Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Greve na Alcoa

Funcionários da Alcoa em Juruti aprovam acordo coletivo

A Alcoa informa que a proposta de acordo coletivo de trabalho para o ano de 2013 apresentada pela companhia foi aprovada pelos funcionários na noite desta segunda-feira, 11 de março, em assembleia convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas de Minerais Não-Ferrosos do Oeste do Pará (STIEMNFOPA), numa clara demonstração de que a negociação é o verdadeiro caminho para a vitória de todos – funcionários, Sindicato, empresa e sociedade jurutiense. A aprovação pacífica do acordo coletivo ratifica o diálogo transparente, que vinha sendo conduzido pela Alcoa e Sindicato, como a maneira mais eficiente para a conquista de resultados que beneficiem a todos. A Alcoa está presente no município de Juruti (PA), com uma unidade de mineração de bauxita que acaba de completar três anos de operação. A companhia emprega direta e indiretamente cerca de duas mil pessoas no município. Sendo que 75% dos funcionários e 83% dos contratados que trabalham na operação são paraenses, em

Alcoa e trabalhadores mantêm negociações

Os trabalhadores da Alcoa esperam por todo o dia de hoje fechar um acordo com a direção da empresa. A possibilidade de greve, porém, não está descartada pelos representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas de Minerais não Ferrosos do Oeste do Pará (STIEMNFOPA), com sede em Porto Trombetas, no município de Oriximiná (PA). As negociações ocorriam desde o início de janeiro, quando o sindicato protocolou a pauta de reivindicações que a categoria aprovou em assembleia. A última tentativa de resolver as pendências trabalhistas na mesa de negociação ocorreu no último dia 4 de março, mas terminou sem acordo e, no final da assembleia realizada no início da noite, foi deliberada a greve por tempo indeterminado. Após sete anos de operação na cidade de Juruti, esta poderá ser a primeira greve dos trabalhadores da empresa. O presidente do sindicato, Jair Cohen, afirma que “a categoria aumento real para os salários que estão congelados há três anos, sendo o mais baixo do