Últimas Notícias

130 mil pessoas beneficiadas com nova subestação de Monte Dourado


Nesta quinta-feira (23), às 10h, a Celpa vai entregar oficialmente a nova subestação do distrito de Monte Dourado, na região do Baixo Amazonas, distante 73 km da sede do município de Almeirim, ao qual pertence. A obra tem capacidade para beneficiar mais de 43 mil famílias e representa um marco histórico para a região que já está sendo atendida com energia elétrica do sistemanacional e, assim, desativou a usina a diesel que atendia a cidade. O evento de inauguração ocorrerá onde fica situada a subestação, na PA 473, Estrada de Ferro Jari.

Além de Monte Dourado, a subestação está levando energia de qualidade a Almerim e às Vilas Planalto, Munguba e São Miguel. A concessionária investiu cerca de R$ 20 milhões na nova estrutura, que fica localizada na PA-473.

A capacidade operacional do empreendimento será responsável por atender a uma população equivalente a cerca de 130 mil habitantes, através de sistema formado por três transformadores e três novos alimentadores de energia.

O diretor de Operações Técnicas da Celpa, Sérgio Valinho, explica a importância dessa obra para a região. “É sem dúvida um momento histórico, pois estamos conectando essa região ao Sistema Interligado Nacional. Com isso, Almerim, Monte Dourado e as localidades do entorno passarão a receber energia com maior confiabilidade. Nós esperamos contribuir, assim, contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento socioeconômico das famílias Baixo Amazonas”, avalia o diretor.

FIM DA EMISSÃO DE GÁS CARBÔNICO - A finalização da obra vai permitir que mais de quatro mil litros de óleo diesel deixem de ser utilizados por ano, diminuindo os danos pelos riscos ambientais associados ao manuseio e queima desse combustível, o que equivale a cerca de 11 mil toneladas de gáscarbônico (CO2), que deixarão de ser emitidos para a atmosfera por ano.

A subestação vai atender adequadamente ao crescimento do mercado de energia elétrica local (novos clientes, novosempreendimentos e aumento da carga dos clientes existentes) da região, passando a fonte de suprimento para o Sistema Interligado Nacional (SIN), garantindo infraestrutura adequada de energia elétrica para o desenvolvimento desta parte da região do Baixo Amazonas, conhecida como Calha Norte.

O PAPEL DAS SUBESTAÇÕES – No setor elétrico brasileiro existem as geradoras e as transmissoras, que é por onde a energia, vinda de diversos cantos do Brasil, passa antes de chegar às distribuidoras. Ou seja, a eletricidade percorre um sistema de transmissão que começa nas usinas até chegar nas subestações. No caso do Pará, a distribuidora é a Celpa e as subestações da concessionária são responsáveis pelo início da distribuição da energia. Elas funcionam como pontos de entrega de energia para os consumidores. Quando essa energia chega nas subestações é feito o aumento ou diminuição de tensão para adequá-la ao consumo dos clientes.

Fonte: Divulgação I Celpa

Postar um comentário

0 Comentários