Pular para o conteúdo principal

Curso ensina boas práticas de atendimento à fiscalização do trabalho

O atendimento ao fiscal do trabalho, documentos exigidos e como ocorre a atuação do fiscal na empresa são dúvidas comuns dos empresários, que se não forem devidamente direcionadas podem provocar problemas no relacionamento da empresa com a fiscalização e até mesmo gerar autuações e multas. Para evitar esse tipo de situação, está sendo realizado em Santarém, no oeste do Pará, nesta quinta-feira (11), às 9 horas, o curso “Como atender a fiscalização do trabalho”.

Voltado para indústrias, o curso é realizado por meio do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com a Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA). Em 10 anos de atuação, o PDA já ofereceu várias palestras, cursos e mesas-redondas, que trazem novos conhecimentos e troca de experiências aos presidentes dos sindicatos, por meio do Avança Sindicato, e também a micro e pequenas indústrias, por meio do Associa Indústria.

O Diretor Executivo da FIEPA, Ivanildo Pontes, destaca que na agenda deste ano o PDA traz programações voltadas para temas atuais, com destaque para a relação empregador x empregado. “Nosso critério de escolha foi relacionado ao relacionamento do trabalho. A gente tem que conhecer para saber como lidar com os encargos, que infelizmente acabam fazendo com que o um empregado custe mais que o dobro. Em setores como a construção civil chega a 130%”, explica Ivanildo Pontes.

Durante o curso “Como atender a fiscalização do trabalho” serão abordadas as temáticas como adotar uma postura de cooperação com o fiscal, como reconhecer o fiscal do trabalho, e, ainda, como identificar na fiscalização uma oportunidade de correção de falhas.

Serviço:
- Curso “Como atender a fiscalização do trabalho”

Data: 11 de maio, quinta-feira
Local: SENAI Santarém - Av. Curua-una, 249, Santa Clara
Horário: 9 da manhã

Fonte: Ascom/Fiepa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja fotos do apartamento onde Chorão foi encontrado morto

Imagens obtidas pela imprensa paulista mostram o estado que estava o apartamento do cantor Chorão, do  Charlie Brown Jr, , encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6). Nas fotos é possível ver que o imóvel estava bastante danificado, além de uma grande quantidade de embalagens de bebidas alcoólicas encontradas. Ao deixar o apartamento de Chorão, o delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que o imóvel estava muito danificado, num "processo de deterioração". Itagiba acredita que os danos tenham sido feitos pelo próprio cantor, já que o corpo foi encontrado com um dedo machucado e havia marcas de sangue no local. “Não tem nada que estivesse no lugar. Ele estava machucado no dedo, arrancou parte de uma unha, o que pode explicar as marcas de sangue na parede”, disse o delegado. O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse nesta quarta-feira (6), que não acredita que o vocalis

Operação da PF em Itaituba procura por foragido suspeito de fazer escolta de garimpeiros

  Deflagrada na manhã de ontem (21) , no município de Itaituba, no sudoeste do Pará, a operação ‘Divitia’, da Polícia Federal, continua atrás de um homem suspeito de fazer escolta de máquinas e garimpeiros para dentro de uma área da terra indígena Munduruku. O suspeito tem contra si, um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça Federal de Itaituba. Veículos de luxo foram apreendidos pela PF durante a operação realizada na quarta-feira. Foto: Divulgação/PF As investigações da PF apontam para a possível utilização de helicópteros com homens fortemente armados dentro deles para garantir a entrada de máquinas pesadas e pessoas para uma região conhecida como Igarapé Baunilha, no interior de Terra Indígena, no município de Jacareacanga, para a instalação ou ampliação de garimpos ilegais. Na ação realizada na quarta-feira (21), foram apreendidos dois carros de luxo, uma BMW Z4 e um Chevrolet Camaro SS, além de documentos e um aparelho celular , encaminhados para o Posto da P

Apartamento de Chorão estava revirado e com manchas de sangue

A polícia encontrou o apartamento do cantor Alexandre Magno Abrão, 42, conhecido como Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., todo revirado e com manchas de sangue. As autoridades, porém, dizem acreditar que o cantor não tenha sido assassinado. Delegado diz que morte de Chorão 'aparentemente não foi homicídio' Chorão, do Charlie Brown Jr., é encontrado morto em SP Charlie Brown Jr. faria show em São Paulo no dia 6 de abril De acordo com o delegado Itagiba Franco, do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), o cantor estava com a mão machucada e as marcas de sangue no apartamento provavelmente eram desse ferimento. O apartamento, uma cobertura na rua Morás, em Pinheiros (zona oeste de SP), estava mal conservado havia algum tempo e tinha os móveis revirados e alguns objetos quebrados. De acordo com testemunhas, Chorão chegou ao apartamento na última segunda-feira (4) e não saiu mais do local. A polícia acredita que a morte tenha ocorrido de segunda para