Pular para o conteúdo principal

Com apoio da MRN, Marinha Mercante inaugura Sala de Aula Padrão


O projeto Sala de Aula Padrão, desenvolvido pela Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém (PA), inaugurou nesta quinta-feira (03/12) um espaço revitalizado com a parceria da Mineração Rio do Norte (MRN), que tem como propósito apoiar a infraestrutura da qualificada formação de oficiais desta organização naval.

O projeto, que viabiliza a reforma de salas de aulas na EFOMM, conta sempre com a parceria de empresas da área de navegação ou que mantém relacionamento com o segmento de transporte aquaviário, como é o caso da MRN, maior produtora de bauxita do Brasil, que contrata empresas navais para o transporte deste minério no distrito de Porto Trombetas, município de Oriximiná, no oeste paraense. 

“Apresentamos este projeto para a MRN, quando representantes da empresa ministraram um workshop técnico sobre o transporte de bauxita, ano passado, na EFOMM. Foi assim que surgiu a parceria e, por meio dela, estamos oferecendo aos alunos um melhor ambiente de ensino”, relatou o Comandante Antonio Rodrigues Neto, do CIABA. 

Com recursos doados pela empresa, o CIABA reformou e equipou o ambiente, que foi nomeado como Sala MRN. O piso foi renovado com porcelanato, parte da parede foi revestida com cerâmica e foram adquiridos um ar-condicionado de 30 mil BTUs, um projetor interativo, um televisor smart de 55 polegadas, um quadro de vidro, cadeiras escolares ergométricas, notebook, mesa e cadeira para o instrutor e foram instaladas uma porta de vidro e persianas. 

“Contribuir com a formação destes jovens na área naval, por meio do Projeto Sala de Aula Padrão, é uma grande satisfação para a MRN, pois incentivamos as turmas a conhecerem mais sobre a empresa, especialmente sobre os processos de embarcação e transporte de bauxita na Amazônia”, comentou Guido Germani, diretor-presidente da MRN.

A Sala MRN foi inaugurada nesta quinta-feira durante a cerimônia de formação e premiação da turma de 2018 da EFOMM, que contou com a participação de várias autoridades da Marinha Mercante e dos futuros novos oficiais de náutica e máquinas. “A Marinha é uma importante parceira da MRN, sempre orientando sobre o cenário aquaviário amazônico e as legislações do setor. Agradecemos a oportunidade de participar deste momento especial de formação de oficiais e de inaugurar uma sala com o nome da empresa”, declarou Vladimir Moreira, diretor de Sustentabilidade da MRN.  

Com 128 anos no Pará, a EFOMM forma, anualmente, em média, 120 novos oficiais. O Comandante Antonio Rodrigues Neto, do CIABA, destacou que  a  parceria com empresas como a MRN contribuem para despertar o interesse destes oficiais a trabalharem com o transporte naval de bauxita e mantém o relacionamento com a mineradora, que também já apoiou a Marinha Mercante com outras ações no Pará. “Esta parceria é importante porque é uma empresa paraense que faz o transporte naval de bauxita e alguns alunos, com certeza, terão oportunidade de trabalhar em empresas de navegação que vão prestar serviço e operar com a MRN. Também é relevante porque é uma empresa que já fez parceria na segurança do tráfego aquaviário, doando para a Capitania de Portos peças protetoras para instalar no eixo de embarcações para proteger contra o escalpelamento e coletes salva-vidas”, completou o Comandante.


Fonte: Temple Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja fotos do apartamento onde Chorão foi encontrado morto

Imagens obtidas pela imprensa paulista mostram o estado que estava o apartamento do cantor Chorão, do  Charlie Brown Jr, , encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6). Nas fotos é possível ver que o imóvel estava bastante danificado, além de uma grande quantidade de embalagens de bebidas alcoólicas encontradas. Ao deixar o apartamento de Chorão, o delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que o imóvel estava muito danificado, num "processo de deterioração". Itagiba acredita que os danos tenham sido feitos pelo próprio cantor, já que o corpo foi encontrado com um dedo machucado e havia marcas de sangue no local. “Não tem nada que estivesse no lugar. Ele estava machucado no dedo, arrancou parte de uma unha, o que pode explicar as marcas de sangue na parede”, disse o delegado. O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse nesta quarta-feira (6), que não acredita que o vocalis

Operação da PF em Itaituba procura por foragido suspeito de fazer escolta de garimpeiros

  Deflagrada na manhã de ontem (21) , no município de Itaituba, no sudoeste do Pará, a operação ‘Divitia’, da Polícia Federal, continua atrás de um homem suspeito de fazer escolta de máquinas e garimpeiros para dentro de uma área da terra indígena Munduruku. O suspeito tem contra si, um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça Federal de Itaituba. Veículos de luxo foram apreendidos pela PF durante a operação realizada na quarta-feira. Foto: Divulgação/PF As investigações da PF apontam para a possível utilização de helicópteros com homens fortemente armados dentro deles para garantir a entrada de máquinas pesadas e pessoas para uma região conhecida como Igarapé Baunilha, no interior de Terra Indígena, no município de Jacareacanga, para a instalação ou ampliação de garimpos ilegais. Na ação realizada na quarta-feira (21), foram apreendidos dois carros de luxo, uma BMW Z4 e um Chevrolet Camaro SS, além de documentos e um aparelho celular , encaminhados para o Posto da P

Apartamento de Chorão estava revirado e com manchas de sangue

A polícia encontrou o apartamento do cantor Alexandre Magno Abrão, 42, conhecido como Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., todo revirado e com manchas de sangue. As autoridades, porém, dizem acreditar que o cantor não tenha sido assassinado. Delegado diz que morte de Chorão 'aparentemente não foi homicídio' Chorão, do Charlie Brown Jr., é encontrado morto em SP Charlie Brown Jr. faria show em São Paulo no dia 6 de abril De acordo com o delegado Itagiba Franco, do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), o cantor estava com a mão machucada e as marcas de sangue no apartamento provavelmente eram desse ferimento. O apartamento, uma cobertura na rua Morás, em Pinheiros (zona oeste de SP), estava mal conservado havia algum tempo e tinha os móveis revirados e alguns objetos quebrados. De acordo com testemunhas, Chorão chegou ao apartamento na última segunda-feira (4) e não saiu mais do local. A polícia acredita que a morte tenha ocorrido de segunda para