Últimas Notícias

Crônica: Uma viagem ao interior...


Por: Marcos Santos*

Me impressiona a gentileza de pessoas humildes que nos recebem em suas casas, sendo você para elas, um completo desconhecido. A maneira como lhe tratam dá a impressão de intimidade e bem estar, uma sensação que você não encontra em outro lugar que não seja a sua própria residência.

A simplicidade dessas pessoas me leva a crer que, numa cidade grande, o egoísmo e a indiferença são os fatores que afastam as pessoas desse tipo de convívio. Em tempos de ‘amizades’ pela Internet esse contato está cada vez mais distante, quando na verdade, o que deveria contar mesmo é o olho no olho, o aperto de mão, o abraço apertado, o calor humano.

Quando você passa um dia inteiro numa comunidade do interior, você não perde o seu tempo. Você ganha uma vida. Passo horas refletindo sobre o sentido da vida quando me cerco de um lugar incrível com pessoas mais incríveis ainda.

O que realmente importa nesse mundo de gente cada vez mais individualista é o jeito simples de pessoas humildes e sinceras que nos mostram que as pequenas coisas têm mais valor.

Sobre o lugar: Parauá é uma comunidade de pouco mais de mil habitantes, localizada na Reserva Tapajós Arapiuns (Resex), no Rio Tapajós.

De aparência rústica, a comunidade possui uma diversidade incrível, com matas ciliares e atrativos turísticos de encantar qualquer visitante. A culinária local também reforça esse potencial e revela o lado criativo das pessoas. As especiarias são feitas à base de peixe, muito peixe de nomes e gostos sensacionais.

E eu nem falei das praias. Mas praia todo mundo conhece. Praia tem em todo lugar. Até na China.

A cada viagem às comunidades ribeirinhas me sinto renovado, com coração e mente revigorados. Aproveito esses momentos para meditar e absorver conhecimento com pessoas que, sem dúvida alguma, sabem mais coisas daquilo o que não sabemos.

É o jeito simples e sincero dessas pessoas que encanta, que mostra que a vida é mais que dinheiro, arrogância, egoísmo e falta de humildade.

Somos pequenos diante da grandiosidade e da generosidade de gente que realmente sabe viver a vida!

Por assim, dizer, nestes últimos dias, eu estou reaprendendo a viver!

*É jornalista, blogueiro, editor responsável pelo Blog Quarto Poder

Postar um comentário

0 Comentários