Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Deputado Asdrúbal Bentes

Deputado com prisão decretada pelo STF se apresentará à Justiça segunda-feira

O deputado federal Asdrúbal Bentes, considerado culpado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de esterilização ilegal, garantiu na última sexta-feira (21), que se apresentará à Justiça, na próxima segunda-feira (24). Em 2011, Bentes havia sido condenado pelo próprio Supremo a três anos, um mês e dez dias de prisão por esterilização cirúrgica irregular de mulheres. Na última quinta-feira (20), o STF rejeitou todos os recursos apresentados pelo parlamentar e determinou sua prisão.  O deputado peemedebista, que está em Marabá, informou que pensa em renunciar ao mandato de deputado. Antes de se apresentar à Vara de Execuções Penais de Brasília, ele reunirá com lideranças políticas do PMDB e familiares para tomar uma decisão sobre seu futuro político. Asdrúbal Bentes, apesar das decisões judiciais, disse que está com a consciência tranquila e nega qualquer facilitação nas cirurgias que resultaram no processo contra ele.  A decisão do STF determina que o deputado paraense

Vergonha nacional: STF manda prender deputado do PMDB por 'laqueaduras'

Mais um deputado paraense ganha destaque na mídia nacional por atos ilegais. O personagem da vez é o deputado federal Asdrúbal Bentes (PMBD). Na tarde desta quinta-feira (20), o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou os últimos recursos apresentados pelo parlamentar e determinou sua prisão. Em 2011, Bentes tinha sido condenado pelo próprio Supremo a três anos, um mês e dez dias de prisão por esterilização cirúrgica irregular de mulheres. Asdrúbal Bentes é o sexto deputado federal em exercício que o STF manda prender desde 1988. O primeiro foi Natan Donadon (sem partido-RO), em agosto de 2013, condenado por peculato e formação de quadrilha. Em novembro, o STF determinou a prisão de José Genoino (PT-SP), condenado por corrupção ativa no mensalão. Pelo mesmo processo, em dezembro, foram presos Valdemar Costa Neto (PP-SP) e Pedro Henry (PP-MT) e em fevereiro o ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP). Na denúncia original do Ministério Público, Asdrúbal Bentes era acusado de t