Santarém - 356 anos

Santarém - 356 anos

..

..

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Economia Criativa será debatida em cinco regiões do Pará

A partir do próximo dia 7 de novembro, os municípios de Santarém (no oeste), Cachoeira do Arari (no Marajó), Marabá (no sudeste) e Bragança (no nordeste) realizarão debates sobre o desenvolvimento da Economia Criativa no Pará. A programação será encerrada em dezembro, quando Belém (Região Metropolitana) sediará um grande encontro, com representantes de todos os municípios envolvidos.

Com entrada franca, o evento é uma promoção da Incubadora Pará Criativo, do Instituto de Artes do Pará (IAP), Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) – que gerencia o Espaço São José Liberto -, Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e Regional Norte do Ministério da Cultura (RRN/MinC), com apoio do Servido Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA) e da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal do Pará (FAV/UFPA).

O evento promoverá palestras, mostras e ações de formação nas diferentes regiões do Pará, com a participação de gestores públicos e privados, representantes de instituições de ensino e da sociedade civil. Todos esses segmentos vão dialogar sobre Empreendedorismo Criativo. Os debates nortearão o desenvolvimento da Economia Criativa paraense. O evento é direcionado a empreendedores de todos os segmentos da Economia Criativa, como artistas, produtores culturais, gestores públicos e privados, acadêmicos e estudantes.

Nos municípios, cada ciclo do evento contará com 10 horas de atividades, incluindo palestras, debates e atrações culturais, além de relatorias, para registrar as demandas e especificidades locais. Ao final, as instituições reunirão o material em um documento com as diretrizes para o desenvolvimento da Economia Criativa do Pará.

Santarém será a primeira cidade a receber o Ciclo Criativo, no próximo dia 7, seguida por Cachoeira do Arari (dia 14), Marabá (22), Bragança (27) e Belém, nos dias 4 e 5 de dezembro.

Conceito – A Economia Criativa surgiu na Austrália, nos anos 1990, mas foi em 2001, na Inglaterra, que o assunto foi popularizado. Em seu livro The CreativeEconomy: How People Make Money FromIdeas (Edição Brasileira: Economia Criativa - Como Ganhar Dinheiro Com Ideias Criativas (M. Books, 2012), o inglês John Howkins criou o termo e definiu alguns pilares da nova economia. No Brasil, o setor começou a ser oficialmente introduzido com a Secretaria da Economia Criativa, criada em 2011, no âmbito do Ministério da Cultura.

A Economia Criativa compreende a gestão da criatividade para gerar riquezas culturais, sociais e econômicas, e abrange os ciclos de criação, produção, distribuição/difusão, consumo/fruição de bens e serviços que usam a criatividade, a inovação, a cultura e o capital intelectual como insumos primários. Por segmentos criativos entende-se patrimônio material, patrimônio imaterial, arquivos, museus, artesanato, cultura popular, cultura indígena, cultura afro-brasileira, cultura alimentar, arte visual, arte digital, teatro, dança, música, circo, cinema e vídeo, publicações, mídias impressas e virtuais, moda, design e arquitetura.

Constituída predominantemente por pequenas e médias empresas, a amplitude da Economia Criativa, no Brasil, ainda é difícil de ser mensurada. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que os setores criativos movimentaram, em 2010, R$ 104,37 bilhões, o que corresponde a 2,84% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional. O setor vem crescendo a uma taxa média 6,3% nos últimos cinco anos, mais do que a média de crescimento do próprio PIB, de 4,3%.

Serviço: Ciclo Criativo – diálogos, reflexões e desenvolvimento para a economia criativa no Pará.
Calendário:

7/11 – Santarém
14/11 – Cachoeira do Arari
22/11 – Marabá
27/11 - Bragança
4 e 5/12 – Belém

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo link http://migre.me/mn88r ou nos endereços abaixo:

Santarém – Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) - Agência de Inovação Tecnológica (AIT), Campus Amazônia, sala 222, na Avenida Mendonça Furtado, 2946, bairro Fátima, e
Associação Comercial de Santarém, na Praça da Bandeira, 565, no Centro. Fone: (93) 3523-5633.

Cachoeira do Arari - Secretaria de Cultura - Avenida José Rodrigues Viana, 785, Centro; Museu do Marajó, Avenida do Museu, 1983, Centro. Fone: (91) 8424-4224.

Marabá - GAM – Travessa Carlos Leitão, 381, Centro. Fone: (94) 8133-9392; Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Campus 1 – Proex,Folha 31, Quadra 7, lote especial s/n. Fone: (94) 8115-1037, e Secretaria de Cultura, Biblioteca Municipal Orlando Lima Lobo, 696, Centro. Fone: (94) 3322-3321.

Bragança - Casa do Empreendedor – Rua 09 de Setembro, s/n. Fone: (91) 8206-5828.

Belém - Incubadora Pará Criativo – Praça Justo Chermont, 236 – prédio do IAP, ao lado da Basílica Santuário de Nazaré. Fone: (91) 4006-2930.

Mais informações pelo fone (91) 4006-2930, na página fb.com/ciclocriativopa ou no site www.paracriativo.pa.gov.br.


Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Ator Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio

O ator e humorista Paulo Silvino morreu na manhã de hoje (17), aos 78 anos, em sua casa na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade d...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive