terça-feira, 4 de agosto de 2015

MRN completa 36 anos de atividades no Pará

No próximo dia 13 de agosto, a Mineração Rio do Norte celebra 36 anos do seu primeiro embarque de bauxita, quando o navio Cape Race partiu, rumo ao Canadá, carregando 21 mil toneladas de minério. Atualmente a média anual de embarque é de 230 navios.

Projeto pioneiro na Amazônia, a MRN faz parte do grande complexo mineral que coloca o Pará no time dos mais importantes produtores de minério do Brasil e é a terceira maior operação de bauxita do mundo. A capacidade de produção anual é de 18 milhões de toneladas ao ano, sendo que, em 2014, 54% foram destinadas ao mercado interno para suprimento das refinarias Alunorte e Alumar e os outros 46% destinados ao mercado externo: 19% para os Estados Unidos, 13% para o Canadá, 10% para a Europa, 3% para a China e 1% para a Índia.

Em pouco mais de três décadas, a empresa se posiciona com um elemento de transformação da região, investindo em projetos sociais e no desenvolvimento do oeste paraense, com foco em quatro pilares: saúde e segurança, meio ambiente, educação e cultura e desenvolvimento sustentável.

Na área ambiental, a Mineração obteve diversas conquistas por meio do aprimoramento dos processos ambientais na Floresta Nacional Saracá-Taquera, onde mantém suas operações. Um exemplo disso é o programa de reabilitação de áreas lavradas, que já recuperou 5.271 hectares com a plantação de 10,3 milhões de mudas de 450 espécies arbóreas nativas da Amazônia. Além de parcerias para mitigar os impactos gerados na região minerada realizados em parceira com, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), entre outros.


A preocupação da companhia com o desenvolvimento da região pode ser notada no seu quadro de funcionários, sendo 87% originários do Pará, 2% dos demais estados da Região Norte e 11% de outros estados.

O investimento se dá também por meio do desenvolvimento dos fornecedores locais. Desde 2004, a MRN é uma das mantenedoras do programa REDES, desenvolvido em parceria com a Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), que visa ajudar as empresas a se desenvolverem, oferecendo cursos e vendendo para a MRN e para outros consumidores da região seus produtos e serviços. O projeto já beneficiou 311 empreendimentos locais, com qualificação técnica. Além disso, o total de compras anuais realizadas pela companhia no estado é de cerca de R$ 166 milhões. Esse valor representa de 44% do total das compras efetuadas. E a participação de fornecedores da região deve aumentar a cada ano.

Fonte: Ascom/MRN
Compartilhar:

0 comentários:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive