ponto, o documento alerta que é preciso fortalecer os mecanismos de democracia direta.

Para tanto, a Carta sugere à Justiça Eleitoral a criação de instrumentos que possibilitem a coleta de assinaturas dos cidadãos nos cartórios eleitorais respectivos, como forma de viabilizar a participação de todos nos projetos legislativos de iniciativa popular, sem prejuízo de outras formas de mobilização social para a reunião das assinaturas.

Carlos Ayres Brito prometeu fazer a leitura da Carta em sessão administrativa do TSE e elogiou muito o trabalho dos participantes do Senaje. O juiz eleitoral do Maranhão Marlon Ayres, um dos coordenadores do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), que promoveu o IV Senaje, foi quem entregou a o texto ao ministro e disse estar certo de que as reivindicações vão ecoar no Tribunal Superior Eleitoral.

O MCCE pretende encaminhar ao Congresso Nacional um projeto de lei de iniciativa popular, com assinaturas de 1% do eleitorado brasileiro, para proibir o registro de candidaturas que tenham problemas com a Justiça.

Compartilhar:

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Greve

A última tentativa de acordo entre professores e governo não vingou. A greve, portanto, continua. Em Santarém, os profissionais estão indignados com a governadora Ana Júlia que traiu a categoria convocando os alunos para retornarem às salas de aulas.
Em ano de eleições, todo cuidado é pouco...
Compartilhar:

Gangues aterrorizam

Uma mulher foi vítima da ação das gangues de marginais no bairro do Santarenzinho na noite desta terça-feira. A vítima era mulher de um soldado da Polícia Militar.
A ação desses marginais está causando insegurança na sociedade santarena que cobra mais rigor das autoridades no combate às gangues em nossa cidade. Até as escolas estão sendo alvos desses elementos.
Compartilhar:

TV dá barriga e sites repercutem sem checar

O incêndio que atingiu na tarde da terça-feira (26/05) um prédio localizado em Moema, na zona sul de São Paulo, foi manchete, por alguns minutos, dos principais sites de notícia do País. O problema é que, na pressa para informar seus leitores, alguns veículos online se basearam em informação da Globonews de que um avião havia se chocado com o prédio e não tiveram o cuidado de checar. "Avião atinge prédio em São Paulo" era uma das manchetes do Globo Online.
Ao perceber o erro, minutos depois, o título mudou para "Incêndio atinge prédio em São Paulo". O UOL já foi mais categórico: "Avião da Pantanal cai na zona sul de São Paulo". A ombudsman do Portal, Tereza Rangel, não perdeu tempo. Lamentou que mal estreou a nova central de jornalismo e já caiu na tentação de copiar informação da TV. "A ´informação` estava errada. Quando percebeu o erro, o UOL mudou o texto (sem alterar o horário), tirou o assunto da manchete e simplesmente adotou a fórmula "a informação inicial era de que um avião da Pantanal teria se chocado contra um prédio residencial, mas ela foi desmentida minutos depois pela Infraero, pelos Bombeiros e pela própria companhia".

A ressalva não pode servir de desculpa para que não seja feita uma errata, até porque o título do texto afirmava, categoricamente, que o avião caíra. Se o UOL levou a `notícia´ à sua manchete é porque precipitou-se e, sem apuração própria, comprou a versão da TV, disseminando entre os internautas que houvera um acidente inexistente. A prática de cozinhar e assumir informações (certas ou erradas) da TV e rádio é comum em portais da Internet, mas não deveria ser adotada pelo UOL".

Em resposta, o gerente de notícias do UOL, Rodrigo Flores, prometeu fazer uma errata. Mario Vitor Santos, ombudsman do iG, também não deixou passar o erro. "O iG acaba de anunciar erradamente a queda de um avião em bairro residencial de São Paulo. A notícia ("Avião cai em bairro residencial de São Paulo") não se confirmou. O texto era lido a partir da manchete da capa do iG. Foi colocado como um link da manchete que anunciava um incêndio na capital.

Minutos depois da notícia errada do desastre, mais grave ainda numa cidade já traumatizada por acidentes desse tipo nas imediações do aeroporto de Congonhas, a notícia foi retirada do ar. A manchete passou a anunciar um incêndio numa fábrica de colchões. O iG precipitou-se e errou. Deve ter confiado em quem não deveria. Atribuiu o erro à Infraero. Certamente não verificou a informação antes de levá-la ao ar. Precisa avaliar isso, e corrigir com o mesmo destaque dado ao falso acidente de avião. Além disso, precisa agora acompanhar correta e cautelosamente o incêndio que de fato parece ter existido".

A assessoria de imprensa da Infraero disse ao Comunique-se que em nenhum momento confirmou a notícia de queda de um avião. A Central Globo de Comunicação informou em comunicado: "A respeito do incêndio ocorrido em São Paulo, a Globo News, como um canal de noticias 24 horas, pôs no ar imagens do fogo assim que as captou. Como é normal em canais de notícias, apurou as informações simultaneamente à transmissão das imagens. A primeira informação sobre a causa do incêndio recebida pela Globo News foi a de que um avião teria se chocado com um prédio na região do Campo Belo, Zona Sul de São Paulo. Naquele momento bombeiros e Infraero ainda não tinham informação sobre o ocorrido. As equipes da própria Globo News constataram que não havia ocorrido queda de avião e desde então esclareceu que se tratava de um incêndio em um prédio comercial. Poucos minutos depois o Corpo de Bombeiros confirmou tratar-se de um incêndio em uma loja de colchões".

Comunique-se

Compartilhar:

Prefeito envolvido em fraude

Polícia deflagra Operação Vorax, em Coari, no estado do Amazonas, e desarticula quadrilha acusada de desviar mais de R$ 30 milhões dos cofres públicos do município nos últimos cinco anos. Esquema era supostamente comandado pelo prefeito de Coari, Adail Pinheiro.

Leia mais: www.acritica.com.br
Compartilhar:

Engenheiro da Petrobras esfaqueado no Pará

Um engenheiro da Eletrobrás foi atingido a golpes de facão nesta terça-feira (20) após dar palestra sobre o projeto da usina de Belo Monte e o impacto que a instalação da hidrelétrica poderão causar.

Participaram moradores da região, ONGs e índios de 24 etnias. O engenheiro da Eletrobrás, Paulo Fernando Rezende, foi convidado para apresentar os estudos sobre a usina. Quando terminou de falar, os índios atacaram o engenheiro.

Depois da confusão, o engenheiro foi levado para um hospital com ferimentos no braço. A agressão lembra um episódio acontecido há quase 20 anos, num encontro sobre a instalaçao da mesma usina. Uma índia ameaçou com um facão o engenheiro José Antônio Muniz, hoje presidente da Eletrobrás.

No último dia 16, a Justiça Federal determinou que os estudos de impacto ambiental para a construção da usina, que estavam suspensos desde o mês passado, sejam retomados. O Ministério Público avisou que vai recorrer.

Em nota, a diretoria executiva da Eletrobrás afirma que tomará todas as providências necessárias para que os responsáveis pela agressão sejam punidos.

Fonte: G1
Compartilhar:

terça-feira, 20 de maio de 2008

Empréstimos para aposentados

Desde ontem, o empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem regras mais duras para combater fraudes, evitar endividamento excessivo e disciplinar a utilização do cartão de crédito.

Por determinação do ministro da Previdência Social, Luiz Marinho, a partir de hoje estão proibidos os saques em espécie com cartão de crédito, reserva de margem no crédito consignado sem autorização prévia do beneficiário e a oferta de empréstimos com prazo de carência para início do pagamento.

Além disso, as punições para instituições que não cumprirem as regras também ficaram mais rigorosas.
Compartilhar:

Mulheres se profissionalizam em Juruti

Foram 42 pessoas, entre elas 38 mulheres, que acabaram de concluir os cursos de capacitação em Juruti, frutos da parceria entre Alcoa e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). A pedido da Associação Comercial e Empresarial de Juruti (ACEJ), foram realizados os cursos de Culinária Trivial, Higiene e Manipulação de Alimentos, e Manicure e Pedicure, que tiveram suas formaturas nos dias 13 e 15 de Maio.

A proposta do curso de Manicure e Pedicure foi desenvolver as competências necessárias para o exercício da profissão, mediante uma formação que ultrapasse o conhecimento prático adquirido, por meio de técnicas que envolvem ética, relações humanas e convívio social em grupo. Esse é um dos cursos mais caros oferecidos pelo SENAC em outras cidades. Entretanto, no caso de Juruti, as alunas não tiveram que arcar com custos, e ainda ganharam kits completos para que quando concluíssem o curso pudessem exercer a profissão.

Uma das concluintes do curso de manicure é Irenilda dos Santos Nascimento, que já trabalha na área há cerca de oito anos. “O que, até então eu não sabia, pude aprender através do curso de Manicure e Pedicure, como a técnica de cutilagem à seco. Eu fazia cutilagem em pequenas vasilhas de plástico. Porém fiquei sabendo que, dessa forma, é possível transferir fungos entre as clientes, por mais que eu lavasse as vasilhas. Achei essa nova técnica ótima, pois posso garantir mais segurança às pessoas que eu atendo. Com certeza vou aplicar na minha profissão”, garante.

Já os cursos de Culinária Trivial e Higiene e Manipulação de Alimentos capacitaram donas-de-casa e profissionais que já trabalham no setor de alimentação. Iracy Menezes concluiu os dois cursos e diz que oportunidades como essas são raras em Juruti. “Aprendi a fazer pratos variados e bem saborosos. Tudo o que pudemos, extraímos da professora. Nunca sabemos o dia de amanhã. Quem sabe não posso vir a abrir um restaurante? Agora, posso preparar um bom prato e oferecer no final de semana aos amigos, filhos e marido. Para mim, cozinhar é uma grande satisfação. E o melhor ingrediente é o amor”, comenta.

De acordo com a instrutora Graça Rocha, que ministrou os cursos de “Higiene e Manipulação de Alimentos” e “Culinária Trivial”, ambos foram pensados em atender as necessidades tanto de donas-de-casa como de empreendedoras do ramo de alimentos. “A manipulação de alimentos é muito importante na cadeia da alimentação. São procedimentos exigidos pela Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde. Já a culinária básica, como o nome diz, é saber valorizar pratos simples, tornando-os mais saboroso. Buscamos valorizar coisas da própria região e as alunas mostraram excelentes resultados”, explica.

Segundo a coordenadora do SENAC Unidade de Santarém, Denize Miranda, ao aceitar ministrar os cursos para a Alcoa, a instituição respondeu positivamente ao seu compromisso com o social, uma vez que atua preparando pessoas para o comércio de bens e serviços. “Juruti mostrou essa necessidade”, diz. Ao longo desse primeiro semestre, a população de Juruti contou com outros cursos resultantes dessa parceria, como “Técnicas de Vendas” e “Técnicas de Servir”. Denize diz que esse trabalho não deve parar por aí. “Foi apenas o ponta-pé”, informa.
Compartilhar:

Incra e UFPA formam 135 assentados no curso de Magistério da Terra

O Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), que está completando 10 anos, formou mais 135 jovens e adultos assentados em oito municípios ao longo da Rodovia Transamazônica. Eles tiveram acesso ao curso de Nível Médio na modalidade Magistério da Terra, desenvolvido através de uma parceria entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Universidade Federal do Pará (UFPA).
As solenidades de colação de grau ocorreram no período de 16 a 18 de maio nos três pólos do curso: Pacajá, Altamira e Medicilândia. Assentados dos municípios de Anapu, Uruará, Brasil Novo, Vitória do Xingu e Senador José Porfírio também foram beneficiados pelo projeto, que iniciou em março de 2005. O investimento no curso, que torna os novos educadores aptos a lecionar de 1ª a 4ª série, foi de R$ 1.385.000.
“A educação é um dos pilares centrais do desenvolvimento do projeto de assentamento. O Pronera leva conhecimento a estas áreas, oportunizando acesso à alfabetização, à escolarização e ao ensino superior”, destaca o gestor do programa na Superintendência Regional do Incra em Santarém, Gilvanderson Barros.
O curso abriu novas perspectivas de futuro para os assentados e reforçou o compromisso com suas comunidades. Marleide Alves dos Santos, uma das novas educadoras, já conseguiu emprego e agora irá transmitir os conhecimentos adquiridos com as crianças do assentamento Bom Jardim, em Pacajá, onde também reside.
Outras histórias demonstram a continuidade do aprendizado. Rodrigo Feitosa, do projeto de assentamento Assurini, em Altamira, foi aluno do Pronera de 1ª a 4ª série. “Acredito que agora podemos alcançar o objetivo de ensinar com qualidade. Meu plano é ajudar a comunidade”, planeja o jovem educador de 23 anos.
Diferente dos cursos tradicionais de Magistério, o que foi proporcionado aos assentados trabalha a realidade do campo e enfatiza a troca de experiências, alternando entre o tempo escola e o tempo comunidade.
Compartilhar:

Crianças atentas nas orientações do Projeto Transparência da Celpa

A Escola Municipal Frei Juvenal, no Bairro Nova Vitória, em Santarém, recebeu esta manhã, 20, as equipes do Projeto Transparência e da Segurança no Trabalho da Celpa. A pedido da escola, as crianças das 1ª e 2ª séries do ensino fundamental ficaram ligadas nas dicas de economia de energia elétrica e nos riscos elétricos, que nessa idade são mais frequentes.

Depois da conversa com as equipes da Celpa, a meninada garantiu que vai ser parceira no repasse das orientações em casa. As dicas foram desde a fatura de energia aos riscos com uma das brincadeiras mais praticadas pela garatoda - pipas.

A Celpa chamou a atenção para os riscos com choques elétricos e interrupções no fornecimento elétrico provocados pelo simples ato de empinar a pipa próximo à Rede Elétrica. A concessionária incentiva a brincadeira reforçando os cuidados em áreas de riscos, e mostrando como é bom brincar garantindo o direito e a segurança da meninada.

O Projeto Transparência tem como principal objetivo aproximar cada vez o cliente da concessionária, mostrando todos os serviços que estão ao alcance do cliente.
Compartilhar:

Charles Guerreiro no Papão

Charles Guerreiro foi confirmado no comando técnico do Paysandu na tarde desta terça-feira. O time bicolor estaa sem treinador desde o último domingo quando Edson Boaro entregou o cargo após a derrota para o Ananindeua, do técnico santareno Valter Lima.

Guerreiro é velho conhecido da torcida paraense e já atuou em diversos clubes do futebol brasileiro, inclusive na Seleção, onde fez atuações inesquecíveis.
Compartilhar:

R$ 28 milhões para pesca paraense

Na manhã desta terça-feira (19), Socorro Pena, secretária de Estado dePesca e Aqüicultura, recebeu na sede da secretaria autoridades e representantes da academia para discutir a orientação dos investimentosde 28 milhões aprovados em emenda parlamentar, em Brasília.

A titular da Sepaq evidenciou que "a classe dos pescadores sempre foi marginalizada e hoje o governo tem a oportunidadede responder as dinâmicas da piscicultura e aqüicultura do Pará". A

As demandas estão, principalmente, no setor das pesquisas para aperfeiçoar o manejo dos recursos pesqueiros da região. A idéia é buscar parcerias para qualificar os profissionais em temas atuais como nutriçãode peixe, tipos de cultivo, entre outros assuntos afins.
Compartilhar:

Governo convoca 71 aprovados no concurso da Seop

O governo do Estado lançou nesta terça-feira (20), no Diário Oficial doEstado (DOE), os nomes de 71 candidatos aprovados no Concurso Público da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop). O resultado docertame foi homologado no dia 29 de junho de 2006. O decreto, assinadopela governadora Ana Júlia Carepa, já está em vigor, e os aprovados têmprazo de 30 dias para tomar posse.

O prazo, que se inicia a partir do momento em que o nomeado recebe, emsua residência, uma carta da Secretaria de Estado de Administração(Sead) informando sobre a nomeação e explicando os procedimentos a seremtomados, pode ser prorrogado por mais 15 dias a pedido do convocado.

A Secretaria de Obras já solicitou à Sead a prorrogação do prazo devalidade do concurso por mais dois anos, ou seja, até 29 de junho de2010. A lista com os nomes está disponível no site do Diário Oficial(
www.ioepa.com.br) e da Seop (www.seop.pa.gov.br).
Compartilhar:

Celso Rattes

Celso Rattes é apontado pela Polícia Federal como um dos principais fornecedores de máquinas caça-níqueis em Santarém. No inquérito policial, o nome dele aparece no topo da lista.

Durante entrevista com jornalistas santarenos na tarde desta terça-feira, o delegado Olavo Pimentel informou que pelo menos 80 pessoas estão sendo investigadas no inquérito que apura crime de contravenção no município pela prática de exploração de jogos de azar.

Essas pessoas podem ser indiciadas pela PF.
Compartilhar:

Desabafo do leitor

Durante oito anos, o Governo do Mutirão, liderado pelo ex-prefeito Lira Maia, administrou o município de Santarém. De certo que fez muitos investimentos, mas muita coisa também deixou de ser feita. Durante esse período, também se acumularam denúncias de malversação de dinheiro público e possíveis fraudes em processos de licitação.

Hoje, os resultados estão aí. O ex-prefeito enrolado com a Justiça e com sério risco de ficar fora do próximo pleito eleitoral.

Temendo uma possível derrota nas urnas e ter que amargar mais quatro anos de governo petista, as viúvas do ex-prefeito arquitetam manobras criminosas para prejudicar a prefeita Maria do Carmo, que certamente sobreviverá aos ataques dos inimigos.

A população precisa ficar vigilante e não cair nas armadilhas de políticos que tratam a máquina pública como se fosse seu parque de diversões, querendo só para si os benefícios que ele pode proporcionar. É hora de dar um basta nesta politicagem e reconhecer de fato o trabalho daqueles que realmente pensam no bem estar da sociedade. Chega de mentiras! Chega de mutirão de fachada! Chega de corrupção! Chega de ladroagem! Chega de pessoas que pensam no próprio bolso! Chega dessa disputa eleitoreira e de gente que não tem vergonha na cara! O povo precisa ser respeitado e se respeitar, aprendendo a valorizar o seu voto.

E se até o mês de outubro este atual governo também não tiver apresentado resultado positivoà sua população que seja retirado do poder porque não podemos mais assistir a tanta incompetência passivamente. Chega! Chega! Chega!

Amarildo Castro, leitor do blog - amarildocastro1971@hotmail.com

Compartilhar:

Prainha

A população do município de Prainha não suporta mais tanta corrupção na prefeitura daquele município. Os desmandos causados pelo prefeito Joaquim Nunes estão provocando a indignação e revolta popular. Os moradores prometem responder nas urnas nas próximas eleições.
Compartilhar:

Interrogatório

O ex-prefeito Lira Maia será interrogado no dia 3 de junho, em Brasília, na sede da 12ª Vara da Justiça Federal, no processo que tramita contra ele no Supremo Tribunal Federal.

O juiz José Airton de Aguiar Portela conduzirá o interrogatório do ex-prefeito, acusado de desvio de recurso público.
Compartilhar:

Os donos das ruas

Em Santarém, assim como em várias outras cidades brasileiras, os estacionamentos nas ruas do centro comercial são 'administrados' por quadrilhas de flanelinhas, que intimidam e ameaçam causar danos nos veículos das pessoas que não aceitam suas imposições.
Compartilhar:

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Propaganda eleitoral gratuita começa em três meses

As eleições municipais para a escolha de prefeitos e vereadores serão realizadas em 5 de outubro. Até o pleito, no entanto, a legislação eleitoral prevê várias etapas a serem cumpridas pelos partidos, como as convenções para escolha dos candidatos, o registro das candidaturas e o início da propaganda eleitoral, em 6 de julho.

Uma das principais ações é a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começa em 19 de agosto, daqui a exatos três meses, e vai até 2 de outubro, no primeiro turno.
Compartilhar:

TCU busca soluções para setor portuário

O Tribunal de Contas da União (TCU) reunirá autoridades do governo e representantes do setor portuário para discutir soluções para os portos marítimos brasileiros. Durante o encontro, nos dias 17 e 18 de junho, na sede do TCU em Brasília, serão abordados temas como o relacionamento entre órgãos, instituições e demais agentes que atuam no setor, o modelo dos arrendamentos em áreas portuárias e os entraves e as oportunidades de modernização.

Segundo a Secretaria Especial de Portos da Presidência da República (SEP), o Brasil possui um setor portuário que movimenta cerca de 700 milhões de toneladas de mercadorias por ano e responde por mais de 90% das exportações. Contudo, problemas como falta de infra-estrutura rodoviária e ferroviária adequada nas proximidades dos portos e elevados custos de operação podem limitar a capacidade de importação e exportação do País.

Além de facilitar a busca de soluções, o seminário pretende reforçar o diálogo do TCU com a sociedade. Paralelamente, o Tribunal deverá realizar, ainda este ano, auditorias nas áreas de regulação e de gestão portuária, para detectar problemas e propor medidas para o desenvolvimento do setor.

O ministro Ubiratan Aguiar é o coordenador do seminário, que conta com o apoio da SEP e da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Além de ministros e técnicos do TCU e dos órgãos parceiros, participarão do encontro o ministro dos Transportes, a ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República e o presidente do Senado Federal, além de representante do Banco Mundial.

As inscrições para o seminário “Portos: em busca de soluções” podem ser feitas gratuitamente.

Compartilhar:

Pará teve 44 vereadores cassados

Segundo informações dos Tribunais Regionais Eleitorais, têm acelerado o julgamento dos pedidos de cassação por infidelidade partidária e retirado o mandato de dezenas de vereadores.

No total, foram 368 cassados desde que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu que os vereadores que trocaram de partido depois 27 de março de 2007 deveriam perder o mandato.

A região com maior índice de vereadores infiéis é a Sul. O Estado do Paraná tem 61 casos, enquanto o Rio Grande do Sul tem 55. O Pará também apresenta um grande número de vereadores cassados: 44.
Compartilhar:

Traição

Os professores santarenos afirmam que foram traídos pelo governo do estado, que não respeitou os acordos que estavam sendo feitos pela direção do Sintepp em Belém. No sábado, o governo convocou todos os estudantes a retornarem às escolas garantindo que haveria aulas.

A convocação, segundo os coordenadores do Sintepp em Santarém, foi um desrespeito com a classe e uma afronta à sociedade local. "O trabalhador não está sendo respeitado por este governo. A greve é um direito do trabalhador. Nós estamos reivindicando benefícios não apenas para os professores, mas também para os estudantes", disse Isabel Salles.
Compartilhar:

Com a bola cheia

Embalado com os bons resultados da equipe, o técnico do Ananindeua, o santareno Valter Lima, rejeitou pelo menos duas propostas feitas pelos dirigentes do Paysandu. Na vitória contra o Papão, no domingo, novamente Valtinho teria sido sondado pelos cartolas, porém, recusou.

O santareno disse a amigos mais próximos que pretende cumprir o contrato firmado com o Ananindeua. O Paysandu continua sem técnico. Depois da derrota para a Tartaruga, Boaro pediu demissão.
Compartilhar:

domingo, 18 de maio de 2008

Ex-prefeito será interrogado

O ex-prefeito Lira Maia teve conhecimento oficial da ação penal (nº.484) do processo conhecido como o "Escândalo da Vera Paz", que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) contra ele. No último dia 12, o STF encaminhou carta de ordem ao ex-gestor de Santarém, que é acusado de se apropriar de recursos públicos arrecadados no extinto terminal fluvial da Vera Paz.

Maia também foi informado da data e hora do interrogatório que prestará à Justiça Federal. O ex-prefeito terá ainda que apresentar defesa prévia que deve ser entregue em cinco dias a partir do interrogatório dos envolvidos. Além de Lira Maia, aparecem como réus no processo, Vicente Pinto de Lira (tio do vereador Henderson Pinto) e José Ismael Gomes de Souza.

O Supremo Tribunal Federal remeteu duas cartas de ordem. Uma para a Vara Federal em Santarém e outra para Justiça Federal do Distrito Federal. Caberá aos titulares de cada órgão entrega os documentos aos réus e proceder o interrogatório.

Testemunhas - Depois dos interrogatórios, serão ouvidas testemunhas de defesa e de acusação. Cada réu poderá arrolar até oito testemunhas. Concluída essa etapa, acusação e defesa serão intimadas a requerer a produção de provas documentais e periciais no prazo de cinco dias.

Em seguida, as duas partes terão de apresentar em 15 dias as alegações finais. Só depois de concluída a instrução da ação penal é que o STF julgará os réus.
Compartilhar:

Minc quer Forças Armadas em parques e reservas da Amazônia

O ministro indicado do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que a primeira proposta que apresentará ao presidente Lula, na audiência que os dois terão nesta segunda-feira (19),em Brasília, é a de que regimentos das Forças Armadas - em particular, o Exército - trabalhem dentro dos parques nacionais e das reservas extrativistas, “basicamente na Amazônia”. A medida seria semelhante à que, segundo ele, foi adotada no Rio de Janeiro. “É o primeiro dos dez pontos que eu irei sugerir para ele (presidente Lula), para ver se ele concorda. Afinal, ele é quem está me convidando, imagino que ele diga as coisas que espera e eu vou passar as condições de trabalho normal”, diz, informando que a audiência está marcada para as 17h30 desta segunda-feira.

“Amazônia não vai virar carvão” - Carlos Minc garantiu que a Amazônia não vai virar carvão, ao responder às críticas de ruralistas de que seria um “ambientalista de Copacabana”. “Se eu fosse elogiado pelos ruralistas eu ficaria preocupado. Porque o que acontece, com o afastamento da Marina (Silva, ex-ministra, que vai reassumir sua cadeira no Senado), a primeira sinalização em nível nacional foi ‘a Amazônia está sem defesa’. A defensora da Amazônia saiu, agora ela está entregue. Essa foi a sinalização”, disse, acrescentando: “A imprensa lá na França quis saber, na única coletiva que eu dei: ‘Qual é a garantia que eu tenho que a Amazônia não será devastada, já que sua principal defensora jogou a toalha?” Eu, que não pedi para ser ministro, falei para a imprensa internacional, porque a Amazônia não ia virar carvão. E não vai virar carvão porque a gente vai manter a política da Marina e boa parte dos quadros dela - ela já colocou toda a equipe à minha disposição”.

“Tenho dúvidas se estou à altura” - Minc negou ter sido arrogante na primeira entrevista e disse ter sido mal interpretado: “Eu coloquei algumas condições de trabalho. Mas, na verdade, são muito mais condições do que aquelas colocadas. Acho que arrogante seria imaginar que eu pudesse desempenhar uma missão, da qual eu realmente tenho dúvidas se estou à altura, sem ter condições de trabalho”. “Aqui no Rio de Janeiro o (governador) Sérgio Cabral me deu condições excepcionais, eu preparei dez decretos. Desde o (decreto) de que todas as habitações construídas tivessem energia solar até.., em suma, guarda-parques, bombeiros, etc. Ele (Cabral) assinou todas as dez. Eu participava do conselho econômico do governo, o meio ambiente estava ‘bem na fita’, isso possibilitava eu fazer licenciamentos rápidos, e conseguir compensações para algumas obras”.

“Arrogância seria me achar o Super-Minc” - Anda secretário estadual de Ambiente do Rio de Janeiro disse que não foi arrogante na entrevista em Paris: “Eu coloquei, com bastante honestidade, ao contrário da arrogância, arrogância seria pensar que eu pudesse enfrentar o problema ambiental do Brasil, 100 vezes mais complicados que os do Rio de Janeiro, sem ter o mínimo de condições de trabalho. Isso eu acho que seria uma frustração para o presidente Lula e para mim também. Eu acho que ele viu isso de boa forma, eu vejo exatamente pelo lado contrário ao que foi levantado. Arrogância seria se eu ‘me achasse, Super-Minc’, tendo ou não tendo condições. Sem condições não se resolve.

“Jorge Viana tem mais condições do que eu” - Ele comentou a indicação de Jorge Viana para trabalhar na sua equipe: “Eu acho que o Jorge Viana tem muito mais condições de ser ministro do que eu, já foi um governador de estado, conhece a Amazônia muito bem, tem trânsito com outros partidos. Até com o Fernando Henrique ele tinha bom trânsito”. “Eu acho que ele (Jorge Viana) dificilmente faria parte da minha equipe, eu até propus que ele fosse o coordenador executivo, mas ele tem o plano Amazônia sustentável. De forma alguma, ele seria o que quisesse no ministério”.


“Comprei uma roupa bonita para a Marina” - “Eu vou falar com a Marina na segunda-feira (19), me encontrarei com ela, eu acho que ela foi a melhor ministra de meio ambiente da América Latina. Aliás, comprei uma roupa muito bonita para ela - blusa verde de seda crua - para dar de presente. Eu acho que mesmo se eu ficar 10 anos no governo, não vou conhecer metade da Amazônia do jeito que ela conhece. “A experiência que eu pretendo transmitir é dialogar com os setores econômicos. O que eu colocarei para o Lula é: isto está acima da minha capacidade, e eu pretendo trabalhar nas melhores condições, ainda mais por estar sucedendo a Marina, que é um exemplo nacional e orgulho de nós todos. “O orçamento me preocupa. O saneamento está fora da questão do ministério, mas a principal causa de morte é água contaminada, poluição de rios e praias, é o esgoto. Quero que o meio ambiente participe de uma estratégia de saneamento básico nacional, eu vou levar para o Lula um plano adicional. Ainda que eles sejam tocados por ministérios da cidade”. “Por exemplo, poluição industrial. Eu conversei com o presidente do Bndes para dar condições de crédito, tempo de pagamento e condições de empréstimos para as tecnologias que tenham um impacto menor sobre o meio ambiente”. "São sugestões importantes que eu darei ao Lula para saber o que ele espera de mim e ver se realmente eu tenho as condições de trabalhar. Se eu tiver as condições administrativas, financeiras e políticas. E, mesmo tendo todas elas (as condições), eu não sei se conseguiremos resolver os problemas”.

Participação na equipe de governo - Carlos Minc se declarou honrado por receber o convite: “Qualquer brasileiro ser convidado pelo presidente para ser ministro é um motivo de orgulho; o Lula, ao me convidar, mostrou uma confiança e uma expectativa. Imagino que ele tenha planos para mim, e eu gostaria de conhecer com detalhes quais são esses planos”. “Quero participar das equipes. Os nossos padrões de emissão (máximo admissível de poluentes atmosféricos) em relação a outros países da Europa. Hoje, os padrões do Rio são mais rigorosos que os do Brasil. Quero tornar esse parâmetro mais rigoroso e não menos rigoroso. Outra sugestão é também baseada no Rio, é chamado compensação energética, é para 100 MW de energia gerada , transformá-las em energias renováveis”, disse. Carlos Minc disse que pretende ampliar as Arpa, áreas protegidas da Amazônia, “garantir a biodiversidade e fazer um mapa da Mata Atlântica’. Mas, em sua opinião, o centro da questão ambiental, no Brasil, é outro: “Do ponto de vista do planeta, é a Amazônia, ela está no centro. Vou me cercar dos melhores profissionais. Também há outras prioridades, questões urbanas e industriais. Tecnologia limpa, plano de emissão, transformar lixo em energia, etc. Vou colocar com mais força esses problemas que são relevantes. Além da questão da educação ambiental, implantação nas escolas e universidades”.

Fonte: G1

Compartilhar:

sábado, 17 de maio de 2008

Pré-vestibular vai atender afro-descendentes e indígenas

Na última quinta-feira, aconteceu a aula inaugural do projeto Pré-vestibular Valorizando a Diversidade, resultado da parceria entre a Prefeitura de Santarém, através da Secretaria de Educação, e a Universidade Federal do Pará (UFPA), com apoio de organizações ligadas aos movimentos negro e indígena.

A grande maio-ria das vagas do pré-vestibular está destinada a jovens afro-descendentes e indígenas, 70%. Os outros 30% são para pessoas de camadas socialmente desfavorecidas. O Projeto faz parte do PIC (Projetos Inovadores de Curso) do Governo Federal que tem como objetivo qualificar jovens para participar de vestibulares, principalmente nos processos seletivos de instituições públicas.
No PIC estão previstas ações de apoio financeiro à implantação, acompanhamento e avaliação de ações para a promoção do acesso à educação superior e de reforço ao desempenho dos afro-brasileiros no ensino médio. O curso vai durar nove meses com aulas de segunda a sábado, no período da noite, na Escola Rotary (no bairro do Caranazal).

Os professores do curso serão bolsistas da UFPA. Vão participar do pré-vestibular 60 alunos. A seleção foi feita com apoio do CITA (Conselho Indígena Tapajós Arapiuns) e da Federação Quilombola. Os candidatos selecionados vão receber uma bolsa de incentivo no valor de R$ 50,00 (Cinqüenta Reais) mensais, para ajuda no transporte.
Compartilhar:

Publicado edital de limitação de área quilombola

Publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), nos dias 13 e 14 deste mês, o edital de delimitação da comunidade remanescente de quilombos de Arapemã, localizada em Santarém (PA).

O território identificado e delimitado possui uma área de 3,8 mil hectares, conforme relatório técnico elaborado pela Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Nos próximos dias, o edital será republicado no Diário Oficial da União (DOU). O procedimento avança o processo de regularização da área, cujo objetivo final é emitir o título de propriedade definitiva aos membros da comunidade de Arapemã, que possui aproximadamente 80 famílias.

Os não-quilombolas têm 90 dias, a contar da data da última publicação, para apresentar ao Incra eventuais contestações aos limites definidos em relatório técnico.

Passada esta fase, o Incra consultará órgãos estaduais e federais, como a Funai, o Ibama, a SPU e a Sema, para se manifestarem se dentro da área delimitada há terras sob suas responsabilidades.
Compartilhar:

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Eis que o grupo Verbus convida para ver o samba passar

Composto pelos atores Carlos Vera Cruz, Stéfano Paixão, Landa de Mendonça e Thales Branche, o grupo retorna à Taberna de São Jorge (o famoso Bar da Walda) com novo espetáculo: “Sobre nós, sobre Chico, sobre todas as coisas”.

Após a temporada sobre o amor (novembro e dezembro de 2007) e apresentações temáticas em eventos culturais (“Sobre Belém”, “Sobre Elas” e “Pensamentos Machadianos”), os atores se debruçam sobre a obra de Chico Buarque. Neste espetáculo, o grupo se vale das músicas e dos depoimentos do poeta carioca para falar do eu, do indivíduo, da rotina, do amor, da paixão, da vida, do samba, da cidade, da política... Enfim, de todas as coisas.

“Sobre nós, sobre Chico, sobre todas as coisas” é um breve recorte, uma corporificação, do mundo poético buarquiano.


Elenco: Carlos Vera Cruz, Stéfano Paixão, Landa de Mendonça e Thales Branche
Apoio: Na Figueredo, Só Flores e carolgama.

Serviço – “Verbus Sobre nós, sobre Chico, sobre todas as coisas”, todas as quartas de maio, às 21h, no Bar Taberna de São Jorge. Travessa Joaquim Távora, 438, Cidade Velha.
Maiores informações: 9194.2959 9154.5852.

Compartilhar:

NOTA CELPA

Um trator de uma Fazenda no KM 61, próximo ao Portão de Belterra, bateu em uma torre de transmissão da Celpa, causando o desligamento da Linha Rurópolis/Tapajós, que atende os municípios de Santarém e Belterra, às 10h34, horário local, desta quarta-feira, 14.

O fornecimento elétrico na cidade de Santarém está normalizado em 70%. Os técnicos da Celpa continuam intensificando os trabalhos de manutenção para normalizar totalmente o sistema elétrico.

Departamento de Comunicação Celpa.
Compartilhar:

Santarém sofre com falta de energia

Grande parte da cidade de Santarém ficou sem energia elétrica durante quase 6 horas na última quarta-feira. O problema gerou transtornos, aborrecimentos e prejuízos para a população, que durante a madrugada já havia sofrido com a falta de luz.

Durante a madrugada de terça para quarta, faltou energia quando caía sobre a cidade uma forte chuva, deixando-a as escuras por mais de três horas. Pela manhã, o fornecimento foi restabelecido, porém, por volta das 10 horas, vários pontos voltaram a ficar sem energia. No centro comercial, o problema afetou os semáforos, causando confusão no trânsito da cidade.

Houve alguns incidentes provocados pela falta de energia. Praticamente todos os órgãos públicos do município também ficaram sem energia. Agências bancárias e os Correios só restabeleceram o atendimento ao público algumas horas depois.

Em muitos bairros, a energia foi normalizada após às 16h30. Contudo, com alguns minutos depois, ocorreu novamente um outro apagão nos bairros da Interventoria, Diamantino e parte da Cohab e parte da grande Prainha.

No Diamantino, por exemplo, o comerciante Raimundo Queiroz perdeu parte dos produtos congelados que estavam guardados no freezer. “A falta de energia causou o estrago. E agora quem vai me ressarcir do prejuízo?”, indagou. Ele não foi o único que teve prejuízos neste dia de caos em Santarém.

Muitas reclamações também em relação a possíveis danos em aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos causados pelo blecaute foram informadas à reportagem blog que percorreu durante toda a quarta-feira informações sobre as causas da falta de energia.

O fornecimento foi normalizado somente depois das 18 horas. Em alguns bairros, a energia oscilava e houve pequenas quedas, solucionadas somente por volta das 19 horas, quando toda a cidade já estava com energia.

Na região da Curuá-Una muita gente foi afetada com a suspensão abrupta do fornecimento de energia. O mesmo aconteceu no município de Belterra que ficou sem luz boa parte do dia.

Compartilhar:

terça-feira, 13 de maio de 2008

Invasão do MST

Em nota divulgada pela Vale, a companhia informa que:
1) Um grupo de garimpeiros, sob a liderança do MST, invadiu, às 13h30 de hoje, 13 de maio, a Estrada de Ferro Carajás (EFC), no mesmo local da última ocupação, durante o Abril Vermelho, em Parauapebas (PA);

2) Os invasores fizeram dois trabalhadores da Vale reféns, após interceptar um carro da empresa. Os dois foram obrigados a deixar o veículo e levados para o acampamento montado pelo MST a cerca de 70 metros da ferrovia desde o início de abril;

3) Nesta 11a. invasão a uma instalação da Vale desde março do ano passado, os invasores alegam tratar-se de um protesto pelo fato de não ter sido dada seqüência às reuniões acertadas com os governos federal e estadual para o atendimento de suas reivindicações;

4) A empresa vem sendo usada por esses grupos para chamar a atenção dos governos estadual e federal para o atendimento de suas demandas;

5) A Vale se encontra involuntariamente envolvida, há mais de um ano, numa disputa que não lhe diz respeito, leva medo a seus empregados e à população local e interfere nas suas atividades. A resolução dessa situação depende unicamente do empenho das autoridades.

Rio, 13 de maio de 2008
Compartilhar:

Marina Silva deixa o MA

Marina Silva não é mais ministra do Meio Ambiente, segundo informou a Agência Brasil nesta terça-feira. Ela entregou nesta manhã uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedindo desligamento do cargo.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Meio Ambiente, o pedido tem caráter irrevogável. O Palácio do Planalto não confirma que recebeu o pedido de demissão. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da pasta, a ministra está em casa e não pretende se pronunciar antes da resposta da Presidência da República.

O senador Sibá Machado (PT-AC), suplente e amigo pessoal de Marina Silva, disse que falou com a ministra por telefone e ela confirmou a informação. A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) se disse surpresa com a informação.
Compartilhar:

Klaus Kleinfeld eleito presidente da Alcoa

O Conselho de Administração da Alcoa elegeu Klaus Kleinfeld, 50, novo presidente mundial e CEO (Principal Executivo) da Companhia. Ele sucede a Alain Belda, 64, no cargo de CEO. Belda continuará na Presidência do Conselho de Administração.

Ao comentar a eleição, Belda afirmou: “No curto espaço de tempo em que Klaus Kleinfield está na Alcoa, ele fez uma diferença significativa para a Empresa. Nossa decisão de escolhê-lo para CEO reflete o fato de confiarmos nele como líder global, capaz de continuar a conquistar oportunidades de crescimento para a Empresa. Klaus tem uma energia extraordinária, amplo conhecimento de assuntos globais, está comprometido a dar prosseguimento ao forte desempenho operacional da Companhia e adota os Valores da Alcoa. Estamos muitos satisfeitos por contarmos sua liderança.”

Kleinfeld foi nomeado presidente e COO (Principal Executivo Operacional) da Alcoa em Agosto de 2007 e é membro do Conselho de Administração desde 2003. A mudança agora anunciada passa a vigorar imediatamente.
Compartilhar:

HR: mudança na diretoria

A direção do Hospital Regional Público do Oeste muda novamente. Desta vez, deixa o cargo o médico Marcos Fortes.
O Hospital Regional está desde o dia 8 sob a direção da Organização Social Pró-Saúde.
Compartilhar:

Saúde indígena

A Secretaria Executiva do Ministério da Saúde liberou R$ 1, 5 milhão para o combate à malária em terras indígenas da Região Amazônica. A portaria, que prevê a liberação do dinheiro, está na edição de hoje (13) do Diário Oficial da União.

A verba será repassada ao Departamento de Saúde Indígena da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para ser investido no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) nessas áreas.
Compartilhar:

Seminário

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de Santarém, promove na próxima sexta-feira, no auditório central do CEULS/Ulba, o seminário de Direito Eleitoral. O evento inicia às19 horas com encerramento previsto para às 22 horas.

Programação: Palestra sobre o "PROCESSO DE CASSAÇÃO DE MANDATO ELETIVO POR INFIDELIDADEPARTIDÁRIA", que será ministrada pelo Dr. Ricardo Ferreira Nunes - Desembargadordo Tribunal de Justiça do Estado do Pará;
Palestra sobre a "PROPAGANDA ELEITORAL EXTEMPORÂNEA E SUBLIMINAR", que será ministrada pelo Dr. Frederico Antônio Lima de Oliveira - Promotor de Justiça na Capital do Estado, atual Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Direito Constitucional e Eleitoral do Ministério Público do Estado.

Inscrições: Secretaria da sede da Subseção, Salas de Apoio ao Advogado (no Fórum, na Justiça Federal, nas varas do Trabalho, na Delegacia de Polícia Civil), Coordenaçõe sdos Cursos de Direito (CEULS/ULBRA, FIT e UFPA).
Compartilhar:

domingo, 11 de maio de 2008

Lira Maia agora responde pelo escândalo da ‘Vera Paz’

O STF (Supremo Tribunal Federal) converteu semana passada, em ação penal (nº. 484) o processo do caso que ficou conhecido em Santarém como es-cândalo da Vera Paz e que tramitava no Tribunal como inquérito. Esse processo re-fere-se ao "escândalo da Vera Paz", onde Lira Maia e os demais réus são acusados de se apropriar de recursos públicos arrecadados no extinto Terminal Fluvial da Vera Paz.

Por ser prefeito à época - 2000 - o processo acima foi enviado ao TJ (Tribunal de Justiça) do Pará - Câmaras Criminais Reunidas. Ficou naquela Corte até fevereiro de 2005, quando retornou à comarca de Santarém "para que seja dada continuidade a persecução penal", conforme despacho do desembargador Rômulo Nunes.

A reautuação foi solicitada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) e acatada pelo ministro relator do caso no STF, Carlos Brito. Com a mudança, os 3 acusados, entre os quais o deputado federal e ex-prefeito de Santarém Lira Maia (DEM), passam a responder como réus. Nesta ação penal, Lira Maia, Vicente Pinto de Lira e José Ismael Gomes de Souza são acusados de se apropriar de recursos públicos arrecadados no extinto terminal fluvial da Vera Paz.

Os Crimes e os Criminosos - O trio é enquadrado em 3 crimes diferentes: apropriação de rendas, falsidade ideológica e descumprimento da lei, todos com base do decreto 201/67, que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores. A denúncia contra os 3 acusados foi remetida ao STF em fevereiro deste ano pelo juiz da 6ª Vara Penal de Santarém.

Pelo rito do STF, os réus poderão ser interrogados pelo juiz da vara federal em Santarém. Eles serão informados das datas dos interrogatórios por meio de "cartas de ordem", que também informarão os réus sobre a tramitação da ação penal.

Depois dos interrogatórios, serão ouvidas as testemunhas de defesa e de acusação que, posteriormente, terão cinco dias para apresentar provas documentais e periciais. Em seguida, as partes terão mais 15 dias para apresentar as alegações finais.

O STF realizará o julgamento, em que decidirá pela absolvição ou condenação dos réus, depois de concluída a instrução da ação penal.
Compartilhar:

Homenagem às mães

Dia das mães, assim como, dia dos pais, tiveram início nos Estados Unidos por iniciativa de uma filha. Neste caso, a jovem Annie Jarvis, perdeu sua mãe e ficou muito deprimida. As amigas preocupadas em tirá-la daquele sofrimento, resolveram fazer uma festa para perpetuar a memória da mãe, Anne, então resolveram estender a homenagem a todos as mães vivas ou mortas.

Isso ocorreu no princípio do século XX e, em 1914, a data foi oficializada naquele País. O Rio Grande do sul foi à porta de entrada para que a data fosse oficialmente adotada. Foi através da ACM (Associação Cristão de Moços) de Porto Alegre, por iniciativa da missionária Eula Kennedy Long, há exatos noventa anos.

Três anos depois, em 1921, já estava em são Paulo e finalmente em 1932, Getúlio Vargas assinou o decreto instituindo oficialmente o dia das mães no Brasil.

Embora as mães venham sendo homenageadas desde os princípios da civilização, foi na antiga Grécia que este hábito mais se difundiu. Hoje, embora em datas diferentes, as mães são festejadas e homenageadas em todo o mundo. Muitos países, como o Brasil, adotaram o segundo domingo de maio.

Já outros, fazem suas homenagens antes da páscoa, mas particularmente a data do primeiro dia da prima-vera, adotada pelo Líbano e Palestina, considero a mais adequada para expressar a beleza de Mãe.

Mãe é primavera sempre, em qualquer estação ou situação que estivermos, é ela a beleza e a segurança que nos alegra. Falar das mães, de modo a descrever tudo o que ela significa em nossa vida é tarefa impossível, não somente pela minha limitação, mas pela sua grandiosidade.

Muitos consagrados poetas, escritores, cantores e outros artistas já tentaram, porém ainda ou jamais conseguiram expressar a emoção, o sentimento, enfim o amor que lhes dedicamos ou que todos deveríamos dedicá-las.

Mãe é símbolo de vida, pois é no seu ventre que nos preparamos para a vida. É ela que nos nutre e nos proporciona as condições para crescermos com amor e delicadeza. Com seu afeto nós fortificamos e moldamos nosso caráter para toda a vida. Sua felicidade é crescermos feliz, pois nos disponibiliza o infinito amor de seu coração em toda e qualquer ocasião.

Carrega na alma o dom de amar infinitamente. É incansável e dedica toda a sua energia ao bem estar dos filhos. Missão que exige coragem e renuncia, qualidade que, quando encontradas nos homens são chamados de heróis.

Mãe é acima de tudo generosidade, que mesmo inconscientemente a adotamos expressões como a generosidade “da mãe terra” ou ainda “da mãe natureza” para enfatizarmos a graça, a abundância que delas provem.

Alma iluminada que traz o poder de guiar e aquecer o caminho dos filhos e do lar. Suporta a ingratidão que nasce na adolescência e que muitas vezes se prolonga, mas com carinho nos conduz ao amadurecimento. Sempre forte, segura e consciente no papel que assumiu. Simplesmente porque ama e se entrega à felicidade do filho.

A família se eleva diante de tamanha força, capaz de clarear a mais sombria das trevas com um simples olhar. Desde o principio nos abriga e dá as condições necessárias para que possamos germinar e frutificar, sem precisarmos retribuir. Porém, quem não a homenagear neste se dia especial, não merece pertencer à espécie humana.

Não quero ofender ninguém, mas é isso mesmo que penso, pois se alguém estiver distante de sua mãe, a mulher que nos colocou neste mundo, deve se aproximar. Não falo de distância física, pois podemos estar em dimensões diferentes, mas da distância do coração, seja lá o motivo que os tenha separado, faça um gesto de amor.

O amor é a energia que tem o poder de alcançar qualquer distância e tudo supera, certamente conseguirá tocar o seu coração.

O Dia das mães é um dia de gratidão, um momento de celebrar a vida. Vida que deve seguir no caminho do amor, aquele amor puro que pode ser encontrado em abundância no coração das mães.

Desejo um feliz dia a todas as mães.

*Jair Pauletto é escritor
jairpauletto@terra.com.br
Compartilhar:

Segunda etapa da orla avança

A obra de construção da segunda etapa do Projeto Orla está em ritmo acelerado. A empresa que executa o serviço, Construtora Mello de Azevedo, deve concluir até o final da semana a laje do piso do calçadão principal.

Concluído esse trabalho, a empresa vai iniciar a urbanização da orla com a colocação de ladrilhos, construção de canteiros e a colocação de postes para iluminação, devidamente padronizada, de acordo com a primeira etapa.
Compartilhar:

Empresa denunciada em Macapá

Após matéria publicada neste jornal informando que a empresa San’n kollor Eventos constava na lista negra do Procon em Santarém como uma das campeãs em reclamações, diversas pessoas entraram em contato com a redação do jornal para denunciar possíveis abusos praticados pelos responsáveis da empresa no município.

A matéria chamou a atenção até de pessoas que moram em outros estados, como foi o caso de uma estudante* residente em Macapá. Ela está movendo uma ação contra a San’n kollor na Justiça porque rescindiu o contrato e a empresa cobrou R$ 15 mil da turma pela multa rescisória.

A turma, do curso de Fisioterapia da Associação de Ensino do Amapá (AFEAMA) decidiu entrar com uma ação na Justiça alegando que a cobrança é abusiva. Informações fornecidas por amigos da jovem dão conta que os donos da empresa agem de má fé com os clientes da cidade porque não cumpriram os contratos firmados com os acadêmicos e também por causar constrangimento às pessoas.

Um fotógrafo* também move uma ação trabalhista contra a empresa na justiça amapaense. Em contato por telefone, ele contou que no seu caso houve um desentendimento com equipe e pediu para sair, contudo, foi denunciado pelos donos da empresa que fizeram várias alegações levianas e mentirosas.

No próximo dia 19 será a audiência na Justiça do Trabalho. Mesmo com o clima de insatisfação, Ângelo Chagas, responsável pela empresa em Macapá, não demonstra interesse em deixar o Amapá, onde é ‘persona no grata’ para os estudantes daquela cidade. Esse tipo de procedimento é conhecido por alguns universitários santarenos que passaram por situações vexatórias provocadas pelos responsáveis da empresa, que tem pelo menos três denúncias no Procon.

Desde 2006, quando começou a prestar serviços fotográficos em Santarém que a empresa acumula reclamações e ações no Juizado Especial. A maioria das queixas está relacionada à quebra de contrato, pois a San’n kollor não cumpre os acordos firmados. Alunos de uma instituição de ensino superior do município estão coletando informações contra a empresa para impedir que ela continue prestando um serviço de péssima qualidade.

“A situação é muito grave e alguém tem que dar um basta nesse pessoal, que não se incomoda em causar constrangimento às pessoas. Assinei um contrato com eles, mas me arrependo até hoje porque meu nome foi parar no SPC por causa de uma irresponsabilidade deles. Eu estou movendo uma ação contra a San’n kollor e vou até o fim para mostrar que aqui em Santarém as pessoas não aceitam ser enganadas por forasteiros e aventureiros”, disse um universitário*.

Ele apresentou cópias de documentos que confirmam a denúncia e os abusos praticados pela empresa.

* Os nomes não foram revelados a pedido dos próprios das próprias vítimas, que temem sofrer represálias.
Compartilhar:

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Henrique Costa quer eleitores de Parintins

Marcos Santos - O prefeito de Juruti, Henrique Costa, trava uma batalha pessoal com o prefeito Bi Garcia, de Parintins, para conseguir a posse para o município de áreas localizadas na fronteira dos estados do Pará e Amazonas. As constantes investidas do prefeito paraense estão causando preocupação aos moradores que são alvos da cobiça política, sobretudo neste período pré-eleitoral.

Nesta queda de braços, o Amazonas pode sair perdedor já que durante levantamento feito pelo Instituto de Terras do Amazonas (Iteam), ao tentar regularizar a área fundiária no município de Parintins, verificou-se que algumas famílias seriam moradoras de comunidades localizadas em Juruti e não estariam residindo em terras amazonenses.

“Os critérios para o reconhecimento dos limites têm como base o sistema cartográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)”, informa o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), que se prepara para fazer um assentamento na nova área. Se o Amazonas perder o direito da área será a segunda vez que isso acontece. O estado amazonense perdeu parte do seu território para o Acre, no início do mês de abril por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

A área de litígio mede cerca de 100 mil hectares e abriga 35 comunidades.Centenas de famílias legitimamente amazonenses podem ser reconhecidas como paraenses caso o Pará vença a disputa. O prefeito de Parintins informou que cerca de 2.000 amazonenses que moram em 22 comunidades rurais da Ilha Tupinambarana temem que essa mudança aconteça não pelo fato de se tornarem ou não paraense, mas porque a prefeitura e o governo amazonense realizaram investimentos em diversos setores que ajudaram a melhorar a qualidade de vida.

Enquanto que do lado paraense não houve nenhuma benfeitoria de grande relevância. O mais interessante é que muitas pessoas, na verdade, são paraenses, porém, moravam do lado amazonense. Elas possuem inclusive certidão de nascimento.

De acordo com levantamento feito Iteam, são mais de duas mil pessoas que trabalham com agricultura familiar e exploração de madeira. Bi Garcia afirma que o governo municipal sempre auxiliou os comunitários, prestando serviços sociais. Lá, disse, foram construídos postos de saúde, escolas e implantação de rede de energia.

Segundo ele, o prefeito Henrique Costa surge agora apenas para tirar títulos eleitorais e sem prestar nenhum serviço às famílias. Em entrevista ao jornal A Critica da semana passada, o prefeito paraense afirmou que “assim como ele (Bi), eu também sou candidato à reeleição, então... Temos interesses políticos".Henrique Costa afirmou ainda que o prefeito Bi Garcia, assim como ele, estaria interessado nos recursos oriundos de convênios com o Governo Federal, no valor de R$ 12 milhões, destinados para a atender a estas comunidades.

O prefeito de Juruti esteve em Manaus recentemente para participar da inauguração de uma casa de apoio aos moradores de Juruti. A troca de farpas entre os prefeitos envolve diretamente a disputa por novos eleitores.

De um lado, Bi Garcia não quer perder os seus votos, por outro, Henrique, cuja administração não agrada grande parte do povo jurutiense tenta ganhar novos e importantes eleitores. O prefeito de Parintins vai mais longe e diz que Henrique está se apropriando de terras amazonenses com o único propósito de promover a transferência de títulos eleitorais cujo cadastramento já está sendo feito pela Justiça Eleitoral.

Henrique justifica dizendo que o povo daquela área foi abandonado pelos governos passados e, por isso, buscaram aceitar toda ajuda que foi dada pela Prefeitura de Parintins. Foi a partir de 2006, que o prefeito de Juruti iniciou uma longa viagem às comunidades localizadas na fronteira dos estados do Amazonas e Pará oferecendo serviços médicos e, principalmente, emissão de documentos. Bi Garcia lembra ainda que a área em disputa tem sido alvo constante de ocupação ilegal por madeireiros e grileiros de terras oriundos do Pará.
Compartilhar:

terça-feira, 6 de maio de 2008

Bida é absolvido

Vitalmiro Moura, o Bida, acusado de ser o mandante da morte da irmã Doroty Stang, foi absolvido pelo tribunal do Júri na tarde desta terça-feira. Durante dois dias de julgamento, defesa e acusação defenderam suas teses sobre o caso que ganhou repercussão internacional.

O outro acusado, o pistoleiro Rayfran das Neves, foi condenado a 28 anos de prisão. No primeiro julgamento, Vitalmiro havia sido condenado a 30 anos de reclusão e 27 para Rayfran.
Compartilhar:

Praciano e Sinésio são pré-candidatos em Manaus

Os deputados Francisco Praciano e Sinésio Campos oficializaram na segunda-feira a pré-candidatura deles a pde Manaus pelo PT com discursos e estilos diferentes. Eles vão disputar a prévia que o partido fará no próximo dia 18 para ouvir a preferência dos 3,6 mil filiados na capital.

"Tive 13% dos votos de Manaus sem comprar um voto sequer e essa densidade, sem querer diminuir meu companheiro (Sinésio), me leva a ser candidato", disse Praciano.

"Sempre estive no PT, nunca saí para outro partido, estou cumprindo o quarto mandato popular, fui o mais votado na minha coligação", disse Sinésio, numa referência ao colega, que foi do PDT e do PV.
Compartilhar:

Greve dos professores continua

Os professores estaduais decidiram manter a greve e ameaçam novas manifestações nos próximos dias. A categoria não aceitou as propostas do governo apresentadas na manhã desta terça-feira em assembléia realizada na capital do Estado. Os profissionais da educação não concordam com as propostas do governo.

Segundo os representantes dos professores, o governo mantém a mesma proposta apresentada e já recusada pela categoria. A única diferença foi o aumento para R$100 do auxílio-alimentação para o nível superior. Já para os níveis médio e fundamental esse valor continuou de R$50.
Compartilhar:

Nova diretoria do Tribunal Administrativo da SEFA toma posse

Foi realizada nesta terça-feira (06) a cerimônia de posse da novadiretoria do Tribunal Administrativo de Recursos Fazendários (TARF) da Secretaria de Fazenda do Pará (SEFA), para o biênio 2008/2010.

O presidente é o auditor fiscal de receitas Hélder Botelho Francês, reconduzido ao cargo por mais dois anos; a 1º vice-presidente é aauditora Luiza Helena Melo de Mendonça e o 2º vice-presidente é o auditor Carlos Alberto Martins Queiroz.

O presidente do TARF, Hélder Francês, agradeceu o "trabalho produtivo,eficiente e dentro da legalidade" dos servidores e conselheiros doTribunal. E reafirmou o compromisso do TARF em promover a justiça fiscal por meio do julgamento dos processos administrativos que envolvem a Fazenda Pública e os contribuintes.

O secretário da Fazenda, José Raimundo Barreto Trindade afirmou que oTARF ajuda a realizar o trabalho de convergência entre a Fazenda e asempresas, e que esta relação entre Estado e empresários é fundamental. Ele afirmou que o Fisco trabalha na busca da justiça fiscal e tambémdeve, pela missão, exercer o controle. Neste contexto "o TARF traz as empresas para dentro do Fisco", afirmou o secretário, lembrando que asações do contencioso administrativo se pautam, ainda, pela credibilidadeda ação, segurança jurídica quanto às regras estabelecidas e também nosentido "de tornar estas regras mais eficientes, aumentando a capacidadeinstitucional".

Os membros foram nomeados por meio dedecreto da governadora Ana Júlia Carepa. Participam do TARF representantes da Federação da Indústria (Fiepa), Federação do Comércio(Fecomércio), Federação da Agricultura (Faepa) e Associação Comercial doPará (ACP). As sessões de julgamento são públicas e tanto a pauta comoos acórdãos estão disponíveis no site da SEFA (www.sefa.pa.gov.br) na área do Contencioso.
Compartilhar:

Para além dos mocinhos e bandidos no caso Isabella*

Nos últimos trinta dias não se falou em outra coisa nos botequins, nas esquinas, nas salas de jantar e nas calçadas deste País senão na morte da menina Isabella Nardoni, morta ao ser asfixiada e jogada no sexto andar do edifício London, em São Paulo. A discussão sobre a violência e suas causas são bem vindas, pois podem significar um melhor esclarecimento da população sobre a questão e, conseqüentemente, uma postura mais crítica das pessoas.

No entanto, o conteúdo das conversas preocupa. Ao invés de girarem em torno das causas da violência, como combatê-la e a quem cobrar providências, elas se limitam a veredictos condenatórios do pai e da madrasta da menina assassinada.Apesar de cada um ter sua própria prova “irrefutável” para condenar Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, a maior parte das pessoas aponta as notícias veiculadas sobre o crime como o principal fator de convencimento.

Formar opinião sobre qualquer assunto com base apenas em reportagens, às vezes mais preocupadas em espetacularizar os fatos do que informar, já seria temerário em uma sociedade carente educacionalmente como a brasileira, o que dizer então quando se trata de um crime envolvendo uma criança de seis anos, seu pai e sua madrasta.

Prova disso são as inúmeras pessoas que deixam suas casas e afazeres para montar vigília em frente a delegacias e a casa dos Nardoni a espera de uma chance de proferir suas sentenças em voz alta e, de preferência, em rede nacional.A busca por explicações para este comportamento, que não é novo, já dura algumas décadas.

Nos anos 20, o jornalista Walter Lippmann, expunha suas idéias num livro best-seller intitulado “Public Opinion” (Opinião Pública), entre elas a de que a democracia era, na essência, um sistema falho. O povo, dizia ele, só conhece o mundo de forma indireta, através das “imagens que forma em sua cabeça”.

A fonte dessas imagens em grande parte vem da imprensa. O problema, argumentava Lippmann, é que as imagens que as pessoas têm e suas cabeças infelizmente são distorcidas e incompletas, mascadas pelas irremediáveis fraquezas da mídia. Pior ainda, a habilidade do público para entender a verdade caso esta viesse à tona acabava danificada pelos preconceitos humanos, estereótipos, falta de atenção e ignorância.

Lippmann continua atualíssimo para explicar o pré-julgamento e as tentativas de linchamento do casal Nardoni cada vez que saem de casa. O caso Isabella mostra com clareza que ele tinha razão ao dizer que, no final das contas, os cidadãos são como espectadores de teatro que “chegam no meio do terceiro ato e vão embora antes da última cortina, ficando no local tempo suficiente para decidir quem é o herói, que é o vilão”.

A solução para o problema levantado por Lippmann, e vivido hoje por todos os brasileiros que acompanham o caso Isabella, está no que diz o filósofo americano John Dewey, professor da Universidade de Columbia: a solução para os problemas da democracia não está em desistir dela, mas sim tentar aprimorar os recursos da imprensa e a educação do público.

* Allan Rodrigues - Jornalista
Compartilhar:

Ação e Reação

A Mona do Mutirão
Bem diz o dito popular: pimenta nos olhos dos outros é refresco. Que o diga a Mona do Mutirão que não suporta ser alvo de críticas ou denúncias. Mas quando é ela que dispara seu veneno contra os outros...

Ação e reação
Desesperada, ela liga para um amigo pedindo orientações e informando que está montando um dossiê contra um ex-funcionário seu que, diga-se de passagem, tem uma farta documentação, gravações e fotografias comprometedora do tempo em que era o seu braço direito e que pode trazer à tona toda prodridão dos bastidores da política santarena no governo do Mutirão.

Toda ação tem sua reação, menina!

Compartilhar:

"Ambos mataram", diz promotor

Prisão de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá vai dar tranqüilidade ao processo, afirma Francisco Cembranelli.
Compartilhar:

Bispo diz que mais 300 estão marcados para morrer no Pará

Trezentas pessoas que vivem no interior do estado do Pará estão sendo ameaçadas de morte, por terem denunciado casos de tráfico de seres humanos, exploração sexual de crianças e adolescentes e pedofilia.

O número foi apresentado hoje (6) pelo bispo da Diocese da Ilha de Marajó (PA), dom José Luiz Azcona, em reunião extraordinária do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH). Ele é um dos quatro religiosos ameaçados de morte no estado.

Azcona afirmou que o governo do Pará, apesar de ter conhecimento do número, ainda não tomou providências para reduzir os casos. “Não me preocupa tanto a minha segurança pessoal. Se existem 300 homens e mulheres marcados para morrer, isso indica uma sociedade doente, pobre e moribunda”, criticou.

Segundo o bispo, dos 300 ameaçados de morte, apenas 100 estão sob proteção do governo federal. “Tem que ter uma mudança de mentalidade, uma conversão. [É preciso] Olhar para a Amazônia como a Amazônia é, não com os olhos de Brasília.”

O bispo disse ainda que há conivência de autoridades locais em casos de “prostituição, tráfico e consumo de drogas e uso de bebidas alcoólicas entre os jovens”.

Fonte: Agência Brasil
Compartilhar:

Capitania confirma 22 mortes no Amazonas


No início da tarde hoje (6), o Corpo de Bombeiros localizou mais uma vítima do naufrágio do último domingo, no Rio Solimões, no Amazonas. Até agora, 22 mortos foram encontrados – cinco só hoje – e a perspectiva das equipes que trabalham nas buscas é de que este número aumente até o fim do dia, pois os corpos começam a boiar.

O comandante afirma que mais de 100 pessoas fazem buscas no local e em regiões vizinhas. A correnteza do Rio Solimões chegou a arrastar alguns corpos até as proximidades de Manaus. O barco Comandante Sales 2008 naufragou na madrugada do último domingo (4), mas ainda não se sabe o número de desaparecidos nem de sobreviventes, porque a embarcação era irregular e não possuía lista de passageiros.

As autoridades pedem para os sobreviventes que se apresentem na prefeitura de Manacapuru, para facilitar a contagem dos desaparecidos. O capitão Denis Teixeira, da Capitania dos Portos da Amazônia Ocidental, também recomenda que a população denuncie as embarcações irregulares. O telefone do Disque-Denúncia da Marinha é o 0800-280-7200.

Compartilhar:

PF reforça efetivo dentro da Raposa Serra do Sol

Policiais federais que trabalhavam em esquema de plantão em Boa Vista (RR) serão deslocados para reforçar o efetivo operacional envolvido na manutenção da ordem dentro da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. A informação foi dada hoje (6) pela assessoria de imprensa da Polícia Federal, em Brasília. Ainda segundo a assessoria, não há previsão de envio de agentes de outros estados para Roraima.

A PF quer ampliar as bases e os postos de fiscalização ao longo da reserva. No momento, cerca de 300 agentes, 100 deles da Força Nacional de Segurança, estão envolvidos nas ações da Raposa Serra do Sol.

A mobilização acontece um dia após índios terem sido baleados por funcionários de arrozeiros, quando ocupavam parte da fazenda Depósito, de propriedade do líder dos produtores e prefeito de Pacaraima, Paulo César Quartiero. Um inquérito foi aberto para apurar o caso e já há depoimentos sendo colhidos.

A presença ostensiva da PF na reserva teve início em 11 de abril, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender a Operação Upatakon 3, que visava a retirada dos não-índios da área de 1,7 milhão de hectares.

Os moradores da Raposa Serra do Sol aguardam julgamento definitivo no STF de ações pendentes que contestam a demarcação em área contínua, conforme previa o decreto de homologação de 2005. A decisão vai apontar se o grupo de grandes arrozeiros que se negou a deixar a reserva pode ou não permanecer no local.

Fonte: Agência Brasil
Compartilhar:

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Pistoleiros atiram em indígenas na Raposa do Sol

Na manhã desta segunda-feira pelo menos 10 indígenas que vivem na terraRaposa Serra do Sol, no noroeste de Roraima, foram atacados por um grupo de empregados da Fazenda Depósito, do rizicultor Paulo César Quartieiro, prefeito de Pacaraima.

Segundo as informações repassadas pelo sistema de radiofonia do Conselho Indígena de Roraima (CIR), os pistoleiros chegaram atirando sem darchance de defesa às vítimas. Um dos indígenas está em estado gravíssimo, apósser baleado no ouvido e nas costas.

A Polícia Federal levou as vítimas paraserem atendidas em Boa Vista, capital do estado.

Os indígenas são: ALCIDES, JEREMIAS, LENE, GLENIO, TIAGO, ERIVALDO, XAVIER,CLEBER e mais dois. O último indígena está em estado bastante grave, atingido por tiros na cabeça, ouvido e nas costas.

As comunidades indígenas da TI Raposa Serra do Sol estavam construindo suascasas em sua terra, quando uma caminhonete e 05 (cinco) motoqueiros, vindo daFazenda Deposito, de ocupação do arrozeiro Paulo César, chegaram logo atirando por todos os lados no sentido de impedir que os indígenas construíssem suas malocas.

Inúmeras vezes o CIR e as comunidades indígenas têm denunciado que os arrozeiros invasores têm impedido o livre transito dos indígenas e levado pistoleiros para suas fazendas e nada tem sido feito.

Os conflitos oraocorrido na TI Raposa Serra do Sol, razão da disputa sobre a terra, vem confirmar a necessidade de punir o arrozeiro Paulo César Quartiero, mandante dos atos de violência.
Compartilhar:

Jornada Acadêmica da Comunicação

Alunos do curso de Comunicação Social das Faculdades Integradas do Tapajós (FIT) estão ultimando os preparativos para a II Jornada Acadêmica que acontece no período de 15ª 17 nas dependências da FIT.

Com o tema: De D. João à comunicação na Amazônia, os alunos pretendem promover um grande debate sobre a importância dos meios de comunicação para a região Amazônica.

Durante a programação serão realizadas oficinas, palestras, exposições fotográficas, apresentação de documentários, teatro e atividades específicas com alunos da FIT.

Será imperdível.
Compartilhar:

Mudança no concurso da Seduc

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) confirmou, nesta segunda-feira (5), a nova data para a realização do concurso C-130 para cargos de níveis médio e fundamental da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). As provas objetivas vão ocorrer no dia 15 de junho, agora sob a responsabilidade do Instituto Movens.

O processo de seleção estava previsto para o dia 11 de maio, mas, em função das comemorações pelo Dia das Mães, os organizadores do concurso decidiram marcar a prova para o terceiro domingo de junho (15), já que há outros concursos agendados para os dias 1º e 8 do mesmo mês (Universidade Federal do Pará e Petrobras, respectivamente).

A Sead informa que, a partir da próxima semana, com a publicação do novo edital normativo do concurso, todas as informações relativas ao certame estarão disponíveis nos sites www.sead.pa.gov.br e www.movens.org.br.
Compartilhar:

Sob a fronteira política

O prefeito de Juruti (PA), Henrique Costa (PT), classifica o imbróglio envolvendo a questão da perda de território amazonense para o município paraense como uma "questão política" e afirma que o prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), estaria preocupado, sim, é com a possível "perda eleitoral" que sofrerá nas próximas eleições.

Por suavez, Bi Garcia acusa Henrique - que esteve, domingo em Manaus, para inaugurar uma casa de apoio aos moradores de Juruti na capital - de se apropriar de terras do município com o objetivo de promover transferência de títulos eleitorais.

Henrique explicou que aproximadamente 35 comunidades rurais que, segundo ele, pertencem ao território paraense e estão localizadas na fronteira com Parintins, estão passando por um processo "normal, feito pela Justiça Eleitoral" de cadastramento e transferência de títulos eleitorais.

De acordo com o prefeito de Juruti, em razão do abandono dessas comunidades por parte dos governos anteriores, seus moradores acabavam procurando atendimento auxílio no Município de Parintins.

O prefeito argumenta que, em novembro de 2006, passou a promover o que classificou de "Governo Itinerante", levando serviços de atendimento médico e retirada de documentos a estas comunidades. Dentro deste processo, segundo ele, sem "pressionar ninguém", foi feito uma espécie de pesquisa para saber se os moradores gostariam de ser reconhecidos como paraenses ou amazonenses. "Ninguém é obrigado a fazer nada. Até porque seria um crime manipular as pessoas", garante Henrique.

Na semana passada, em entrevista ao jornal A CRÍTICA, Bi Garcia afirmou que a Prefeitura de Parintins estava prestando assistência nessa região. "Lá temos escolas, postos de saúde, grupos geradores de energia e outras ações sociais e agora o prefeito (de Juruti) está interessado em tirar títulos eleitorais", declarou Bi Garcia.

"Assim como ele (Bi), eu também sou candidato a reeleição, então... Temos interesses políticos", entrega Henrique Costa.

O prefeito de Juruti afirma ainda que Bi Garcia também estaria interessado nos recursos oriundos de convênios com o Governo Federal, no valor de R$ 12 milhões, destinados para a atender a estas comunidades.

Desconhecimento - A questão da perda de território para o Estado do Pará é desconhecida pelas autoridades do Amazonas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE-AM), inclusive, já solicitou informações sobre o caso da sede central do IBGE, no Rio de Janeiro.

O presidente do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), José Benatte, explicou recentemente que no segundo semestre do ano, o órgão irá iniciar a regularização fundiária das famílias que moram nestas localidades. O Iterpa afirma que o Pará reivindica ainda uma área de litígio de 100 mil hectares que envolve o Município de Parintins, a partir da Vila Amazônia até o Estado vizinho.

Artur CesarDa equipe de A CRÍTICA
Compartilhar:

DESTAQUE:

MPF pede indenização por desmatamento de mais de mil hectares de floresta na região do Jamanxim

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com ação contra Joel de Assis por desmatar mais de mil hectares de floresta nativa no munic...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive