Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Edson Ferreira Filho

Médico baleado em hospital deve receber alta esta semana

No portal No Tapajós O médico neuropsiquiatra Edson Ferreira Filho deve receber alta até o final desta semana do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde está internado desde o dia 21 de maio, quando foi transferido para continuar o tratamento que começou em Santarém após ter sido baleado dentro do Hospital Regional do  Baixo Amazonas, no dia 9 de maio. De acordo com os médicos, o paciente passou por uma cirurgia de fixação de coluna semana passada. Após sair do hospital, ele irá continuar o tratamento de fisioterapia e psicologia. Segundo a família do neuropsiquiatra, ele passa por reabilitação de lesão medular grave. Por enquanto, Edson não tem previsão de retornar a Santarém. Entenda O médico foi baleado no último dia 9 de maio, dentro do Hospital Regional do Baixo Amazonas, sediado em Santarém, enquanto trabalhava. Ele levou tiros na região do tórax e um no punho. O atirador foi identificado como Elionaldo dos Santos Silva, de 37 anos, que entrou no hospital armado

Edson Filho reage à fisioterapia em São Paulo

Boa notícia para familiares e amigos do médico neuropsiquiatra Edson Ferreira Filho. Em tratamento no Hospital Israelita Albert Einstein , em São Paulo, ele reagiu bem à fisioterapia, iniciada no mesmo dia em que ele chegou à capital paulista, na última terça-feira (21).  Segundo informações, hoje (24), o médico começou a sentir estímulos e conseguiu sentar.  A família agradece as orações e apoio de todos durante esses dias de aflição.  Dr. Edson foi baleado no último dia 9, por um homem armado, enquanto exercia atividade médica no Hospital Regional de Santarém, onde foi atendido e submetido a todos os procedimentos cirúrgicos.

Médico baleado em hospital já está a caminho de São Paulo

Por volta das 11h30 desta terça-feira (21), o médico neuropsiquiatra Edson Ferreira Filho deixou o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, rumo ao aeroporto Wilson Fonseca, de onde embarcou para o Estado de São Paulo, acompanhado de familiares.  A transferência do médico ocorre doze dias após ele ter sido vítima de um atentado cometido por Elionaldo dos Santos Silva, de 37 anos, que entrou no hospital armado com um revólver calibre 38 e disparou seis tiros contra o profissional, que ficou gravemente ferido. Após os procedimentos cirúrgicos feitos pelo corpo médico do HRBA, a família decidiu pela transferência de Edson Filho para o  Hospital Israelita Albert Einstein ,  na capital paulista. O médico Edson Filho será submetido a exames médicos e, dependendo dos resultados da avaliação feita em SP, poderá ser transferido para outros países. 

Violência contra médicos cresce em todo Pará

Por: Marcos Santos O atentado sofrido pelo médico neuropsiquiatra Edson Ferreira Filho, ocorrido no último dia 9, nas dependências do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, levantou o debate sobre a falta de segurança nas unidades de saúde pública do Estado. De acordo com o Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), os casos de violência contra a classe médica estão cada vez mais crescentes em todo o território paraense. Nesta quinta-feira (16), os diretores do Sindmepa, os médicos Waldir Cardoso e João Gouveia, estarão na cidade para discutir vários temas da atividade sindical e também conversar com as autoridades locais sobre questões de segurança. Questionado pelo blog Quarto Poder, o sindicato mostrou preocupação diante da onda crescente de violência contra médicos. Segundo o Sindmepa, nos últimos anos a sociedade percebeu o aumento progressivo da violência e a classe médica não escapou deste mal que aflige a todos. A entidade tem recebido constantemente reclam

Médico baleado continua em observação

É considerado estável, o estado de saúde do médico neuropsiquiatra Edson Ferreira Filho, vítima de um atentado ocorrido na manhã desta quinta-feira (9), no Hospital Regional do Baixo Amazonas em Santarém.  O médico foi atingido com cinco tiros disparados à queima-roupa pelo paciente dele, o agricultor  Elionaldo dos Santos, de 37 anos, que está preso. Em coletiva nesta tarde, a direção do HRBA, informou que Edson Filho não corre risco de morte, porém, ele permanece em observação.  O médico está consciente.  As balas atingiram o tórax, ombro esquerdo e o punho direito de Edson Filho. Os procedimentos cirúrgicos duraram mais de quatro horas.  Segundo a direção do hospital, o médico está agora na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e após novos exames será decidido se ele será submetido a novas cirurgias.  Nesta sexta-feira (10), um novo boletim médico será divulgado.