Últimas Notícias

Jovens de comunidades de Juruti Velho participam da segunda edição do “Juruti UP”


Projeto de incentivo ao empreendedorismo sustentável na Amazônia

Nos dias 23 e 24 de agosto, aconteceu a 2ª edição do projeto Juruti UP, no distrito de Juruti Velho. Nesta edição, o projeto levou mais 150 jovens a participarem da programação. O projeto tem a participação de diversas instituições, com execução do Centro de Empreendedorismo da Amazônia (CEAMA) e apoio financeiro da Fundação Alcoa e visa incentivar o empreendedorismo entre os jovens utilizando principalmente os recursos da floresta amazônica para que eles possam criar ideias de negócios que valorizem os recursos naturais e humanos da região e gerar impacto positivo na região.

A primeira edição da oficina “Despertar” aconteceu no mês maio e foi realizada com jovens da zona urbana de Juruti e nesta segunda edição, durante os dois dias os jovens de 21 comunidades do distrito de Juruti Velho se reuniram na Associação Desportiva Boca Junior e trabalharam com dinâmicas comportamentais, conscientização e como montar um negócio através da ferramenta estratégica Canvas.

O diretor executivo do CEAMA, Raphael Medeiros, destacou o cuidado que os jovens têm com o uso da terra, o respeito com o meio ambiente e a importância de ter esses jovens como protagonistas de um desenvolvimento sustentável para região. “Estávamos muito curiosos se haveria participação dos jovens e quando chegamos no primeiro dia e vimos o salão lotado com 150 pessoas e no dia seguinte as mesmas 150 pessoas voltando, pois gostaram do que viram, gostaram das oficinas e enxergaram esperança de um futuro melhor através do empreendedorismo, é muito gratificante”.

O evento também contou com a presença da presidente do Instituto Juruti Sustentável (IJUS), além de alguns diretores e funcionários da secretária executiva do instituto que é um dos apoiadores do projeto que tem os jovens como foco. A presidente do IJUS, Idaliana Albuquerque, enfatizou que é de extrema importância despertar nos jovens um olhar de empreendedorismo sustentável para que eles possam ajudar e empreender em seu meio, sua comunidade e em sua vila. “Muitos dos jovens que participam já tem seus negócios iniciados, mas outros ainda não tem esse olhar do empreendedorismos, então nós unimos as parcerias e estamos em busca de que esses jovens olhem de outra forma para o empreendedorismo, para que desperte neles algo que já existe, mas ainda falta o incentivo.” Idaliana também destacou a importância de trabalhar com os jovens do espaço urbano e rural.

O Jovem empreendedor, Edgar Antônio Rangel, 24 anos, falou sobre a importância de estar participando pela primeira vez de um evento como esse, “trabalho no segmento da beleza há quase 3 anos e fico muito honrado de participar de um evento aonde também tem mais jovens como eu que sonham em construir uma carreira e precisam de uma oportunidade para se tornar um empreendedor”. O jovem acredita que com essa chance muitos vão sair com a mente mais formada do que quer para o seu futuro, sair do comodismo e ir em buscar de algo melhor.

O Gerente de assuntos institucionais da Alcoa Juruti, Rogério Ribas, ressaltou a importância de investir na questão da biodiversidade na região “esse evento está mostrando para os jovens empreendedores de Juruti essa questão de olhar para a Amazônia e ver as oportunidades. O foco do Juruti UP é exatamente esse, trabalhar o empreendedorismo baseado na natureza e na biodiversidade”.

Em duas edições, o projeto já reuniu cerca de 300 jovens e tem previsão para que seja realizada mais uma ação ainda esse ano. A Fundação Alcoa, investe cerca de R$ 800 mil neste projeto e conta com apoio do Instituto Juruti Sustentável (IJUS), Prefeitura de Juruti por meio das secretarias de Educação, de Produção e de Cultura, Universidade da Amazônia (Unama), Casa do Empreendedor de Juruti, Escola Diamante, Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Emanuel Salgado Vieira.

Fonte: Divulgação I IJUS


Postar um comentário

0 Comentários