Últimas Notícias

Alcoa realiza ação de voluntariado em comemoração ao Mês da Mulher em comunidade de Juruti Velho


“Aprendi sobre as doenças no colo do útero, das mamas, os cuidados que tenho que ter com minha saúde. Muitas vezes deixei de perguntar no consultório médico e fui procurar respostas com outras mulheres. Foi muito importante essa conversa porque existiam várias dúvidas e as voluntárias da Alcoa fizeram as explicações de forma muito simples e fácil de entender. Não ficamos com vergonha de perguntar”, disse Maria Jocilda, moradora da comunidade Monte Moriá.

Ela é uma das 42 mulheres beneficiadas em ação voluntária promovida pela Alcoa, empresa que mantém empreendimento de mineração de bauxita no município de Juruti, oeste do Pará. A comunidade de Monte Moriá está situada em Juruti Velho, área rural próxima a mineração e a palestra sobre a saúde da mulher foi conduzida por voluntárias do Serviço Médico da Alcoa Juruti. A iniciativa integra as ações comemorativas do Mês da Mulher e foi promovida pela Rede de Mulheres Alcoa (AWN, sigla em Inglês).

“Sabemos que o câncer de colo uterino é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Repassar esses conhecimentos já impulsiona as comunitárias a realizar o exame mais rapidamente. Assim se faz educação em saúde, importantíssima na luta contra as doenças”, declarou a médica Evely Silva, da Saúde Ocupacional da Alcoa Juruti, que liderou a conversa com as mulheres da comunidade.

“As ações voluntárias nas comunidades têm uma importância especial para a Alcoa. São gratificantes pelo poder de transformação que geramos junto aos moradores. Quando se fala de saúde preventiva, a relevância é ainda maior, porque estamos falando de qualidade de vida, do cuidado com as pessoas, que é um Valor para a empresa”, declarou Rogério Ribas, gerente de Relações Institucionais da Alcoa Juruti.

A comunidade Monte Moriá é formada por 31 famílias, sendo que sete delas fazem parte do Programa de Incentivo à Agricultura Familiar desenvolvido desde 2009 pela Alcoa como parte dos Planos de Controle Ambiental (PCAs) relatados periodicamente ao órgão licenciador. Muitas das mulheres beneficiadas nesta ação comunitária são produtoras e lideranças que integram o PCA, que conta com a assistência técnica do Instituto Vitória Régia.

A ação contou com um grupo de quinze voluntários, entre eles as líderes globais de integridade da Alcoa: Elizabeth Moretti, diretora de Anti-corrupção, Investigações e Mitigação de Riscos, e Amy O’Donoghue, diretora de Ética e Conformidade, Treinamento e Comunicação.

Durante a ação com a comunidade, as líderes globais aprenderam um pouco do Português e sobre as lendas amazônicas, interagindo com as crianças da escola comunitária, e ensinaram o alfabeto e os numerais de 1 a 10 em Inglês.

Para o coordenador da Comunidade Monte Moriá, Raimundo Feitosa, a ação de voluntariado da Alcoa vai ficar na história da comunidade, pois foi um alerta para que as mulheres fiquem atentas à prevenção de doenças. “É um privilégio muito grande ter a família Alcoa na nossa comunidade”, destacou. A ocasião também lembrou a campanha Março Lilás que tem como slogan “não deixe a vida terminar por onde começa".

Fonte: Comunicação | Alcoa Juruti

Postar um comentário

0 Comentários