Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2018

Imazon: Desmatamento da Amazônia aumentou 84% em setembro de 2018

O desmatamento da Amazônia alcançou 444 quilômetros quadrados segundo dados divulgados ontem (29) pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Um aumento de 84% se comparado ao mesmo mês do ano anterior, quando o desmatamento foi de 241 km2. Em 2018 o Amazonas conseguiu superar outros estados, sendo responsável por 24% do desmatamento da floresta, seguido pelo Mato Grosso (23%), Rondônia (20%), Pará (19%), Acre (11%), Roraima (2%) e Amapá (1%). A grande maioria (58%) ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. Assentamentos de Reforma Agrária foram responsáveis por 24%, Unidades de conservação, 14% e os territórios indígenas por 4%. Degradação ambiental Os boletins divulgados pela organização diferencia desmatamento, quando acontece a supressão da cobertura florestal, de degradação florestal, estágios anteriores de danificação florestal, como queimadas ou extração predatória, por exemplo. Em setembro de 2018 foram 138 km2 de degradação florestal, u

Começa hoje prazo para renovar contratos do Fies

Começa hoje (29) o processo de renovação de contratos do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Aproximadamente 50 mil estudantes assinaram contratos do Novo Fies no primeiro semestre de 2018 e devem realizar o aditamento. A renovação dos contratos deve ser feita na página . Segundo a Caixa Econômica Federal, caso haja necessidade de alterações no contrato, como a troca de fiador, o estudante deve comparecer a uma agência da Caixa com o novo fiador e apresentar os novos documentos comprobatórios. O processo de renovação é voltado apenas para os contratos firmados este ano no âmbito do Novo Fies. Para esses contratos, o aditamento, que era feito pelo sistema do Ministério da Educação (MEC), passa a ser executado pela Caixa, o novo agente operador do Fies. Como é O Fies concede financiamento em instituições privadas de ensino superior. O novo Fies, lançado no ano passado, tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos

Prazo para justificar ausência no segundo turno vai até 27 de dezembro

Os eleitores que não compareceram ao local de votação neste domingo (28) e não justificaram a ausência no segundo turno ainda podem regularizar a situação eleitoral até dezembro. Os ausentes do primeiro turno, realizado em 7 de outubro, tem até de de dezembro para justificar por que não compareceram à votação. Para os que se ausentaram no segundo turno, o prazo vai até 27 de dezembro. A justificativa pode ser feita mediante o preenchimento de um requerimento  disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviado por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito. Além do formulário, o eleitor deve entregar documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento na votação. Pela internet, o eleitor pode justificar a ausência usando o Sistema Justifica nas páginas do TSE ou dos tribunais regionais. No formulário online, o eleitor deve informar seus dados pessoais, declarar o motivo da ausênc

Bolsonaro eleito presidente do Brasil

Jair Bolsonaro é o novo presidente do Brasil. O candidato do PSL foi ser eleito neste domingo (28) com aproximadamente 55,50% dos votos. Às 19h20 aproximadamente 94% das 454.490 seções foram apuradas, e, matematicamente, Bolsonaro já não pode ser ultrapassado pelo candidato adversário, Fernando Haddad (PT), que ficou em segundo lugar, com aproximadamente 44,46% dos votos. Jair Messias Bolsonaro nasceu em Campinas (SP) no dia 21 de março de 1955, filho de Perci Geraldo Bolsonaro e de Olinda Bonturi Bolsonaro. Cursou a Escola Preparatória de Cadetes do Exército e, em seguida a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), formando-se em 1977. Bolsonaro é militar de reserva: ele serviu ao Exército brasileiro, de 1971 a 1988, e chegou a se tornar capitão entre os anos de 1979 a 1981. Jair atua como deputado federal desde 1991 e estava no sétimo mandato, eleito pelo Partido Progressista (PP). No primeiro turno das eleições deste ano, Jair Bolsonaro teve 49.276.990, um total de 46,03% do

Pará tem novo governador: Helder Barbalho

Helder Barbalho (MDB) é o novo governador do Estado do Pará. Com  1.922.718 votos, correspondentes a 55,22% dos votos válidos, ele venceu a disputa com Márcio Miranda (DEM), que obteve  1.559.075 votos, que equivale a 44,78% dos votos válidos. Antes das 19 horas, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA) anunciou oficialmente a vitória de Helder.  Helder Zahluth Barbalho, de 39 anos, falou sobre a mudança que fará como governador. “Queremos virar essa página e fazer um governo presente, com disposição, vontade e coragem de liderar as transformações que nosso Pará tanto precisa”, disse. Uma das principais reclamações da população paraense é sobre a insegurança que assombra o Estado. Com isso, Helder destacou suas propostas para resolver esse problema. “Temos, acima de tudo, que fortalecer as polícias civil, militar e municipal, ampliando seus efetivos, pagando salários condizentes e dando condições para que garantam a segurança do cidadão. Como a situação aqui fugiu do control

Extrativistas movimentam economia em áreas protegidas no Rio Xingu

O dia começa cedo para a comunidade do Rio Novo, na Reserva Extrativista (Resex) do Rio Iriri, na região sudoeste do Pará. Às 5h, Marlon Rodrigues coloca no fogo a primeira panela com castanhas in natura. Esse é o início do processo de beneficiamento da castanha-do-pará realizada na miniusina de processamento de produtos extrativistas instalada na comunidade, que alcançou este ano recorde de produção. No ano passado, foram produzidos na miniusina 1661 quilos (kg) de castanha beneficiada. Este ano a produção deve fechar em torno de 4000 kg de castanha e o valor a ser comercializado é de R$ 40 por quilo. Depois que sai da panela, a castanha é distribuída entre os dez trabalhadores e passa por uma máquina para quebrar a casca, que depois é retirada uma a uma com auxílio de uma faca. As castanhas são então selecionadas e embaladas e estão prontas para a venda. A quebra da castanha começa por volta das 7h e segue em ritmo frenético. O som das castanhas quebrando e da conversa entre os tra