Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Hidrelétricas

São Luiz do Tapajós: uma tragédia para a biodiversidade

Erguer uma grande hidrelétrica em ecossistemas sensíveis como a Amazônia, como quer o governo brasileiro no Rio Tapajós, teria impactos irreversíveis do ponto de vista econômico e social. A obra também seria um desastre sem proporções para a biodiversidade local. Ao alterar a dinâmica do rio e de suas espécies, podemos colocar em risco não apenas a existência de milhares de animais e plantas, mas também nosso próprio futuro. Mas mesmo com este conhecimento, o governo e empresas continuam a insistir no projeto. Por isso, ativistas do Greenpeace do mundo todo estão pressionando a Siemens, uma das principais fornecedoras de turbinas do mercado, para que a empresa não participe deste projeto desastroso. De acordo com o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) produzido por um grupo de empresas interessado em participar do leilão da usina hidrelétrica de São Luiz do Tapajós – a maior das 43 planejadas pelo governo em toda a bacia – foram identificadas mais de 3.600 espécies de fauna e flora na

Jordy quer saber quanto BNDES e Caixa financiaram em obras da Copa e hidrelétricas

A mesa da presidência da Câmara recebeu esta semana requerimento de informação protocolado pelo deputado Arnaldo Jordy (MD/PA), que deve ser encaminhado ao Ministro da Fazenda, Guido Mantega, para que este informe acerca dos financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES e pela Caixa Econômica Federal às obras da Copa do Mundo de 2014, bem como dos financiamentos das hidrelétricas, no período de 2008 a 2013. De acordo com o autor do requerimento, existem suspeitas de desperdício de recursos públicos, pois em alguns empreendimentos, como na obra do estádio do Itaquerão, na capital paulista, sequer teriam sido apresentadas garantias para obtenção de empréstimo, mesmo com valores alcançando a casa dos bilhões de reais. O parlamentar quer saber em detalhes do Ministério qual o montante financiado pelo BNDES e pela CEF às obras relativas à Copa do Mundo do ano que vem para estádios, linhas de trem, metrô, veículos leve (sobre trilhos e sobre

Aprovada convocação do presidente do consórcio da Usina de Belo Monte

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas aprovou a convocação do presidente do consórcio que está construindo a usina hidrelétrica de Belo Monte, José Ailton Lima, para dar explicações sobre uma boate que funcionava dentro do canteiro de obras e que tinha 18 mulheres jovens, uma delas menor. Elas moravam em pequenos quartos sem janelas e com travas externas, onde eram obrigadas a se prostituir. A boate foi desmontada em operação policial realizada recentemente. O assunto foi tratado por integrantes da CPI em reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, nesta quarta-feira. Segundo o presidente do colegiado, deputado Arnaldo Jordy (PPS/PA), é impossível que os gestores de Belo Monte não soubessem da boate. "Esse prostíbulo fica na beira da única estrada dentro do canteiro. Nós não podemos aceitar esse tipo de cumplicidade. Dependendo do que for as razões apresentadas, as defesas apresentadas ou a defesa apresentada pelo consórcio, vamos avaliar