Últimas Notícias

Susipe decide transferir presos de Redenção para Marabá


Mais de 30 presos foram transferidos na madrugada deste domingo (19) do Centro Regional de Recuperação de Redenção (CRRR) para as unidades prisionais de Marabá. São 29 presos custodiados por crimes sexuais, um por feminicídio, além de mais dois em situação excepcional, que serão recambiados para Goiás. A transferência ocorreu por meio de decisão judicial definida no último sábado (18) fruto de tratativas entre a secretaria e o Fórum da Comarca de Redenção, junto ao juiz Francisco Kumamoto e tratativas do Ministério Público representado pelo promotor Leonardo Caldas.

De acordo com Fernanda Sousa, diretora de Execução Criminal da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), as tratativas foram iniciadas após o evento crítico ocorrido na unidade no último dia 12 de maio, que resultou na morte de três internos durante uma briga de facções. "Saímos com uma decisão judicial autorizando a transferência provisória para que esses internos permaneçam no CRM ou em outra unidade em caráter excepcional até a conclusão das obras em Redenção. O juiz de Redenção se comunicou verbalmente com o juiz de Marabá, informando sobre a decisão de transferência e na próxima segunda-feira (19) será feito um comunicado oficial à comarca de Marabá informando o porque da transferência desses presos", explica.

A transferência foi realizada em comboio com diretores da Susipe e agentes prisionais, finalizada no início da tarde do mesmo dia. Segundo o diretor da Cadeia de Jovens e Adultos, Ringo Alex, representando a Diretoria de Administração Penitenciária (DAP) da Susipe, a transferência é importante para garantir a integridade física dos internos que estão sendo transferidos e que estavam dentro do cárcere com presos convencionais em Redenção.

"Depois do que aconteceu no Dia das Mães, medidas precisaram ser tomadas. Essa transferência vai distensionar o cárcere, haja vista que os internos envolvidos no episódio do último domingo estavam fazendo graves ameaças contra a integridade física desses internos que cometeram crimes de natureza sexual. A Susipe está tomando providências junto ao poder judiciário local para efetivar a transferência de forma provisória até que seja adequado novas instalações na unidade prisional de Redenção", explica.

Resultados positivos - O Tenente coronel Ricardo Batistada avaliou o resultado da transferência como positivo. "A transferência encerra uma das últimas fases da chegada dos diretores ao CRRR, quando, durante aproximadamente uma semana, foram realizadas várias atividades técnicas e de revista estrutural, além do traslado, para garantir a integridade física dos internos dentro da unidade. O objetivo do sistema é, a partir dessa transferência para unidades que estão mais pacíficas, garantir a tríade do sistema: preservar a vida, aplicar a lei e restabelecer a ordem. Dessa forma, encerramos essa fase com um resultado positivo e buscando sempre otimizar e melhorar a qualidade do trabalho para os servidores e a tranquilidade dentro da unidade", garante o diretor.

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), por meio de uma equipe composta por diretores do órgão, realizou uma série de atividades na casa penal. Dentre as diretorias que participaram da vistoria estão: Diretoria de Administração Penitenciária (DAP), Diretoria de Assistência Biopsicossocial (DAB), Diretoria de Logística, Patrimônio e Infraestrutura (DLPI), Diretoria de Reinserção Social (DRS), Diretoria de Execução Criminal (DEC) e Assessoria de Comunicação Social (ACS).

Fonte: Agência Pará

Postar um comentário

0 Comentários