terça-feira, 20 de dezembro de 2016

'Vias do Oeste' retrata cotidiano dos ribeirinhos da Amazônia

Venival Rodrigues Oliveira, 36 anos, é um cidadão santareno proveniente do interior do município. Nasceu na comunidade de Cativo, na região da PAE (Programa Agroextrativista) Lago Grande. Mudou-se para Santarém, a sede do município, ainda muito pequeno, fazendo um caminho percorrido por muitos que deixam essas comunidades para buscar melhores condições de vida, por meio de estudo e acesso à saúde.

Dos tempos de vida no interior nunca esqueceu o meio de transporte utilizado por todos, o fluvial. Naquele tempo, a única forma de chegar e sair de comunidades mais distantes, no Lago Grande, era pelo rio. Por isso, em sua cabeça, as embarcações sempre povoaram o seu pensamento. Os barcos representavam a ligação com o mundo, por meio dos passageiros e cargas. Tudo, absolutamente tudo, dependia da relação com as águas. De alguma forma, todos os sonhos e frustações passavam pelas águas do rio Amazonas.

Por isso, a ideia da produção do documentário As Vias do Oeste. Uma maneira de revelar para o Brasil e o mundo facetas de uma vida simples, mas que representa muito para o povo regional. Na verdade, uma forma de mostrar o quanto os rios são importantes para a efetivação da logística de uma gente que precisa se deslocar para um centro mais adiantado (Santarém) para complementar a sua rotina, como ir ao banco, ao médico, fazer compras, realizar transações comerciais, apoiar a família, etc.

O documentário não quer explicar nada. Na essência, quer permitir que o telespectador faça uma viagem junto, num país que, de tão grande, surpreende com as suas diversas realidades.

As Vias do Oeste foi selecionado no edital Curta Afirmativo, em 2014, no Ministério da Cultura.

Coube à Conexão Oeste Produtora, sediada em Santarém, realizar a produção, com direção e roteiro de Emanuel Júlio Leite.

Uma viagem passando por Santarém, Óbidos e Oriximiná, três importantes cidades do oeste do estado do Pará, além de uma parada em Vila Socorro, uma comunidade tradicional localizada no PAE (Programa de Assentamento Extrativista) Lago Grande. “As Vias do Oeste” revela a dinâmica da beira dos rios, nos portos, onde as cidades se movimentam sob todos os aspectos. O porto representa a saída e entrada de pessoas com os mais diferentes propósitos. Cargas e pessoas se confundem em meio ao transporte mais representativo da região, o fluvial.

Um pedaço de Brasil que se mostra, evidenciando uma realidade que difere de muitos lugares. Em vez de rodoviárias, os portos; no lugar de estradas, o rio. O gigantismo de verdadeiras avenidas que servem de vias para que a logística se estabeleça.

Uma viagem sensorial por um Brasil, que de tão diferente, parecia não existir.


Fonte: Divulgação/Conexão Oeste Produtora
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Mais de 1.200 veículos retidos serão leiloados pelo Detran em Belém e Santarém

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai leiloar 1211 veículos, entre carros e motocicletas, que estão retidos nos par...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive