Últimas Notícias

Um aniversariante, muitos presenteados



"Eu pensei que tinha ido fotografar um evento e ajudar pessoas. Saí de lá com o coração cheio de amor, certa que nós não melhoramos o natal daquelas crianças. Foram elas que melhoraram o nosso"

Por: Thais Rocha*

Há alguns dias, recebi um convite inusitado. Um dos meus amigos queria comemorar o aniversário de um jeito diferente. Em vez de juntar seus amigos para ganhar presentes, o motivo da reunião era dar presentes para crianças de alguma comunidade carente de Santarém.

A comunidade escolhida foi o bairro Vigia, onde cerca de 180 crianças aguardavam os ajudantes do Papai Noel no barracão comunitário. No sábado (23) pela manhã, ao chegarmos, de longe podíamos ver o brilho nos olhos de cada criança que esperava por um abraço e um presente.

Fomos recebidos por dois comunitários, seu Sebastião e dona Júlia. Eles nos abraçaram e nos beijaram, assim como as crianças. O aniversariante, Luiz, falou da importância daquela ação para ele. Pudemos ver seus olhos marejados. Ajudar alguém, dois dias depois do próprio aniversário (21), não é pouca coisa, e atitudes boas assim merecem ser levadas em consideração.

Carla, Marcilene, Nara, Arthur, Darlisson, Emanuelle, Janice, Iverson, Kaê e Luiz Henrique fizeram brincadeiras com as crianças. Elas dançaram, cantaram, brincaram, comeram bolo e pipoca e tomaram suco. Eu até me arrisquei a dançar carimbó com uma criança que estava envergonhada, para encorajá-la a participar e ganhar um brinde.

Enfim chegou o momento mais esperado: a distribuição dos presentes. O alvoroço tomou conta de todos que estavam no local. A alegria era percebida de longe. As crianças recebiam o presente e logo começavam a brincar. Agradeciam a abraçavam cada um dos voluntários. E iam embora mais felizes do que tinham chegado.

Enquanto desarrumávamos tudo, um menino de 5 anos chamado Cauê sentou ao meu lado. Ele me mostrou um caminhão vermelho e verde que ganhou de presente. Perguntei se ele gostou. Ele apenas sorriu e me abraçou.

Eu pensei que tinha ido fotografar um evento e ajudar pessoas. Saí de lá com o coração cheio de amor, certa que nós não melhoramos o natal daquelas crianças. Foram elas que melhoraram o nosso.

*A autora é professora de Inglês e estudante do curso de Jornalismo do Iespes

Postar um comentário

0 Comentários