Últimas Notícias

Projeto de produção de mel de Juruti apresenta resultados em seminário


O projeto, Colmeias da Amazônia, apresentou no último dia 02, resultados de 10 meses de atuação. Capacitando agricultores familiares de Juruti e fortalecendo a agricultura familiar através da produção do mel de abelhas com e sem ferrão.
No total 50 agricultores receberam a formação em um curso básico, e outro avançado em meliponicultura e apicultura, além de equipamentos para o manejo e produção das caixas para colmeias beneficiando 14 comunidades.

Projeto do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores e Agricultoras de Juruti, com apoio do Instituto Juruti Sustentável IJUS e parceria da Universidade Federal do Pará UFOPA, campus Juruti.

“Melhorou a qualidade de vida de nós produtores. Antes do projeto não produzíamos mel. Hoje temos produtores com 15 a 20 colmeias cada.” Afirma o produtor Nicolau Nascimento Silva, da Comunidade Araçá Branco, região do Salé.
Um projeto ecologicamente responsável, economicamente viável e socialmente justo. Inciativa que contribui para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável ligados a Consumo e Produção Responsáveis (Objetivo 12) e de proteção, recuperação e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres e gestão de forma sustentável as florestas (Objetivo 15).

No seminário os produtores receberam certificados de conclusão de curso e os Kit trabalho para continuar o projeto. A ideia que as ações continuem e atinjam todas as regiões do município.

“O mercado interno de Juruti consome toda a produção local. Precisamos fortalecer a cadeia do mel, pois a demanda é muito grande. Formamos 50 produtores de mel. Mel de qualidade é produzido aqui.” Afirma Raimundo Nunes, consultor técnico do projeto.

Mel de qualidade medicinal - Abelhas Com e Sem ferrão
Em Juruti está sendo produzido mel de abelhas com e sem ferrão. Mel de abelhas com ferrão, é um mel mais denso e com menos umidade, por ter uma quantidade maior de abelhas (Campeiras).

Já a abelha sem ferrão, produz um mel mais claro, contém uma taxa maior de humidade. Ele é tido como um mel medicinal, chega nesta qualidade por ter o néctar de uma variedade maior de flores e no seu processo produtivo tem uma quantidade muito menor de abelhas na produção.

“Os produtores estão comprometidos a fortalecer a produção da cadeia do mel. Eles tem com condições para dar continuidade no projeto, foram capacitados, e a universidade irá continuar dando esse apoio.” Afirmou Celeste Rossi, vice-diretora do campus e professora do Curso de Agronomia da UFOPA Juruti.

Fonte: Divulgação i IJUS


Postar um comentário

0 Comentários