Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Pesquisa

Timbó, planta da raiva: estudo revela relação dos Suruwaha com planta ictiotóxica da Amazônia

“A planta da raiva: timbó e envenenamento nos Suruwaha do Purus” é o título do artigo publicado pelo antropólogo Miguel Aparicio Suárez, professor do Programa de Antropologia e Arqueologia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), no livro “O uso de plantas psicoativas nas Américas”, lançado este ano pelo Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por meio da Editora Gramma. Organizada pelas pesquisadoras Beatriz Caiuby Labate e Sandra Lucia Goulart, a publicação reúne um conjunto de estudos realizados por diversos antropólogos sobre os vários tipos de uso de plantas psicoativas pelas populações indígenas das Américas. “Eles têm uma relação entre sujeitos. Para os povos indígenas as plantas são sujeitos que interagem com a vida humana também. Não é apenas uma relação humano-vegetal, e muito menos uma relação com substâncias apenas químicas ou alucinógenas. São sujeitos interagindo com sujeitos, que são pensados como

Pesquisa na Ufopa analisa presença de parasitos na pescada-branca

A pesquisa "Metazoários parasitos de Plagioscion squamosissimus (Heckel, 1840) (osteichthyes: sciaenidae) de lagos de várzea da Amazônia brasileira" investigou a diversidade de parasitos que podem ser encontrados na pescada-branca, um dos peixes mais comuns na região. O estudo, desenvolvido por Darlison Chagas de Souza e orientado pelo professor Lincoln Lima Corrêa, é resultado da primeira dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade (PPGBEES), defendida em 30 de julho de 2019 na Universidade Federal do Oeste do Pará. Os parasitos são organismos que desenvolvem uma relação parasitária com o hospedeiro, por meio da qual retiram nutrientes para sua sobrevivência. Essa relação pode resultar em doença para o peixe, como dificuldade de locomoção, comprometimento dos olhos, dificuldades de respiração, emagrecimento, além de alterações dos padrões hematológicos. A pescada-branca (Plagioscion squamosissimus) foi escolhida para a pesquisa por ser um peixe