quarta-feira, 10 de maio de 2017

Aumento de salário de advogados da prefeitura gera debate

O projeto de lei, de autoria do Poder Executivo que trata do piso salarial do advogado efetivo ou estável, que trabalha para o município de Santarém, ainda não entrou em discussão no plenário da Câmara de Vereadores, mas já está gerando polêmica. A matéria está tramitando na 2ª Comissão de Comissão e Justiça do Poder Legislativo, onde aguarda o parecer do relator, vereador Jardel Guimarães (PTN), para então ser levado à apreciação dos parlamentares. Durante a sessão desta quarta-feira (10), o vereador Valdir Matias Jr. (PV), falou da necessidade de se discutir de forma ampla, o projeto que prevê aumento de mais de 400% para a categoria. A proposta do prefeito Nélio Aguiar institui o salário dos avogados no valor de R$ 6.650,00 para uma jornada de apenas 20 horas semanais.

Para o líder do PV na Câmara, o projeto, se aprovado, pode gerar contestações e até ações na Justiça, contra a Prefeitura, pelas demais categorias, que certamente também vão exigir a equiparação salarial. O projeto do Executivo está fundamentado no artigo 58, V, da Lei 8.906/94, Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil e na Resolução 019/2015 OAB/PA, que estabelecem a base de remuneração mínima dos advogados no âmbito do Estado do Pará. “Eu entendo que não é razoável, apesar de o Estatuto da OAB informar que esse profissional pode trabalhar as 20 horas e também advogar, mas quando ele se torna um servidor público efetivo, esse funcionário deve se enquadrar às normais do serviço público municipal, que tem um regime jurídico único e não da OAB. Isso pode gerar um efeito cascata para as demais categorias do município, já que a Constituição fala que o aumento deve ser isonômico e não contemplar uma classe em detrimento às outras. Portanto, é preciso avaliar o projeto melhor, para votarmos uma lei segura, que não crie embaraço para nenhuma das partes envolvidas e também não comprometa o orçamento do município”, disse Matias Jr.

A restruturação da carreira pode ocorrer, porém, segundo o vereador, sob o ponto de vista do serviço público e não da iniciativa privada. Atualmente a Prefeitura conta com sete advogados concursados fora os contratados temporariamente que atuam à serviço da Procuradoria Jurídica do Município.



O salário base do advogado efetivo da Prefeitura de Santarém é de R$ 1.192,88, e o de procurador segundo a lei nº 20.121/2016, que dispõe sobre a organização da estrutura administrativa do município, em seu artigo 9, que trata dos cargos em comissão e das remunerações é de R$ 3.000,00.
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Anselmo Colares se afasta da vice-reitoria e assume candidatura independente na eleição para reitoria da Ufopa

Professor Pós-Doutor em Educação Anselmo Colares lançará chapa independente. Foto: Blog do Jeso O professor e pós-doutor em Educaçã...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive