Últimas Notícias

Empreendedoras de Juruti recebem apoio de organizações nacionais


Empreendedoras com renda familiar inferior a um salário mínimo por pessoa terão a oportunidade de se qualificarem e fazer seus negócios ganharem um melhor desempenho. Nesta semana, uma equipe do Instituto Consulado da Mulher, uma ação social da marca Consul no Brasil, esteve em Juruti, no oeste do Pará, e realizou a primeira formação de multiplicadoras do projeto “Dona’s”. A proposta é apoiar e empoderar as mulheres empreendedoras.

Com 18 anos de atuação em todo o território nacional, o Consulado da Mulher já beneficiou mais de 35 mil pessoas. Em Juruti, o projeto será coordenado pelo Instituto Juruti Sustentável (IJUS). Serão 60 mulheres inscritas, que passarão por processo seletivo para formar a turma que integrará o projeto.

O projeto aplica metodologia consolidada nacionalmente e premiada internacionalmente desde 2010. Este projeto foi apoiado pelo Programa de Apoio a Projetos Locais 2019 do Instituto Alcoa e será realizado em conjunto com o IJUS.

Agora, pela primeira vez o IJUS firma parceria com o Instituto Consulado da Mulher e inicia os trabalhos conjuntos com grande entusiasmo. “A parceria com o Consulado da Mulher vem consolidar as cadeias produtivas locais, fomentando o empreendedorismo. As mulheres poderão desenvolver suas atividades com qualidade e aumentar sua renda”, afirmou Gilza Amaral, Diretora Social do lIJUS. “Isso é permitir que a mulher seja protagonista, dona da sua própria história. Isso é desenvolvimento sustentável”, complementou.
Erica Zanotti, Gerente de Programas Socias do Consulado da Mulher, esteve em Juruti nesta semana coordenando a equipe formativa de multiplicadores e compartilhou sua visão sobre como pode contribuir com o empoderamento feminino. “Quero trabalhar com aquela mulher que ainda está bem no começo. Chamo de pequenas empreendedoras ou nano empreendedoras. Construímos a metodologia de uma forma democrática. Você pode ter ou não escolaridade, gostar ou não de aprender. É pra aprender na prática. É pra todas as pessoas!” destacou Erica.

Fases do projeto

1 – Inscrições: de 27 de fevereiro a 15 de março

2 - Seleção de Empreendedoras: Características empreendedoras, Mulher e Trabalho, CANVAS e Planejamento Estratégico

3- Assessoria: Plano de Ação. Conteúdos: Finanças, Marketing e Vendas, Pessoas, Gênero e Sustentabilidade.

4- Consultoria: Atendimento sob demanda.

Resultados concretos
Em 2018, este mesmo formato de projeto foi desenvolvido em São Luís - MA, onde também há atuação do Instituto Alcoa. Resultados em números:

70 pessoas participaram das capacitações em empreendedorismo e plano de negócios;

27 negócios passaram das bancas e seguiram sendo assessorados por outros 10 meses;

359 pessoas foram beneficiadas direta e indiretamente;

102% de aumento no faturamento das beneficiárias em 10 meses.

Monica Espadaro, gerente de projetos do Instituto Alcoa, pontuou a importância deste projeto entendendo a realidade local “Encontrar caminhos de incentivar o empreendedorismo para a população é uma atitude fundamental para o desenvolvimento sustentável de um território. De acordo com dados do IBGE, o município de Juruti tem muitos desafios relacionados à trabalho e renda da população: somente 10,5% da população ocupada e 48,5% da população possui rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo. Neste sentido, promover uma iniciativa de estímulo ao empreendedorismo e geração de renda é essencial para o município.” Afirmou Monica. Ela ainda destaca “Os desafios diante das desigualdades de renda no país ainda são latentes e, portanto, atuar nesta frente se apresenta como uma demanda real e concreta da sociedade brasileira, a fim de minimizar diversas outras desigualdades, em busca de mais qualidade de vida para a população, em especial para as mulheres”.

Conheça mais sobre o trabalho do Consulado da Mulher acesse: http://consuladodamulher.org.br/

Conheça também o Instituto Alcoa acesse: https://www.alcoa.com/brasil/pt/institute/about.asp

Fonte: Divulgação I IJUS

Postar um comentário

0 Comentários