Últimas Notícias

Médico Álvaro Cardoso é condenado a mais de 22 anos de prisão



O médico Álvaro Cardoso Magalhães, preso no dia 3 de julho deste ano, durante a operação ‘Anjo da Guarda’, em Santarém, no oeste do Pará, que investiga caso de pedofilia, foi condenado a 22 nos de prisão em regime fechado. A sentença foi proferida hoje pelo juiz Alexandre Rizzi, da 1ª Vara Criminal. Além do médico, as duas mulheres Odete Friss Ebertz e Darliane Silva dos Santos, envolvidas no caso também foram condenadas a 14 anos de prisão, cada uma.

Postar um comentário

0 Comentários