segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Candidata quilombola representará açaí durante Agrifal

Da comunidade quilombola Saracura, em Santarém, Iara Cristhiene Braga, de 18 anos, representará a cadeia produtiva do açaí do oeste paraense no concurso de Miss que faz parte da programação cultural da primeira edição da Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal (Agrifal) fora da capital Belém, a se realizar justamente naquele município-pólo.

O evento, promovido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) de 27 a 30 de novembro, reunirá produtores e especialistas dos nove estados da Amazônia Legal.

“A idéia é que nossa candidata seja um símbolo da cultura da agricultura de várzea e da história dos nossos povos. A cadeia produtiva do açaí, do extrativismo ao plantio, é uma das forças da agricultura familiar da nossa região”, diz o supervisor regional da Emater em Santarém, o engenheiro agrônomo Agnaldo Ávila.

Iara, que até agora só participara de disputas de beleza e simpatia em festas no colégio, terminou o segundo grau e quer fazer vestibular para Agronomia.

“Sempre ajudei a plantar, a colher. A agricultura não é só a tradição e o ganha-pão: é além - um envolvimento emocional da minha parte. É uma missão e um hobby também. Quero estudar Agronomia e voltar à Comunidade para aplicar os conhecimentos técnicos nas roças da minha família”, diz.

A família de Iara é atendida pelo escritório local da Emater há cerca de um ano, a partir de uma chamada pública do programa multigovernamental Brasil Sem Miséria, lançada pelos Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Os pais, Maria Nilce Santos e Manoel Anízio Braga, plantam mandioca, melancia e milho, entre outros produtos. Também pescam no rio Santarém. As principais espécies são pacu, jaraqui e pirarucu.

“Estamos na fase de levantamento e diagnóstico socioeconômico da Chamada, que durará mais dois anos. Os projetos começarão a se estruturar no começo de 2015. Pelo que percebemos até agora, a maior parte dos quilombolas quer investir em apetrechos para pesca artesanal”, explica a técnica em agropecuária da Emater Lucimara Dantas.
Concurso - O Miss Agrifal se baseará em critérios como estética, fantasia, enredo e coreografia. A premiação contemplará os três primeiros lugares, com notebook a smartphone.

A Miss Agrifal pioneira, de 2012, foi Samara Carvalho, da região do Marajó. A atual, de 2013, que irá passar a faixa para a vencedora de 2014, é Patrícia Silva, da região do Tapajós.

Fonte: Iolanda Lopes/Emater
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Mais de 1.200 veículos retidos serão leiloados pelo Detran em Belém e Santarém

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai leiloar 1211 veículos, entre carros e motocicletas, que estão retidos nos par...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive