Últimas Notícias

Ver-o-Peso, uma das sete maravilhas do Brasil


O Complexo do Ver-o-Peso recebeu, na manhã desta segunda-feira (14), no Solar da Beira, prêmio como uma das “Sete Maravilhas do Brasil”. O concurso foi promovido pela revista Caras em parceria com o HSBC, através de voto popular na Internet. Mais de meio milhão de pessoas participaram da escolha.

O prefeito de Belém, Duciomar Costa, recebeu a placa comemorativa das mãos do gerente de Marketing da Caras, Fábio Cavicchioli, na presença da presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Ann Pontes, e do coordenador municipal de Turismo (Belemtur), Wady Khayat.

De acordo com o prefeito, a notícia pela escolha do Ver-o-Peso foi recebida com enorme alegria pela administração municipal. “Basta vir aqui para perceber a magia, o encanto do Ver-o-Peso, a mistura de raças, beleza e alegria desse povo, que é nosso maior patrimônio. É esse conjunto que faz de Belém, a metrópole da Amazônia”, enalteceu. “O Ver-o-Peso se tornou um hábito das pessoas, que vem aqui diariamente, de todos os bairros da cidade. É um orgulho para ser passado”, afirmou Duciomar Costa.

Para Ann Pontes, o Ver-o-Peso é um verdadeiro ícone da beleza da capital paraense. “Vejo esse prêmio como um fator de motivação para que as pessoas venham conhecer o Complexo do Ver-o-Peso, a nossa cidade, essa diversidade que só a Amazônia possui. A diversidade cultural, dos ritmos e músicas, da culinária rica”, comentou. “Esse é um reconhecimento público. Como paraenses temos a responsabilidade de cuidar e zelar por esse patrimônio que é de todos nós”, destacou a presidente da Paratur.

O gerente de Marketing da revista Caras, Fábio Cavicchioli, se mostrou surpreso com a capital paraense. “Estou aqui desde sábado, visitei a cidade, e é uma cidade maravilhosa. É o povo de Belém que está dando essa premiação para a cidade, após uma eleição que contabilizou mais de meio milhão de votos, e reconheceu o Ver-o-Peso como um dos pontos turísticos mais importante do Brasil”, declarou.

Segundo o coordenador municipal de Turismo, Wady Khayat, “o reconhecimento do Ver-o-Peso torna notório que o Brasil está de olho no nosso patrimônio histórico, nas nossas riquezas naturais e culturais, no nosso potencial turístico”. Para ele, a credibilidade da revista Caras e HSBC, além do alcance nacional da votação, são uma prova de força do turismo na capital e no Estado.

O Ver-o-Peso é um complexo arquitetônico que compreende construções históricas como os mercados de Ferro e de Carne, a Praça do Relógio, a Feira do Açaí e o Solar da Beira. A estrutura do mercado é toda feita em ferro e foi trazida da Inglaterra. Sua arquitetura é característica da segunda metade do século XVII, é herança da belle époque, quando a influência européia, em especial da França e Portugal, se acentuou graças aos lucros obtidos com o Ciclo da Borracha.

Com o látex que jorrava das seringueiras, também jorrava a fortuna que permitia importar do outro lado do mundo o ferro, as pedras, as lajotas e o estilo que mudou a imagem e a história de Belém. Em 1977, o complexo foi tombado pelo Instituto Histórico e Arquitetônico Nacional (IPHAN).

O Ver-o-Peso também se reflete na economia da região e no movimento de pessoas no local. Cerca de R$ 1,3 milhão são injetados diariamente na economia paraense na comercialização de diversos tipos de produtos. Em volume de pessoas, em torno de um milhão e meio, entre consumidores e trabalhadores circulam no local por mês, 50 mil/dia. Os dados são da Secretaria Municipal de Economia (Secon), responsável pelo gerenciamento do espaço.


Postar um comentário

0 Comentários