sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Rio Tapajós continua recuando, segundo Inmet

Dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), mostram que o nível do rio Tapajós continua recuando. Na leitura feita nesta quinta-feira (8), por exemplo, o nível do rio recuou 10 centímetros passando de 4.39 para 4.29 m, segundo dados obtidos da estação telemétrica da Agência Nacional de Águas (ANA), localizada no porto da Companhia Docas do Pará (CDP). A situação verificada este ano mostra que o nível do rio Tapajós se encontra 1.53 m abaixo do observado no mesmo dia de 2014 e 1.61 m abaixo do observado no mesmo dia de 2015. A previsão hidrológica realizada por modelo estatístico indica os níveis esperados para os próximos sete dias: 4.12, 4.00, 3.91, 3.82, 3.73, 3.66 e 3.58 m, nos dias: 10, 11, 12, 13, 14, 15 e 16/09/2016, respectivamente. Portanto, o nível do rio Tapajós deverá continuar em descenso nos próximos dias.

Para os banhistas, a notícia não poderia ser melhor, já que muita gente aproveita este período para visitar um dos lugares mais bonitos da região: a vila de Alter do Chão, onde lá os preparativos estão todos voltados para o Çairé 2016. O fluxo de turistas já aumentou por lá e as praias da comunidade têm sido um atrativo a mais para quem está conhecendo o lugar pela primeira vez. O verão Amazônico promete ser um dos mais rigorosos dos últimos anos.

Ainda de acordo com esses dados, a falta de chuvas continua pronunciada principalmente na porção do alto e médio Tapajós, onde a ausência de dias sem chuvas resultou em volume acumulado de até 05 mm. Áreas pontuais do alto e médio Tapajós tiveram registro de chuvas quantificadas acima de 30 mm.

Nos sete primeiros dias do mês de setembro, o município de Santarém registrou 9,6 mm de chuva, conforme ainda os dados coletados pelo Inmet. De acordo com a série climatológica da ANA (1969-2014), a média da precipitação pluviométrica esperada para o mês de setembro corresponde 34,2 mm de chuva.

A previsão para este final de semana é de sol entre nuvens esparsas. Mas, sempre no período da tarde, o tempo quente e abafado propiciam o aumento no volume de nuvens. É possível, portanto que ocorram pancadas de chuvas fracas e isoladas na região.

Recorde - O ano de 2016 deverá ser mais seco na Amazônia em comparação aos anos de 2005 e 2010, períodos de estiagem severa na região. A conclusão é de pesquisadores da agência espacial americana Nasa (National Aeronautics and Space Administration).

O Instituto Nacional de Meteorologia, que vem monitorando a distribuição das chuvas no Brasil, mostra que nos últimos dois anos o volume de chuvas ficou abaixo do normal em quase todo os estados, em especial na região Amazônica.

O agravamento da falta de chuva é provocado pelo El Niño, fenômeno climático que causa o aquecimento das águas da superfície do Oceano Pacífico. Com isso, a Amazônia está com menos umidade e as árvores se tornam mais vulneráveis às queimadas, que deverão bater recorde nos próximos meses, de acordo com o Inmet.

Os efeitos do El Niño começaram em 2015 e influenciaram o padrão de chuvas em grande parte do Brasil e do mundo. Na Região Amazônica, as precipitações da estação chuvosa, verificadas no último trimestre de 2015, diminuíram cerca de 50% se comparadas à média e continuaram abaixo da média pelo primeiro semestre de 2016, deixando a região ainda mais seca. Esse cenário, de tamanha intensidade de redução das chuvas, não era registrado desde 2002, segundo o Inmet.

Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Aumento no número de idosos reflete nos gastos com aposentadorias no Pará, diz especialista

A expectativa de vida de quem nasce no Pará passou de 71 , 9 anos em 2015 para 72,1, no ano passado. Os dados são do Instituto Brasileiro d...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive