terça-feira, 19 de maio de 2015

Mais de 80 mil estudantes da rede estadual devem fazer o Enem

O anúncio pelo governo federal, pelo Diário Oficial da União desta segunda-feira (18), de que as inscrições ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam na próxima segunda-feira, 26, e se estendem até 5 de junho, pela internet, acaba sendo um motivo a mais de preocupação para cerca de 80 mil estudantes da rede estadual de ensino. Esse conjunto de estudantes fará as provas do Enem nos dias 24 e 25 de outubro. São jovens do terceiro ano do ensino médio e adultos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que acabam sendo atingidos na preparação ao exame pela greve dos professores estaduais, deflagrada em 25 de março e que já registra 34 dias letivos sem aula e 55 dias corridos.

Na rede estadual de ensino, são 72.131 estudantes do terceiro ano do ensino médio regular – dos quais 10.243 alunos em Belém – relacionados ao Enem 2015, e no ensino médio, segunda etapa da EJA, 14.996, perfazendo 87.127 alunos. Desde o começo do ano letivo, mesmo com a deflagração da greve dos professores estaduais, muitas escolas da rede estadual mantiveram programação para atendimento do terceiro ano, com foco no Enem. Ainda assim, esse universo de alunos é considerado por técnicos da Secretaria de Educação (Seduc) como a clientela mais prejudicada neste momento.

Pelo edital do Enem 2015, o prazo de inscrições começa às 10 horas do dia 25 e termina às 23h59 de 5 de junho, pelo horário oficial de Brasília (DF). A confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet. Mais de nove milhões de estudantes deverão inscrever-se neste ano.


“É lamentável que estejamos nessa situação às vésperas de um exame de tamanha importância para o nosso aluno, e as escolas, algumas, ainda assim em greve. O que a gente espera das escolas, dos gestores, dos professores é a conscientização de que esse momento precisa ser repensado. Não podemos prejudicar mais do que já prejudicamos esses alunos”, diz a diretora de Ensino Médio da Seduc, Clara Yunes. A diretora ressalta que a Seduc vai trabalhar com calendário especial de aulas em virtude da greve dos professores estaduais.

Durante a greve dos professores estaduais, muitos estudantes mantiveram-se nos estudos objetivando o Enem, seja nas escolas, seja em casa. Nesse momento em que os alunos entram de vez no clima do exame, a partir das inscrições, é preciso intensificar a preparação para as provas. Nesse processo tem sido de grande valia para os alunos o Guia do Estudante, elaborado e repassado às escolas pela Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc. Nele os estudantes dispõem dos conteúdos do Enem. A programação de simulados da Seduc destinada aos alunos aguarda apenas a retomada normal das aulas nas escolas estaduais para ser iniciada.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

0 comentários:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive