Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo ARPA

Programa trouxe recursos, mas sofre com descontinuidade

Do Instituto Socioambiental O Arpa (Programa Áreas Protegidas da Amazônia) levou os investimentos nas Ucs (Unidades de Conservação) a um novo patamar e criou procedimentos administrativos inovadores que facilitaram a aplicação de recursos (leia no box abaixo). Não ficou imune, porém, à descontinuidade e à incapacidade de planejar dos governos no Brasil. Entre 2003 e 2007, os investimentos nas Ucs feitos pelo Funbio (Fundo Brasileiro para Biodiversidade), que gerencia o programa, saltaram de R$ 1,8 milhão por ano para R$ 27,4 milhões por ano. Depois disso, no entanto, caíram até chegar a menos de R$ 3 milhões, entre 2010 e início deste ano (veja tabela abaixo). As informações são de um relatório publicado pelo Arpa no ano passado Os altos e baixos na execução orçamentária chamam a atenção porque um dos objetivos originais do programa era justamente permitir o planejamento de longo prazo, evitando a descontinuidade na gestão. Com o grande aporte de verbas dos primeiros anos,