Últimas Notícias

Juruti é a Primeira Cidade do Estado a Aderir ao Programa “Cidade Empreendedora”


A região Oeste do estado paraense é rica em recursos naturais, mas vive grandes dilemas sociais. Com foco em diminuir as distancias estruturais e estratégicas beneficiando a “ponta” mais carente dos negócios, gerando um ambiente bom para os pequenos empreendedores o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas -Sebrae, lançou ontem (13) na Casa do Empreendedor de Juruti, em Coletiva de Imprensa e jantar, o Programa “Cidade Empreendedora”. Parceria com a prefeitura local.

O Programa será executado em 12 meses, com duas mil horas de consultoria do Sebrae, vinda de técnicos, e serão levantadas 32 soluções aos desafios locais, tanto na gestão pública, quanto no empreender.

Destacando alguns eixos centrais do programa:

· Atores do Desenvolvimento – Capacitar o Poder Público, através de consultoria e treinamentos;

· Desburocratização – Facilitar a vida de quem quer empreender, simplificando o processo e uso da internet para agilizar abertura de negócios.

· Casa do Empreendedor – Local de referência, onde dará o suporte a quem quer empreender;

· Compras Governamentais – Consultoria para prefeitura, capacitando a equipe de compras;

· Empreendedorismo para o Ensino Fundamental (JEPP) – Educação empreendedora, inspirando os jovens através de boas práticas, Crescendo e Empreendendo – Os demais anos escolares, desenvolvendo o empreendedorismo para projetos sociais;

· Municípios em Números – levantamento de dados (pesquisas de organizações, levantamento de dados em pesquisas locais) para mapear o território e dar base na tomada de decisões;

· Planejamento Estratégico da prefeitura e Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico.

Segundo Bruno Bilby – Coordenador do Programa no Sebrae, Juruti tem a chance de ter um ambiente ideal para empreender em todos os setores “O Sebrae tem o sonho de fazer do empreender uma realidade, de forma fácil sem burocracia”. Sobre o Plano Estratégico, disse “Por fim deixar esse Norte, o caminho que Juruti deve seguir”.

Juruti é a primeira cidade no Estado a aderir ao programa, onde dez municípios inicialmente irão também aderir. Três deles estão na região oeste do estado (Almeirim, Juruti e Óbidos).

Segundo Vibarto Hidaka, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Juruti (ACEJ) “Juruti sai na frente, porque irá se fortalecer para localmente trabalhar melhor. Mais empresas, conseguimos empregar mais, e gerar mais renda. O Setor empresarial percebe esse projeto como ponto importante para o desenvolvimento da economia local”. Hidaka ainda afirmou “Hoje já temos mão de obra qualificada, onde o Sebrae, Senai, contribuiu diretamente para isso”.

Sobre o programa o prefeito de Juruti Henrique Costa afirmou “Chamamos o Programa de estruturante, porque irá se pautar na uma “Viga Mestra” do município. Iniciativa que trará resultado na criação de emprego renda em Juruti. Assim Juruti segue no sentido inverso da realidade do país, buscando alternativas para alavancar os pequenos negócios”. Henrique pontou a importância da cidade ser a primeira no estado a assinar essa parceria com o Sebrae “Essa iniciativa do Sebrae irá integrar a gestão Pública dos pequenos negócios em um ambiente de oportunidade para estimular a economia local e desenvolver o nosso município” afirmou.

Fonte: Divulgação I Ijus

Postar um comentário

0 Comentários