quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Embate aponta diferenças e define voto do eleitor no Pará

Durante cerca de duas horas, cinco candidatos ao Governo do Pará tiveram a oportunidade de debater ideias e propostas para o próximo governo do Estado. Dividido em quatro blocos, o debate realizado pela TV Liberal na noite de terça-feira (30) permitiu que cada candidato questionasse o outro sobre temas a sua escolha e pré-selecionados. Aproximadamente cinco milhões de telespectadores, em diversas localidades do Estado, acompanharam este que foi o último debate antes do pleito, que acontece no próximo domingo (5).

O programa foi dividido em quatro blocos. Dois deles com perguntas de temas livres e outros dois com temas sorteados ao vivo. Ao fim, cada candidato teve ainda 1'30 minuto para suas considerações finais.

Em Santarém, alguns bares colocaram televisões e telões para que o público pudesse acompanhar o último debate entre os candidatos. A população santarena também acompanhou em seus lares. Ao final, através das redes sociais, o povo fez suas análises e apontou seus vencedores.

Veja as principais discussões do debate:

1º bloco - O primeiro bloco do debate iniciou com o candidato Marco Carrera (PSOL) perguntando para Simão Jatene (PSDB), candidato à reeleição. Carrera usou a temática 'ética e corrupção'. 'Não existe improbidade administrativa em meu governo', afirmou Jatene em resposta a Marco Carrera.

A segunda pergunta partiu de Zé Carlos Lima (PV) para Helder Barbalho (PMDB). Zé Carlos falou sobre os índices de violência no município de Ananindeua, atualmente o terceiro município mais violento do país, e sobre os níveis de saneamento e indagou o que Barbalho teria feito na sua gestão do município por oito anos.

O terceiro a perguntar foi Simão Jatene (PSDB) para Helder Barbalho (PMDB). Ele indagou sobre diversas obras não concluídas em Ananindeua, entre elas o ginásio 'Abacatão'. 'O que é fato é que o senhor não quis admitir, que não deu conta de Ananindeua e não vai dar conta do Estado do Pará', concluiu Jatene.

A sequência foi com Elton Braga (PRTB) perguntando ao candidato Simão Jatene (PSDB). Elton não conseguiu usar o tempo para concluir a pergunta para Jatene. Em sua réplica, ele indagou sobre uma irregularidade em abastecimento de combustíveis, onde, segundo ele, o governo privilegia que os veículos do governo abasteçam em postos que pertencem a parentes de Jatene. 'Qualquer veículo do Estado pode abastecer em qualquer posto que aceite o cartão Petrocar, não há privilégio para ninguém', retrucou Jatene. O candidato ainda rebateu com uma pergunta a Elton sobre um processo de improbidade administrativa a que o candidato do PRTB responde na Justiça.

Ao final do primeiro bloco, o último a perguntar foi Helder Barbalho (PMDB) para Marco Carrera. Ele pediu que o candidato do PSOL avaliasse o atual Governo. Ambos falaram sobre criação de escolas de tempo integral para os jovens do Pará.

2º bloco - No segundo bloco os candidatos fizeram perguntas com temas sorteados ao vivo. O bloco iniciou com o candidato Helder Barbalho (PMDB) perguntando a Zé Carlos (PV) com o tema 'corrupção', que foi sorteado pelo mediador. 'O que o candidato sugere para acabar com o desvio do dinheiro publico?' O candidato respondeu sobre corrupção em várias esferas fora a administração pública. 'Vamos no PV trabalhar com a transparência total, assim vamos trabalhar nosso gorverno', disse após esmiuçar como aplicará os recursos na sua gestão. Helder replicou que pretender fortalecer os órgaõs de controle estaduais.

Elton Braga (PRTB) indagou Marco Carrera (PSOL) sobre a temática 'Meio Ambiente'. Para ele, conflitos socioambientais, violações ao meio ambiente e mortes no campo são uma constante. A pergunta foi sobre de que forma atuaria a Sema e Iterpa em uma gestão do candidato do PSOL. Carrera defendeu um modelo diferente do realizado atualmente de extração e exploração. 'Nós vamos fortalecer a Sema e Iterpa, além de criar um banco de dados para a população afim de combater trabalho escravo, desmatamento, entre outros'.

Zé Carlos (PV) perguntou a Simão Jatene (PSDB) sobre o 'descaso com o turismo'. O candidato do PSDB citou inúmeros pontos turísticos criados e melhorados pelos governos do PSDB e falou sobre a retomada da autoestima do povo paraense. 'A palavra descaso não cabe. O governo do PSDB foi o que mais fez pelo turismo do Pará'. O candidato do PV insistiu, falando em números que seriam ruins do turismo, Jatene retrucou falando que as 'fontes' do candidato deveriam ser de veículos de comunicação de Helder Barbalho, que mascaram a realidade'.

Marco Carrera (PSOL) com o tema 'gestão pública' comentou sobre privatização da Celpa e falou sobre aumento da conta de energia elétrica como sendo culpa do Governo. Jatene explicou que quem define tarifa é a Aneel em parceria com o Governo Federal.

Jatene finalizou o bloco perguntando sobre o tema cultura ao candidato Zé Carlos (PV). 'Feira do Livro, Paixão do Boi, Nazaré em Todo Canto, Festival de Ópera, como você avalia e qual a importância?'. O candidato respondeu: 'Cultura é muito mais do que eventos, é manifestação do povo, história do povo que passa de geração para geração'. Jatene devolveu que os eventos são importantes e que o Governo precisa ser o responsável por dar direcionamento às atividades. Eles falou sobre dados de edição de livros e cds de autores paraenses e da alta venda de livros durante as feiras realizadas no Estado.

3º bloco - O terceiro bloco voltou com perguntas com temas livres. Elton Braga (PRTB) iniciou indagando Helder Barbalho (PMDB) sobre a não conclusão de um estádio de futebol em Ananindeua e questinou, ainda, sobre o abandono do bairro do Jaderlândia. Helder afirmou que conseguiu, por meio do PAC, recursos para o saneamento do bairro. Ainda no terceiro bloco, Elton Braga prometeu que se eleito irá apresentar uma proposta à Alepa que impeça que candidatos eleitos abandonem as obras do gestor anterior, ficando impedidos de iniciarem outras obras enquanto não finalizam as antigas.

Simão Jatene indagou Barbalho sobre as 'escolas de tempo integral' que ele afirma que construirá cerca de duzentas. 'Quanto escolas de tempo integral o senhor implantou em Ananindeua no seu governo?', indagou Jatene. O candidato do PMDB falou que implantou uma escola no bairro do Icuí, em Ananideua.

O terceiro candidato a perguntar foi Marco Carrera (PSOL) à Zé Carlos (PV). 'O PMDB já participou de muitos governos e Helder se diz novidade. É possível considerá-lo algo novo?' 'Temos um problema seríssimo no Pará. O eleitor pode trocar os políticos e quanto mais ele fizer isso, mas chances ele tem de trazer pessoas boas para a política. Essa eleição é a que vi mais parente de político tentando se eleger. Essa não alternância de poder é ruim para a democracia', disse Zé Carlos.

'Além do PMDB ter participado de todos os governos, ele não representa o novo, mas não pode ser. Ele deixou em seu governo obras pela metade. Nós representamos essa mudança', finalizou Marco Carrera (PSOL).

Helder Barbalho perguntou a Jatene sobre a realização de centros de apoio a drogados, mas Jatene usou parte do tempo para explicar sobre acusações de Helder de que o atual governador não asfaltou Ananindeua. 'Se o asfalto não foi feito a culpa não foi minha. Ele tem que se penintenciar por ter recebido apoio do governo do estado para a realização da pavimentação em Ananindeua, com convênio assinado entre nós, mas não fez', disse Jatene.

Finalizando o bloco, Zé Carlos (PV) voltou a perguntar a Simão Jatene sobre os grandes projetos realizados no Estado. Jatene respondeu sobre taxa mineral, implantada pelo governo do PSDB.

4º bloco - No último bloco do debate, os candidatos voltaram a perguntar um ao outro sobre temas sorteados e tiveram, cada um, tempo para fazer suas declarações finais. Quem iniciou foi Zé Carlos (PV), sobre a temática esporte e lazer. Ele perguntou a Jatene sobre o Grand Prix de Atletismo, que foi criado para estimular o esporte no Estado, 'mas não tivemos atletas paraenses disputando medalha, o que o senhor diz sobre isso?', questionou.

'Quem trouxe o Grand Prix para cá fomos nós (se referindo à gestão do PSDB). Algo que era realizado apenas no eixo Rio-São Paulo, com isso buscamos incentivar a prática desse esporte no Pará. Reformamos o parque aquático, criamos quadras em volta do Mangueirão e com isso nós incentivamos a prática esportiva. O esporte serve para integrar e permitir que os jovens tenham formação de qualidade e a política do Estado não se esgota na Seel. Fizemos o Grand Prix, os Jogos Indígenas, o Pró-Paz, entre outros', respondeu o candidato à releição.

Marco Carrera (PSOL) indagou Simão Jatene (PSDB) sobre habitação. Falou sobre o déficit de 450 mil moradias no Pará. 'Por que o senhor não combateu esse déficit?, perguntou.

'É uma problemática nacional. Alguns estados com muito, outros menos, mas o Pará tem um programa premiado nacionalmente nessa área. O cheque moradia, que já beneficiou 200 mil pessoas', respondeu Jatene.

Elton Braga (PRTB) sobre educação indagou Marco Carrera: 'você sabe o custo mensal para manter um preso no Pará'? 'Precisamos investir na nossa juventude. Nós iremos investir nas escolas de tempo integral. É obrigação do Estado dar futuro aos jovens. Estão sendo produzidos jovens para a criminalidade', disse Carrera

'Para fornecer três refeições diárias, língua estrangeira e aparato no contra turno escolar, é gasto, por aluno, cerca de R$ 2 mil, enquanto um preso custa R$ 1 mil. É melhor investir na escola de tempo integral do que nas cadeias públicas', finalizou Elton Braga.

No final do 4º bloco, os quatro candidatos tiveram 1'30 minuto cada para suas considerações finais:

Helder Barbalho (PMDB) - O candidato agradeceu a oportunidade de participar do debate. Falou que se eleito fará escolas de tempo integral, cursos profissionalizantes, policlínicas, ronda no bairro, entre outros.

Simão Jatene (PSDB)- Agradeceu o carinho que a população tem lhe dado no dia a dia. Afirmou que seu compromisso é cada vez maior, principalmente com a ética e a verdade. Que o governo vai avançar na criação de mais hospitais, com o cheque moradia, com o Pacto pela Educação.

Elton Braga (PRTB) - Após agradecer aos eleitores, o candidato pediu a cada um oportunidade de chegar ao 2º turno, que os eleitores ainda têm escolha.

Zé Carlos (PV) - O candidato agradeceu ao eleitor que assistiu ao debate, falou que é filho de taxista e uma doméstica, em uma família de nove irmãos e afirmou que espera que o eleitor veja que é possível dar outro rumo ao Pará.

Marco Carrera (PSOL) - Após agradecer aos presentes e aos eleitores, ele falou. 'Não há apenas duas candidaturas, a frente de esquerda pode mudar o Pará e pediu voto para mudar o Pará'.

As eleições deste ano acontecem no próximo domingo (5), de 8h às 17h. Para votar o eleitor precisa se dirigir à sua seção eleitoral e levar, obrigatoriamente, um documento oficial com foto. No Pará, mais de cinco milhões estão aptos a votar nessas eleições. A maioria é de mulheres, elas somam 2.605.283 eleitores, o que corresponde a 50,21%.

Fonte: ORM
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Mais de 1.200 veículos retidos serão leiloados pelo Detran em Belém e Santarém

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai leiloar 1211 veículos, entre carros e motocicletas, que estão retidos nos par...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive