Últimas Notícias

Da Válvula ao HD, TV Tapajós completa 40 anos de historia e conquistas


No dia 26 de maio de 1979, um caminhão com alto-falantes anunciava pelas ruas do centro de Santarém a grande novidade, a chegada da televisão.

Nesse mesmo dia desembarcaram na cidade o ministro das comunicações do Brasil, Haroldo Corrêa de Matos e o governador do estado do Pará, Alacid da Silva Nunes, duas importantes autoridades da época, que vieram para a solenidade de inauguração da primeira emissora de televisão no interior da Amazônia. A concessão para a instalação da emissora foi assinada pelo então Presidente da República Ernesto Geisel.

O dia 26 de maio de 1979, um sábado entrou para história de Santarém, a chegada da televisão mudou profundamente o cotidiano dos santarenos. Nascia então, a ZYD-223, TV Tapajós canal 4 afiliada Rede Globo.
Discurso do Ministro das Comunicações Haroldo Corrêa de Matos na inauguração da emissora

A inauguração iniciou às 5 horas da tarde com uma missa celebrada pelo bispo dom Tiago Ryan, transmitida ao vivo pela emissora. Iniciava naquele momento, oficialmente, as transmissões e a jornada da TV Tapajós. O começo foi marcado por muitos desafios e transformações, desde a montagem estrutural, até a formação e treinamento dos profissionais. Os equipamentos para montar a emissora eram caros e não existiam no Brasil, eram importados da Alemanha e Estados Unidos. Os profissionais para montagem e operação da emissora vieram do Rio de Janeiro e São Paulo, porque não havia mão de obra local. Trazer televisão para uma região onde o comércio não era forte, era mais que um desafio, era uma aposta. Até porque televisão era novidade, e poucas pessoas possuíam um televisor em casa. Tudo teve que ser construído, até o hábito das pessoas assistirem televisão teve que ser trabalhado.

Nestas quatro décadas a emissora passou por várias fases e modificações:

1ª Fase – Implantação (1979 a 1989) – Marcada pela ousadia e pioneirismo dos empresários Joaquim da Costa Pereira e Paulo Campos Corrêa, que transformaram o sonho em realidade.



Lançamento da pedra fundamental e construção



Ato de assinatura do contrato com a Rede Globo

2ª Fase – Reconstrução e Consolidação (1989 a 1995) -Marcada pela saída do sócio Paulo Campos Correa, o diretor Joaquim da Costa Pereira enfrenta o desafio de levar adiante o sonho de fazer televisão com qualidade em uma região tão distante do centro sul do país. Reestrutura a empresa, e consolida-a como líder no mercado regional de comunicação.



Prédio em 1979



Prédio atualmente

3ª Fase – Modernização (1995 até hoje) – Marcada pela mudança na direção executiva. Ciente das mudanças econômicas que aregião experimentava, e a importância da televisão nesse contexto, o empresário Joaquim da Costa Pereira, com o espírito empreendedor, apostou no futuro, e em 1995, passa o comando da emissora para a filha Vânia Pereira Maia, que recebeu a missão de tocar em frente os negócios e o projeto do pai.Joaquim Pereira e Vânia Maia

A missão foi cumprida e Vânia Maia ampliou e modernizou o prédio sede da emissora, digitalizou a operação da Rádio 94 FM, expandiu o sinal da emissora, levando as imagens da Rede Globo para 13 municípios da região, ampliou o jornalismo, criou vários projetos sociais para atender a comunidade, criou a sala da memória Dona Vera Pereira, para abrigar parte da história da emissora, implantou o portal de noticias G1, e agregando os três veículos, Vânia Maia formou o Sistema Tapajós de Comunicação, compostos pela TV Tapajós, Rádio 94 FM e Portal de noticias G1 Santarém e Região.

Em 2005, Vânia Maia ganha o reforço de sua irmã Vera Pereira, que chega para assumir a direção administrativa da empresa e juntas implantam o canal 22, digital, em alta definição, outro momento histórico para a região. O canal 22 HD, foi inaugurado no dia 06 de fevereiro de 2014, e contou com a participação de diretores da Rede Globo e autoridades públicas de Santarém e do estado do Pará.



Inauguração do canal 22 HD

Nessas quatro décadas de história, a TV Tapajós cresceu, sempre atenta às mudanças eaos avanços tecnológicos. A emissora vem acompanhando o crescimento e ajudando no desenvolvimento da região Oeste do Pará. Foi através de inúmeras reportagens produzidas pela emissora e exibidas em programas jornalísticos e esportivos da Rede Globo, que o mundo conheceu todo o potencial turístico e atrativo da região. A cidade ganhou visibilidade, atraiu investidores do agronegócio, o turismo aqueceu e Santarém se transformou em um polo universitário.

A TV Tapajós tornou-se um veículo forte por meio da missão de servir a comunidade, através do seu telejornalismo regional, dinâmico e pluralista, e por uma intensa comunicação mercadológicano meio publicitário. A emissora é líder de audiência em toda a programação, a afiliada Globo está presente nos lares de quase hum milhão de telespectadores em 13 municípios da região Oeste da Pará.

Projetos sociais – Projeto Viva a Vida


As diretoras Vera Pereira e Vânia Maia, pensando no bem estar dos santarenos e cientes da responsabilidade social dos veículos de comunicação de massa, desenvolveram várias ações em diversas áreas, e incluíram no calendário de eventos da emissora, projetos na área da cultura, meio ambiente, esportes e prevenção, com destaque para o Viva a Vida, projeto que leva informação, serviços sociais, cidadania, saúde, entretenimento, lazer e prevenção ao uso de drogas, tendo como público alvo as famílias santarenas, como forma de promover a valorização da vida. O projeto já existe há 16 anos e beneficiou diretamente quase duzentas mil pessoas. Só no ano passado, o projeto atendeu diretamente cerca de 18 mil pessoas, nas mais diversas áreas. E em 2019, a TV Tapajós, juntamente com seus parceiros sociais e comerciais pretende beneficiar um número bem maior de pessoas.

A diretora executiva Vânia Pereira Maia, fala dos desafios e da missão que recebeu de seu pai, de fazer comunicação no interior da Amazônia.“Quando decidi abdicar dos meus sonhos, em favor do sonho do meu pai, foi porque entendi que o sonho dele era mais forte e mais importante do que o meu…”, confidencia Vânia Maia, com os olhos marejados, lembrando que aquele sonho, sonhado há 40 anos por seu pai, é o mesmo que a impulsiona, todos os dias, a continuar levando adiante esta empresa.

A diretora administrativa, Vera Pereira, diz que o Sistema Tapajós de Comunicação tem uma definição muito clara, que é contribuir para formação crítica das pessoas no exercício da cidadania, e o desafio do Sistema aos quarenta anos, é fazer isso cada vez melhor.

E lá se vão quarenta anos de sucesso e desafios superados, graças à visão empreendedora de Joaquim da Costa Pereira, que percebeu a hora certa de sonhar, ousar e revolucionar.

E que assim seja por mais 40 anos!

Fonte: Ascom/STC

Postar um comentário

0 Comentários