quarta-feira, 23 de maio de 2018

Terminal Hidroviário completa quatro anos e cria um novo patamar nas viagens pelos rios


O francês Jean Claude Vallet conta que costuma viajar por diversos países da América do Sul e afirma não ter visto nenhum terminal hidroviário tão moderno e bem equipado quanto o de Belém


Jucilene Oliveira, de 47 anos, natural do Amapá, conta que faz a viagem Belém-Macapá de barco há pelo menos 25 anos e conhece muito bem a mudança. (Foto: Sidney Oliveira I Agência Pará)

Quem utiliza o Terminal Hidroviário do Porto de Belém “Luiz Rebelo Neto”, seja para chegar ou sair da capital paraense por meio dos rios, há quatro anos sente uma grande diferença ao comparar o local com os demais portos existentes na cidade. Inaugurado em 2015 pelo Governo do Estado, o espaço trouxe conforto, segurança e infraestrutura adequada para atender a população. Desde sua inauguração, no dia 23 de maio de 2014, até agora, mais de 2,2 milhões de pessoas já passaram por ele.

Construído em uma área de 5 mil m², localizado próximo a diversos pontos turísticos, shoppings e do centro comercial de Belém, o terminal conta com uma ampla área de embarque e desembarque, flutuantes cobertos (para evitar que os passageiros peguem chuva), aparelho de raio-x (para identificar itens perigosos e proibidos em bagagens), climatização em todos os ambientes, três lanchonetes, banca de revista, acessibilidade para portadores de necessidades especiais, banheiros com chuveiro, guarda volume, guichês para compra de passagens, wi-fi gratuito para acesso à internet e lojas.

Para garantir a segurança das pessoas e dos viajantes, o Juizado da Infância e da Juventude está presente no local, além do Pro Paz e da Polícia Militar Turística. “Com a modernização desse espaço nós elevamos o padrão de atendimento, ficou diferente de tudo o que as pessoas conheciam. Hoje, por exemplo, nenhuma criança embarca ou desembarca sem que os responsáveis apresentem os seus documentos e das crianças; também não embarcam pessoas com armas, entre outras coisas. Toda essa melhoria ajudou também a mudar um pouco a cultura da população nesse tipo de viagem”, ponderou Rafael Monteiro, gerente do terminal.

Jucilene Oliveira, de 47 anos, natural do Amapá, conta que faz a viagem Belém-Macapá de barco há pelo menos 25 anos e conhece muito bem a mudança. “Tudo aqui melhorou muito: receptividade, conforto, locais de espera, segurança, organização, tudo mesmo. É um local maravilhoso, bonito, com uma estrutura ampla e tudo mudou. Quem passou pelo antes e o depois, assim como eu, sabe do que estou falando. Foi um dinheiro muito bem investido, obra 100% aprovada! Belém e sua população merecem isso”, enfatizou.

A obra e a estrutura atual do terminal surpreendem até mesmo estrangeiros. O francês Jean Claude Vallet conta que costuma viajar por diversos países da América do Sul e afirma não ter visto nenhum terminal hidroviário tão moderno e bem equipado quanto o de Belém. “Sempre que viajo por hidroviárias só encontro locais sujos, com muitos urubus; mas aqui é muito limpo, parece até a Europa. Também achei o local bastante seguro, diferente dos outros locais pelo Brasil e América do Sul”, disse o turista.

Números

Somente no mês de abril o terminal realizou 426 viagens, sendo 215 embarques e 211 desembarques, com total de 42.908 passageiros, divididos em 20.960 embarques e 21.948 desembarques, média de 1.430 passageiros por dia, aumento de aproximadamente 16% em relação a abril de 2017.

De 2014, ano da inauguração, até agora, o terminal só registrou números crescentes de viajantes. No primeiro ano, dos meses de maio até dezembro, 296 mil pessoas passaram por ele. Número que em 2015 subiu para 534 mil (de janeiro a dezembro), alcançando 536 mil no mesmo período de 2016 e atingiu 588 mil em 2017. “Nossa expectativa é que para 2018 esse número suba ainda mais, um aumento médio entre 20 a 25%, o que já foi detectado nos primeiros quatro meses de 2018”, prospectou Rafael Monteiro.

Atualmente, estão em operação no terminal, nove empresas, que fazem viagens para 19 municípios, incluindo Belém, sendo 14 dentro do Pará e cinco de outros estados, sendo no Pará: Almeirim, Belém, Breves, Cachoeira do Arari, Camará, Gurupá, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Prainha, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, Santarém e Soure. Já fora do estado os destinos são Santana (AP), Macapá (AP), Itacoatiara (AM), Manaus (AM) e Parintins (AM).

Os meses com mais viajantes, segundo o gerente do terminal, são julho (com média de três mil passageiros diários), janeiro e dezembro. “Já existe um planejamento para ampliar o terminal para a área do Galpão 10 da Companhia Docas do Pará (CDP), construindo mais uma área de embarque e desembarque que seria específica para as viagens interestaduais. Hoje já praticamente atingimos nossa capacidade total”, finalizou Rafael Monteiro.

O Terminal Hidroviário do Porto de Belém “Luiz Rebelo Neto” fica na Avenida Marechal Hermes, próximo à Visconde de Souza Franco, às margens da Baía do Guajará, e funciona de segunda a sábado, de 5h às 20h, e aos domingos de 6h às 20h. Mais informações nos telefones (91) 9 8895-6563.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar:

0 comentários:

DESTAQUE:

Navio-hospital Abaré retoma atendimento às comunidades ribeirinhas

Após quase um ano sem fazer viagens, o navio-hospital Abaré está nas águas novamente, na região do rio Arapiuns, com uma equipe de saúde pa...

Publicidade:

Publicidade:

Quem somos

O Blog Quarto Poder está no ar desde: 23/02/2007

O Quarto Poder é um blog jornalístico voltado para divulgação de notícias de interesse público.

Artigos e crônicas assinados são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião do Blog.

Jornalistas Responsável:

Renata Rosa

Fale com a gente:

Contatos: (93) 98128-1723 - 99131-2444

E-mails: m_santos1706@hotmail.com / m_santos170676@hotmail.com

FALE CONOSCO:


Quarto Poder

Marcadores

Blog Archive