domingo, 22 de abril de 2018

Pavimentação e pontes em concreto garantem mobilidade e segurança nas estradas



Mais de R$ 500 milhões por ano estão sendo investidos na malha viária do Estado do Pará. O objetivo principal, além de melhorar as condições de mobilidade, é trazer mais comodidade e segurança aos moradores dos municípios por onde as rodovias passam, e a motoristas e passageiros. A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) criou três projetos para investir o montante de verba direcionada à malha viária: Manutenção Integral, Asfalto na Estrada e Pontes Concretas.

O titular da Setran, Kléber Menezes, informa que, ao longo do governo Simão Jatene, construção e reconstrução de pontes têm sido prioridade. “Com o passar dos anos, a característica da malha viária do Estado mudou. Hoje, o número de carretas que trafegam por elas aumentou muito, assim como o peso da carga, o que vem inviabilizando o uso de pontes de madeira, algo muito presente no Pará. O que vinha ocorrendo era a quebra dessas pontes e, consequentemente, o bloqueio de estradas, causando enormes prejuízos à população, aos trabalhadores e a todo o sistema que precisa das estradas. Por isso, optamos por dar prioridade às pontes”, explica o secretário.

Existem 712 pontes no Pará, totalizando 25.773 metros. A maioria interliga trechos de estradas. Dessas pontes, 247 já são em concreto, 88 foram erguidas com material misto e 37 estão em obras. “Até o final de 2017 concluímos 75% das obras em pontes. Atualmente, temos 78 pontes em construção, um investimento de R$ 129 milhões, para que até o final deste ano o Estado tenha 90% das pontes em concreto. A ideia é que, em 2019, sejam atingidos os 100%”, frisa Kléber Menezes.

Só na região do Baixo Tocantins os investimentos, em quatro anos de Governo Simão Jatene, somam R$ 500 milhões. "São cerca de R$ 125 milhões por ano. Nos últimos três, já entregamos a primeira ponte de Igarapé-Miri, na PA-151, contemplando a recuperação integral com acostamento nos 33 quilômetros da rodovia, no trecho que vai da rotatória da Alça Viária até Moju; reconstruímos a ponte Moju-Cidade, abalada em função de acidente com uma embarcação, e recuperamos integralmente a PA-151 na rotatória do Arapari até a cidade de Barcarena, entre outras grandes obras", destaca.

O secretário também cita algumas obras em andamento que deverão ser entregues até o final deste ano. "Estamos avançando com a recuperação da PA-483, do trevo do Peteca até a Vila do Conde; a pavimentação da PA-252, resultado de um investimento de R$ 80 milhões, e a construção de sete pontes em concreto que ligam Igarapé-Miri à Vila Maiauatá, trabalho que deverá ser concluído até agosto deste ano. Inclusive, já temos a autorização do governador para o revestimento asfáltico nesses 18 quilômetros, orçado em R$ 30 milhões", acrescenta.

Pavimentação - Outra frente de trabalho da Setran é o projeto “Asfalto na Estrada”, que leva pavimentação a localidades do interior, priorizando trechos urbanos das estradas. “Infelizmente, não temos recursos para dar conta de asfaltar toda a malha viária, por isso asfaltamos e construímos acostamentos nos trechos urbanos dos municípios. Assim é possível atender a população, diminuir a poeira nos períodos de verão e eliminar os alagamentos e a lama no período mais chuvoso, dando mais conforto e segurança a todos”, diz Kléber Menezes.

Essa frente de trabalho chegará à Rodovia PA-449, que liga os municípios de Conceição do Araguaia e Floresta do Araguaia. “Essa estrada possui 115 km, o que precisaria de R$ 250 milhões para que fosse completamente asfaltada, ou seja, metade do que tenho por ano para gastar em todo o Estado. Isso demonstra o quanto precisamos fazer escolhas, por isso escolhemos os trechos urbanos, levando conforto e segurança às pessoas que, em sua maioria, se concentram nesses trechos, contribuindo para deixar as cidades mais limpas”, complementa o titular da Setran.

Malha viária – O Pará possui 125 rodovias, com somam 7.352,52 km, dos quais 3.403,28 km são pavimentados; 3.715,78 km não têm pavimentação e 233,75 km estão em obras. Segundo o secretário, “para pavimentar todas as vias seriam necessários investimentos multimilionários. Mas o Estado vem trabalhando para que até o final deste ano mais da metade estejam totalmente asfaltadas”.

O projeto “Manutenção Integral” visa manter as estradas e rodovias com boa trafegabilidade, realizando serviços de recuperação asfáltica ou aterramento, construção e conserto de bueiros e pontes.

“Temos contratos com empresas de pavimentação, terraplenagem e que fazem as pontes. Contratos sobre demanda, para que seja possível a pronta resposta na recuperação de trechos de estradas, bueiros e pontes”, informa Kléber Menezes.

Um exemplo da celeridade no atendimento a essas demandas é a obra de recuperação de 15 metros da PA-256, próximo à entrada do município de Paragominas, destruídos no último dia 12 pela enxurrada que atingiu a cidade. A tubulação que escoava as águas do Rio Capim também foi danificada.

Obras em outras regiões - Na região de Itaituba, no sudoeste paraense, a Setran continua trabalhando na Transgarimpeira, em parceria com a Prefeitura Municipal, fazendo a manutenção do revestimento primário e compactação, limpeza lateral, regularização da plataforma, com abertura de valetas e correção de grade ao longo dos 190,3 km da via, no trecho entre Moraes de Almeida (BR-163, a Santarém-Cuiabá) e o Crepurizão.

Segundo José Merabeth, engenheiro responsável pela Chefia do 3º Núcleo Regional, duas pontes ao longo da estrada também estão sendo reformadas e 12 construídas. “O investimento estadual supera R$ 2 milhões, e já temos, aproximadamente, 66% das obras finalizadas”, garante.

Na jurisdição do 6º Núcleo Regional, sediado em Conceição do Araguaia, o chefe Jorge Rodrigues acompanha as obras de conservação preventiva no sul do Pará. “Estamos tapando os buracos provocados pelas chuvas na PA-279, entre Xinguara e Ourilândia do Norte, e realizando a terraplenagem no trecho de Tucumã a São Félix do Xingu, na mesma rodovia”, informa Jorge Rodrigues, acrescentando que está sendo reconstruído o meio-fio da rodovia PA-287, à altura do município de Redenção.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

0 comentários:

PONTO FINAL

DESTAQUE:

Alcoa tem projetos de neutralização de emissões no Brasil inseridos no prêmio Global ReLeaf 2019

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os dez escolhidos para o prêmio Globa...

Amazônia Protege

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive