quinta-feira, 11 de julho de 2013

Ministro Alexandre Padilha posta diploma para provar ser infectologista

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, publicou nesta quinta-feira (11) numa rede social a foto do diploma de especialista em infectologia. Na rede social, o ministro diz ser alvo de ataques pessoais e de se orgulhar em ter adquirido o diploma de residente em infectologia durante três anos. A postagem foi uma resposta a dois procedimentos abertos pelo Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA) contra ele, alegando que o médico é registrado no CRM-PA como clínico geral e não infectologista.

O outro procedimento aberto contra o ministro tem o objetivo de apurar a contratação de médicos estrangeiros para o exercício da medicina no Brasil. Segundo a assessoria de imprensa do Conselho, a entidade notificou Padilha sobre os procedimentos, dando um prazo de 15 dias para que ele apresente a defesa. Um processo ético-disciplinar pode ser aberto contra Padilha caso ele não responda à segunda notificação prevista na legislação da entidade.

O prazo para julgamento da sindicância interna do CRM é de, no máximo, dois meses.

Em nota oficial, o CRM informou que a tramitação do procedimento segue sob sigilo obedecendo ao artigo 1º do Código de Processo Ético Profissional.

A Assessoria de Comunicação do Ministério da Saúde informou que o ministro ainda não recebeu notificação formal do questionamento apresentado no CRM-PA, mas lamenta que este tipo de ataque pessoal seja usado para mascarar o debate sobre o programa 'Mais Médicos', que levará estes profissionais para as regiões mais carentes dos municípios do interior e da periferia das grandes cidades.



O ministro concluiu sua residência médica na Universidade de São Paulo (USP) em 2001, após cursar dois anos obrigatórios e um terceiro opcional. Com isso, obteve certificado de especialista em infectologia reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Formado na Universidade de Campinas (Unicamp), com residência na USP, o ministro Alexandre Padilha, cuja primeira inscrição Conselho Regional de Medicina é de São Paulo, solicitou transferência para o Pará, onde implantou e coordenou núcleo de Medicina Tropical da USP em Santarém, tendo a experiência de levar médicos para o interior da Amazônia.

Alexandre Padilha trabalhou durante muitos anos como médico em Santarém e chegou a ter domicílio eleitoral no município, mas transferiu para São Paulo este ano. ORM)
Compartilhar:

0 comentários:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive