quinta-feira, 11 de julho de 2013

Ministro Alexandre Padilha posta diploma para provar ser infectologista

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, publicou nesta quinta-feira (11) numa rede social a foto do diploma de especialista em infectologia. Na rede social, o ministro diz ser alvo de ataques pessoais e de se orgulhar em ter adquirido o diploma de residente em infectologia durante três anos. A postagem foi uma resposta a dois procedimentos abertos pelo Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA) contra ele, alegando que o médico é registrado no CRM-PA como clínico geral e não infectologista.

O outro procedimento aberto contra o ministro tem o objetivo de apurar a contratação de médicos estrangeiros para o exercício da medicina no Brasil. Segundo a assessoria de imprensa do Conselho, a entidade notificou Padilha sobre os procedimentos, dando um prazo de 15 dias para que ele apresente a defesa. Um processo ético-disciplinar pode ser aberto contra Padilha caso ele não responda à segunda notificação prevista na legislação da entidade.

O prazo para julgamento da sindicância interna do CRM é de, no máximo, dois meses.

Em nota oficial, o CRM informou que a tramitação do procedimento segue sob sigilo obedecendo ao artigo 1º do Código de Processo Ético Profissional.

A Assessoria de Comunicação do Ministério da Saúde informou que o ministro ainda não recebeu notificação formal do questionamento apresentado no CRM-PA, mas lamenta que este tipo de ataque pessoal seja usado para mascarar o debate sobre o programa 'Mais Médicos', que levará estes profissionais para as regiões mais carentes dos municípios do interior e da periferia das grandes cidades.



O ministro concluiu sua residência médica na Universidade de São Paulo (USP) em 2001, após cursar dois anos obrigatórios e um terceiro opcional. Com isso, obteve certificado de especialista em infectologia reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Formado na Universidade de Campinas (Unicamp), com residência na USP, o ministro Alexandre Padilha, cuja primeira inscrição Conselho Regional de Medicina é de São Paulo, solicitou transferência para o Pará, onde implantou e coordenou núcleo de Medicina Tropical da USP em Santarém, tendo a experiência de levar médicos para o interior da Amazônia.

Alexandre Padilha trabalhou durante muitos anos como médico em Santarém e chegou a ter domicílio eleitoral no município, mas transferiu para São Paulo este ano. ORM)
Compartilhar:

0 comentários:

Amazônia Protege

DESTAQUE:

MPF recomenda que escolas e universidades do oeste do Pará garantam liberdade de ensino

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou notificação a instituições da área da educação no oeste do Pará em que recomenda que escolas,...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive