terça-feira, 19 de maio de 2015

Mais de 80 mil estudantes da rede estadual devem fazer o Enem

O anúncio pelo governo federal, pelo Diário Oficial da União desta segunda-feira (18), de que as inscrições ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam na próxima segunda-feira, 26, e se estendem até 5 de junho, pela internet, acaba sendo um motivo a mais de preocupação para cerca de 80 mil estudantes da rede estadual de ensino. Esse conjunto de estudantes fará as provas do Enem nos dias 24 e 25 de outubro. São jovens do terceiro ano do ensino médio e adultos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que acabam sendo atingidos na preparação ao exame pela greve dos professores estaduais, deflagrada em 25 de março e que já registra 34 dias letivos sem aula e 55 dias corridos.

Na rede estadual de ensino, são 72.131 estudantes do terceiro ano do ensino médio regular – dos quais 10.243 alunos em Belém – relacionados ao Enem 2015, e no ensino médio, segunda etapa da EJA, 14.996, perfazendo 87.127 alunos. Desde o começo do ano letivo, mesmo com a deflagração da greve dos professores estaduais, muitas escolas da rede estadual mantiveram programação para atendimento do terceiro ano, com foco no Enem. Ainda assim, esse universo de alunos é considerado por técnicos da Secretaria de Educação (Seduc) como a clientela mais prejudicada neste momento.

Pelo edital do Enem 2015, o prazo de inscrições começa às 10 horas do dia 25 e termina às 23h59 de 5 de junho, pelo horário oficial de Brasília (DF). A confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet. Mais de nove milhões de estudantes deverão inscrever-se neste ano.


“É lamentável que estejamos nessa situação às vésperas de um exame de tamanha importância para o nosso aluno, e as escolas, algumas, ainda assim em greve. O que a gente espera das escolas, dos gestores, dos professores é a conscientização de que esse momento precisa ser repensado. Não podemos prejudicar mais do que já prejudicamos esses alunos”, diz a diretora de Ensino Médio da Seduc, Clara Yunes. A diretora ressalta que a Seduc vai trabalhar com calendário especial de aulas em virtude da greve dos professores estaduais.

Durante a greve dos professores estaduais, muitos estudantes mantiveram-se nos estudos objetivando o Enem, seja nas escolas, seja em casa. Nesse momento em que os alunos entram de vez no clima do exame, a partir das inscrições, é preciso intensificar a preparação para as provas. Nesse processo tem sido de grande valia para os alunos o Guia do Estudante, elaborado e repassado às escolas pela Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc. Nele os estudantes dispõem dos conteúdos do Enem. A programação de simulados da Seduc destinada aos alunos aguarda apenas a retomada normal das aulas nas escolas estaduais para ser iniciada.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Aumento no número de idosos reflete nos gastos com aposentadorias no Pará, diz especialista

A expectativa de vida de quem nasce no Pará passou de 71 , 9 anos em 2015 para 72,1, no ano passado. Os dados são do Instituto Brasileiro d...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive