Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo CPR I

Major Mardock assume subcomando do CPR-I

O Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Pará nomeou o major Anderson Levy Mardock Corrêa  para exercer a função de subcomandante do Comando de Policiamento Regional I, em Santarém. Major Mardock era membro da comissão permanente de Corregedoria do CPR-I. A portaria com a exoneração e nomeação do oficial foi publicada no último dia 13.

Ciop completa 5 anos em Santarém

O Centro de Operações Integradas, CIOP, completa 05 anos de atuação em Santarém. Instituído em 1998, por decreto estadual nº 2.959, o Centro Integrado de Operações foi criado como unidade de gestão compartilhada integrante da estrutura organizacional do Sistema Integrado de Segurança do Estado. O órgão reúne, no mesmo espaço físico, os centros de operações das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar. Uma cerimônia será realizada às 10 horas de segunda-feira (24/10) no IESPES, com o objetivo de comemorar a data. Na oportunidade estarão presentes autoridades civis e militares que serão agraciadas pela colaboração com os trabalhos do CIOP durante seu tempo de atuação na em Santarém. Hoje, o CIOP recebe em média cerca de 170 ocorrências por dia e graças ao trabalho integrado e ao aumento na estrutura das policias e corpo de bombeiros está sendo possível atender uma ocorrência no tempo médio de 02 a 05 minutos.

Culto ecumênico comemora 20 anos da mulher na PM do Oeste do Pará

Há cerca de três meses diversas atividades alusivas ao aniversário foram desenvolvidas e na sexta-feira (30), ocorreu no 3º Batalhão de Polícia Militar um culto ecumênico com o objetivo de comemorar a data e agradecer por todas as vitorias alcançadas durante essas duas décadas.  A subtenente Mara Lúcia Alves Santos foi formada na primeira turma em Santarém e hoje além de celebrar a data ainda comemora sua recente promoção, sendo a segunda subtenente da região, “É uma emoção muito grande, pois com o tempo vamos acompanhando a crescimento da nossa policia, ganhando muito mais experiência e vendo que abrimos precedente para que outras mulheres tivessem o desejo de compor a tropa. Sou apaixonada pela minha profissão”, disse a subtenente. Hoje, as policiais atuam em todas as atividades do batalhão não havendo discriminação e são empregadas em todas ações em razão da necessidade em casos de abordagem que envolvam mulheres ou qualquer outra ação. O comandante do CPR-I, coronel Eraldo Pau