Últimas Notícias

Agentes prisionais facilitavam entrada de celular, bebidas e drogas na penitenciária de Cucurunã


Os agentes prisionais Rafael Efigênio Rocha e Abraão Neto, lotados no Centro de Recuperação Agrícola ‘Silvio Hall de Moura’, em Cucurunã, em Santarém, no oeste do Pará, presos no início da tarde deste sábado (25), suspeitos de facilitar a entrada de aparelhos celulares e outros materiais naquela casa penal, responderão a processo em liberdade.

Se forem condenados, eles podem pegar de três meses a um ano de prisão, já que se trata de um crime de baixo potencial, segundo o delegado Tiago Rebelo, da Polícia Civil.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar se existe o envolvimento de outros agentes com detentos para facilitar a entrada de celulares, drogas, bebidas, dinheiro e equipamentos eletrônicos.

Os dois agentes, segundo a polícia, prestavam favores para presos e recebiam dinheiro em troca.

A Superintendência do Sistema Penal do Estado do Pará (Susipe) ainda não se manifestou sobre o caso.

Postar um comentário

0 Comentários