Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Olimpíadas de 2016

Escolas podem ganhar réplica da Tocha Olímpica em concurso cultural

Já está valendo. Escolas de ensino fundamental e médio de todo o país podem participar do Desafio da “Trégua Olímpica – Eu Construo a Paz”, um concurso cultural. As escolas poderão se inscrever com um grupo de alunos (entre 03 ou 10 alunos). Os participantes são desafiados a criar uma bandeira e uma mensagem de paz para realizar um “bandeiraço” virtual. Para isso, deverão criar uma bandeira original que representará a própria escola. Após criar a bandeira, deverão fotografá-la e cadastrá-la no site www.desafiotransforma.com.br juntamente com uma mensagem de paz. O processo de participação no Desafio compreende as seguintes etapas: I. Na seção Aulas do site do programa Transforma (www.rio2016.com.br/transforma/aulas), os participantes podem conhecer diversos elementos sobre a Trégua Olímpica para ajudar no processo de criação da bandeira; II. Em seguida, os participantes deverão criar uma bandeira utilizando materiais que julguem apropriados e deverão registrá-la com uma fotografia; II

Ufopa cria projeto de canoagem para encontrar talentos olímpicos

A Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), por meio do projeto de canoagem de velocidade “Esse rio é minha rua”, pretende encontrar e lapidar talentos para as Olimpíadas de 2016. O projeto, submetido ao Ministério dos Esportes, resgata as ações do projeto Navegar, uma herança da unidade descentralizada da UFRA, que por falta de apoio institucional deixou de atender crianças e jovens que praticavam canoagem, vela e remo, em Santarém. Assim como o projeto Navegar, o projeto de canoagem da UFOPA também terá a coordenação do esportista Hiel Gesã Peres de Queiroz, multicampeão brasileiro de canoagem, que está concorrendo ao destaque intermunicipal do Troféu Rômulo Maiorana.  “O projeto Navegar foi o primeiro projeto de canoagem do Brasil. Um projeto-piloto começou em Santarém, nas dependências do Iate Clube, sob a responsabilidade da família Grael. Isso porque o primeiro instrutor de canoagem de Lars Grael foi um alemão que reside aqui em Santarém. Em 2011, o projeto foi transfe