Últimas Notícias

Assassino da subtenente Silvia é condenado a 30 anos de prisão em regime fechado




Sebastião de Sousa Barbosa Neto, assassino confesso da subtenente da Polícia Militar, Silvia Margarida Campos de Sousa, à época com 44 anos, morta com um tiro na cabeça no dia 14 de dezembro de 2015, em Santarém, no Oeste do Pará, foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado. A sentença foi dada pelo juiz substituto Flávio Oliveira Lauande, da 2ª Vara Criminal de Santarém, na última quinta-feira (27).

Em sua decisão, o magistrado destacou a covardia de Neto no momento em que abordou a policial e efetuou o disparo contra sua cabeça “impossibilitando qualquer forma de defesa”, diz a sentença do juiz. 


Além disso, Flávio Oliveira Lauande considerou os inúmeros processos criminais contra o réu, inclusive processos já julgados pela Justiça. “A personalidade do réu é violenta e voltada para o crime, o que demonstra ainda mais perversidade e periculosidade”, afirmou o juiz ao proferir a condenação do réu, que encontra-se recolhido no PEN1, em Belém. 

A Superintendência do Sistema Penal do Pará (Susipe) decidirá onde Sebastião Neto cumprirá a pena.

Postar um comentário

0 Comentários