Últimas Notícias

PEC 241 é tomada como um mal necessário


O vereador Valdir Matias (PV), em seu pronunciamento na tribuna durante a sessão desta terça-feira (25), na Câmara de Vereadores de Santarém, no oeste do Pará, expôs o entendimento dele de que a proposta da PEC 241 é o equilíbrio fiscal e sustentou o seu posicionamento de que em nenhuma instituição, inclusive na família, “não se pode gastar mais do que se arrecada”.

Alertou que quando se gasta mais do que se arrecada, cria-se uma dívida. De acordo com ele, é preciso enfrentar a dívida, tendo que emprestar dinheiro para cobri-la. “E se você continua emprestando dinheiro, você vai pagar juros desse empréstimo”, alerta.

Para Matias, o debate é importante e reafirma ser a PEC um mal necessário, para equilibrar as contas públicas. De acordo com o vereador “não há congelamento de salário, assim como não há estagnação de investimentos na saúde e na educação”.

Segundo Valdir, o que o governo está fazendo com a proposta da PEC 241, é estabelecer um teto para o gasto total. “O que vai ser gasto até lá e onde vai ser gasto, vai depender de quem fizer o orçamento”, cita e justifica desde que se coloque mais recurso para a saúde e educação, desde que não se extrapole o gasto total. O vereador entende que o debate é importante, e acredita que quem ganha com isso é a população.

Postar um comentário

0 Comentários