Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Eletronorte

Eletronorte desliga subestações por 11 horas para obras de ampliação e reforços

A Eletrobras Eletronorte realizará um desligamento da linha de transmissão Tucuruí-Rurópolis no dia 19 de Junho de 2016, acarretando no desligamento das Subestações de Altamira, Transamazônica e Rurópolis. O objetivo é implantar reforços nas instalações de transmissão, em atendimento ao Plano de Ampliações e Reforços do Ministério de Minas e Energia, e aumentar a qualidade e confiabilidade dos serviços de Transmissão de Energia no Tramo-Oeste. As melhorias em implantação nessas instalações fazem parte de conjunto de obras de ampliações e reforços nas subestações de transmissão da região, totalizando um investimento na ordem de 117 milhões de reais. A intervenção terá duração de onze horas e mobilizará cerca de 110 funcionários nos procedimentos de implantação de novos equipamentos nas Subestações de Altamira e de Transamazônica. Como medida adicional, a Eletrobras Eletronorte, em conjunto com a distribuidora, atenderá parcialmente o suprimento de energia ao município de Santarém por m

Santarém vai ficar sem energia de novo no domingo

A população santarena deve se preparar para um novo apagão no próximo domingo (6). A exemplo do que ocorreu no último dia 28, quando o município de Santarém e mais 15 cidades da região ficaram sem energia elétrica durante cinco horas, a população terá mais uma vez que enfrentar parte do dia sem luz. Também por solicitação da Eletronorte, o desligamento do fornecimento de energia elétrica afetará alguns municípios do oeste e sudoeste do Estado, atendidos pelo Sistema Tramoeste. Entre 07h45 e 12h45, o fornecimento de energia elétrica ficará indisponível nos municípios de Santarém, Uruará, Placas, Belterra, Rurópolis, Itaituba e Trairão. As zonas rurais das cidades de Prainha e Aveiro também serão afetadas. Já nos municípios de Altamira, Senador José Porfírio, Anapú, Vitória Do Xingu, Brasil Novo e Medicilândia, o desligamento ocorrerá mais cedo, entre 03h45 e 12h45. A justificativa para o novo apagão é o mesmo usado pela empresa no dia 28: a ação será mais uma vez necessária para que

Kayapós acusam Eletrobras de não respeitar acordos

Se os trabalhadores de Belo Monte estão dispostos a negociar, o mesmo não se pode dizer dos índios que são, de alguma forma, afetados pela construção da usina. Na semana passada, um grupo da etnia kayapó rompeu os compromissos firmados com a estatal Eletrobras, principal acionista da Norte Energia, dona da hidrelétrica. Numa declaração curta, direcionada aos “senhores da Eletrobrás”, os índios disseram que não querem “nem mais um Real do dinheiro sujo” oferecido pela empresa e que não aceitam a barragem no Xingu. “Nosso rio não tem preço, os peixes que comemos não têm preço. A alegria dos nossos netos não tem preço. Não vamos parar de lutar em Altamira, em Brasília, no Supremo Tribunal Federal. O Xingu é nossa casa e vocês não são bem-vindos”, declararam os índios, conforme informado pelo Instituto Socioambiental (ISA). Segundo os índios, em 2010 a Eletrobras se comprometeu a repassar às aldeias kayapó da margem Oeste e Leste do Xingu, respectivamente, R$ 3 milhões por ano, por trê