Últimas Notícias

MRN integra ações de meio ambiente e segurança do trabalho


A segurança das pessoas é indissociável da preservação do seu lugar de existência. Pautada nesse princípio, a Mineração Rio do Norte integrou a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho na Mineração (Sipatmin) à Semana de Meio Ambiente com o objetivo de sensibilizar os empregados para prevenção da segurança e saúde nas atividades laborais e preservação dos recursos naturais.

A Semana do Meio Ambiente & Sipatmin foi movimentada por palestras sobre Infecção Sexualmente Transmissíveis – IST/AIDS, blitz educativa de trânsito, concurso de paródias em que os empregados usaram da criatividade para levar através da música mensagens que expressam o valor da segurança para a MRN. Também houve apresentação de peças teatrais abordando os temas com muito humor e, ao mesmo tempo, provocando importantes reflexões sobre o relacionamento com as pessoas, o cuidado com o meio ambiente e a responsabilidade com as gerações futuras.

Para Antônio Moura, gerente de Segurança do Trabalho da MRN, a integração das duas iniciativas canaliza esforços para temas comuns e estimula a participação no desenvolvimento de ações alinhadas com o propósito da empresa de respeito ao meio ambiente e as pessoas. “Com este foco, foi desenvolvido o slogan ‘A Segurança dos Seres Vivos é uma questão de Atitude. Está em nossas Mãos’, que representa bem esta ideia de integração e chama atenção para uma reflexão frente aos nossos hábitos e suas consequências. Ao mesmo tempo atribui uma enorme responsabilidade sobre nosso papel nesse contexto”, destaca o gerente.

Marcelo Dultra, gerente de Controle Ambiental e Relações Comunitárias, ressalta que a MRN é a que uma das mais que mais investem na preservação do meio ambiente. “Temos, por exemplo, o programa de recuperação das áreas mineradas, que anualmente revegeta cerca de 400 hectares por ano. Produzimos cerca de 800 mil mudas de espécies vegetais nativas por ano, utilizando sementes adquiridas nas comunidades ribeirinhas do Lago Sapucuá. Com isso, geramos renda e, ainda, contribuímos para a preservação das espécies vegetais locais”, afirma.

MRN

Postar um comentário

0 Comentários