Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Garimpos ilegais em terra indigena

Campeã de requerimentos minerários, Terra Indígena Yanomami sofre com explosão do garimpo

Entre 6 e 7 mil garimpeiros estão retirando ouro ilegalmente na Terra Indígena Yanomami, no norte do país. É o maior número registrado até hoje. O garimpo ilegal tem se intensificado nos últimos meses e explodiu em janeiro, depois que o Exército desativou as bases de proteção nos Rios Uraricoera e Mucajaí, as principais entradas para a Terra Indígena. Nos três últimos anos, a presença do Exército foi fundamental para inibir a entrada de garimpeiros. Em 2018, foi responsável pela saída de mais de 1.500 garimpeiros do Rio Uraricoera. Porém, desde de dezembro, com o abandono das bases, os garimpeiros retomaram a invasão em ritmo acelerado. O garimpo traz doenças, violência, desmatamento, assoreamento dos rios e contaminação por mercúrio e outros metais pesados. Maior do país, a Terra Indígena Yanomami abriga os povos Yanomami e Ye’kwana, além de 96.650 km² de florestas protegidas e 43.614 km de rede de drenagem (rios e igarapés*). A situação se agrava devido à presença de povos indígen

Operação no Pará reprime garimpos clandestinos no entorno de Terra Indígena

A Polícia Federal em Santarém, com o apoio do Ministério Público Federal, da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Departamento de Saúde Especial Indígena, deflagrou nesta quinta-feira, 31 de março, a operação Dakji, que tem como objetivo reprimir atividade clandestina de garimpo no entorno da Terra Indígena Zo’é, situada no município de Óbidos, oeste do Pará. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, dois mandados de condução coercitiva e um mandado de prisão temporária em Santarém e Itaituba. Os mandados foram expedidos pelo juiz titular da 2ª Vara da Justiça Federal em Santarém em desfavor de pessoas envolvidas com atividade garimpeira nas proximidades da área indígena. Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão em Santarém foram apreendidas diversas armas de fogo, acessórios e munições, o que gerou duas prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. A operação cont