quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Leilão da Aneel atrai investidores para quatro dos 11 lotes oferecidos

O leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a contratação de serviço público de transmissão de energia elétrica durou cerca de uma hora e teve interessados em apenas quatro dos 11 lotes oferecidos, com deságio médio de 2,04%. A previsão de investimentos era R$ 7,8 bilhões mas, na média, houve participação de apenas 19% do total estimado (R$1,45 bilhão). O leilão de hoje (26) ocorreu na sede da Bolsa de Mercadorias e Futuros de São Paulo, BM&F Bovespa.

Para o diretor da Aneel, Reive Barros, o resultado ficou “aquém do esperado”. Ele disse que a Aneel ainda vai fazer uma avaliação sobre os motivos para a baixa procura, mas uma das razões pode ser a alta do dólar. Segundo ele, os empreendedores podem estar com receio dos preços futuros que poderiam ser praticados pelos fornecedores, tornando desvantajoso o investimento.

Entre os lotes licitados, o que conseguiu maior deságio, de 15,5%, foi o empreendimento previsto para Luziânia, em Goiás, com Receita Anual Permitida (RAP) fixada em R$ 21.123.287,99. O lote foi arrematado pelo grupo empresarial Celg Geração e Transmissão S.A. que apresentou proposta no valor de R$ 17.849.000.

Os demais lotes que despertaram interesse de investidores foram as linhas de transmissão que preveem o suprimento de energia para o oeste do Pará; para Rondônia, no circuito de Ariquenes-Samuel e Ji-Paraná, e para o Rio Grande do Sul, entre Santo Ângelo e Santa Maria. Esta última refere-se a empreendimento que visa ampliar a capacidade de escoamento dos potenciais eólicos.


Entre os motivos para a baixa procura, Reive Barros citou também o fato de que muitas empresas, que tradicionalmente participam de leilões da Aneel, estão com obras em andamento ou em atraso. "Isso pode também ter inibido a participação de mais empresas."

De acordo com o diretor da agência, a Aneel deve se reunir com vários segmentos que envolvem as questões de riscos desse tipo de empreendimento – como os relacionados a meio ambiente – para tentar aprimorar ainda mais o formato da oferta pública, já que mais dois leilões estão previstos para ocorrerem ainda neste ano, sendo um deles em outubro. (ABr)
Compartilhar:

0 comentários:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive