Últimas Notícias

19 mortos até agora no naufrágio do navio Anna Karoline III


Subiu pra 18, o total de mortos no naufrágio do navio Anna Karoline III, ocorrido na madrugada do último dia 29, próximo ao município de Laranjal do Jari, no sul do estado do Amapá. As informações foram confirmadas pelo governo do Estado e pela Defesa Civil, com base nos dados da Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (SIMS) do Amapá, Marinha e Município de Almeirim (PA).

Do total de corpos encontrados até agora, oito foram transladados para a sede da Polícia Técnico-Científica (Politec), em Macapá (AP). Três já foram identificados. O translado continua por todo o dia de hoje (3). É esperada a divulgação de uma lista oficial com os nomes das vítimas.

Testemunhas afirmam que a embarcação estava com pelo menos 80 passageiros a bordo na hora do naufrágio. O comandante do navio afirma 60 passageiros aproximadamente. Os números informados pelo comandante, no entanto, destoam dos resultados dos resgastes que estão sendo feitos na localidade. Até o momento, 46 pessoas foram encontradas com vida; 18 foram achadas mortas e 12 ainda estão desaparecidas. Os números já ultrapassam os dados fornecidos pelo comandante do Anna Karoline III.

O barco de médio porte tinha capacidade para 242 passageiros. A embarcação, que fazia a linha Amapá-Santarém, tinha registro junto às autoridades marítimas e se deslocava para o município de Santarém, no oeste do Pará.

O naufrágio teria ocorrido por volta de 5h da madrugada de sábado, após uma forte tempestade. O barco possuía janelas de vidro que estavam fechadas no momento do acidente. Por conta disso, muitos passageiros ficaram presos dentro da embarcação na hora do naufrágio.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) informou que a força-tarefa que dá apoio às ações de resgate do naufrágio, continuam. A atuação integrada teve início com o trabalho de agentes do Grupamento Fluvial (GFlu), Grupamento Aéreo (Graesp), Delegacia Fluvial, Companhia Fluvial e Grupamento Marítimo fluvial do Pará, bem como a colaboração de Policiais Militares do município de Afuá e Bombeiros Militares de Santarém, totalizando aproximadamente 35 pessoas. A equipe trabalha ouvindo as vítimas, em apoio a mergulhadores e à comunidade, bem como nas buscas e investigações. Todo o trabalho é realizado em conjunto com a Marinha do Brasil e Corpo de Bombeiros Militar de Macapá.

Postar um comentário

0 Comentários