Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Polícia

Polícia prende seis pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas em Santarém

A prisão da quadrilha ocorreu na manhã desta terça-feira (18), em duas residências do bairro Nova República, em Santarém, no oeste do Pará. Foram presas seis pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas no município. A ação conjunta das polícias Civil e Militar apreendeu ainda drogas, celulares, dinheiro relógios, balança de precisão e outros objetos em poder dos suspeitos. Denominada ‘Operação Latro 1’, o objetivo foi cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em imóveis dos investigados. Entre os presos, um é apontado como o líder do bando e possivelmente, membro de uma perigosa facção criminosa que está atuando em Santarém comandando o tráfico e dando ordens para diversos outros crimes como assaltos e homicídios. Foram presas seis pessoas, sendo duas mulheres e quatro homens. A polícia identificou entre os criminosos, um homem que teve participação na morte de um empresário no bairro Ipanema, em novembro do ano passado. Outro, suspeito de matar um policial também

RORAIMA: Deputado Jalser Renier é preso pelo sequestro de jornalista em Boa Vista

O deputado estadual de Roraima, Jalser Renier (Solidaridade), foi preso nesta sexta-feira (1º), pela Polícia Civil em cumprimento a um mandado judicial expedido pela juíza convocada Graciete Sotto Mayor Ribeiro, pelo suposto sequestro do jornalista Romano dos Anjos, crime ocorrido em outubro de 2020. Jalser Renier, conhecido também como ‘Menino de Ouro’, é um dos investigados da operação Operação Pulitzer, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que investiga também policiais militares do Estado. Colecionador de escândalos em Roraima, o deputado estadual já foi preso várias outras vezes. O deputado foi preso no bairro Canarinho, em Boa Vista. No momento em que recebe o mandado de prisão, a mãe dele o acompanhava. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento em que promotor de Justiça Isaías Montanari Junior e o delegado da Polícia Civil, João Evangelista entregam o documento ao deputado. O próprio deputado lê o documento e em seguida

GAECO oferece denúncia contra integrantes da cúpula do comando vermelho no Pará

Moradores denunciaram ameaças feitas por integrantes do Comando Vermelho no Pará. Foto: | Reprodução O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), por meio de seus promotores de Justiça, ofereceu em 31.8.2021, perante a Vara de Combate às Organizações Criminosas, duas denúncias criminais contra 11 (onze) integrantes da cúpula da facção criminosa Comando Vermelho atuante no Estado do Pará, todos ocupantes dos cargos de “Conselheiros Finais”, pela prática do crime de integrar organização criminosa, disposto no art. 2º, caput, da Lei Federal nº 12.850/2013. A maior parte dos denunciados já teve sua transferência para presídios federais providenciada pela Secretaria de Estado para Assuntos Penitenciários. Os que ainda permanecem no Estado do Pará terão em breve o mesmo destino, encontrando-se no aguardo dos trâmites para a realização da transferência. As denúncias oferecidas contra os “Conselheiros Finais” representa um enorme avanço no combate ao crime organizado no

Jovem é executado a tiros dentro de casa em Santarém

Um rapaz de 20 anos foi executado a tiros dentro de casa na noite de ontem (26), na rua Vitória Régia, bairro Amparo, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima, Junior Santos de Siqueira, o ‘Juninho’, que tinha passagens pela polícia, estava acompanhado de uma jovem. Ele foi surpreendido por dois homens armados, que invadiram a residência e dispararam à queima-roupa contra ‘Juninho’, que morreu na frente da namorada. Segundo a polícia, a vítima era ex-presidiário e cumpriu pena por tráfico de drogas e roubo. As investigações policiais apontam para um possível acerto de contas entre bandidos, que ainda não foram identificados e nem localizados. O homicídio foi registrado na 16ª Seccional Urbana de Polícia e aumenta o número de crime desta natureza ocorrido em Santarém somente este ano.

Suspeito de praticar assalto morre depois de trocar tiros com a polícia

Um homem suspeito de participar de um assalto na manhã desta segunda-feira (5), no bairro Santíssimo, em Santarém, no oeste do Pará, morreu durante uma troca de tiros com policiais militares. Pelo menos cinco elementos invadiram uma residência localizada na rua Pedro Gentil, informou a Polícia Militar. O bando manteve a família refém.  Os bandidos fugiram em um carro, seguindo pela rua Fernando Noronha, até serem avistados pela PM, que começou a perseguição. O veículo conduzido pelos criminosos colidiu contra um poste, forçando-os a continuar a fuga a pé.  Houve troca de tiros e um dos assaltantes foi atingido e morreu na hora. A polícia continua as buscas aos demais suspeitos.  Há qualquer momento, novas atualizações sobre este assalto e a identificação do bandido morto.

Justiça bloqueia as contas da prefeitura de Uruará

Um despacho do juiz da comarca de Uruará, Michel de Almeida Campelo, dado na última segunda-feira (22), decidiu bloquear as contas da Prefeitura do Município a fim de garantir o pagamento do salárários dos servidores. A decisão do juiz é resultado da Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de Justiça Thiago Sanandres, e é decorrente do Inquérito Civil instaurado para investigar diversas representações formuladas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintep) e Sindicato dos Servidores Públicos de Uruará que denunciam atraso no pagamento do salário dos funcionários da prefeitura. Os professores receberam salário até o mês de junho, com os dias de greve sendo descontados. Foram pagos cerca de 11 dias de trabalho, ou seja, em torno de 30% da folha de pagamento (R$ 350.000,00), quando o repasse ao município naquele mês foi de R$ 2.975.452,34. As verbas são provenientes do Fundo Municipal de Educação (FUNDEB), que estão send

PRF prende homens transportando drogas em ônibus

Dois homens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas foram presos na manhã desta segunda-feira (11), durante uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na rodovia BR-163, a 35 quilômetros do posto da PRF em Santarém, no oeste do Pará, transportando quase 30 quilos de pasta base de cocaína (total de 27 kg e 30 gramas). A dupla estava em um ônibus da empresa Viação Ouro e Prata. De acordo com o chefe de fiscalização da PRF em Santarém, Sidmar de Oliveira, os dois homens vieram de Manaus (AM) e tinham como destino o município de Tucuruí, no sudeste do estado. Os suspeitos serão encaminhados para a sede da Polícia Federal no município, onde lá será feito o procedimento cabível. Eles serão indiciados por tráfico interestadual de drogas. A droga veio de Manaus em uma balsa e daqui seria levada para a cidade de Tucuruí. Fotos: Divulgação/PRF

Polícia investiga estupro de jovem por mototaxista clandestino em Santarém

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em atendimento a Mulher (DEAM), instaurou um inquérito policial para investigar o estupro cometido por um mototaxista clandestino contra uma jovem de 18 anos. O crime ocorreu na manhã da última quarta-feira (22), no bairro Aeroporto Velho, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima havia saído de uma casa de show e apanhou o motociclista que faz o serviço de transporte clandestino na avenida Moaçara. Era por volta das 5 horas, segundo relato feito pela jovem à polícia, quando ela parou o desconhecido e perguntou se ele estava fazendo corrida. Ele disse que sim. A moça então pediu para ele leva-la até a rua Angélica, no próprio bairro do Aeroporto Velho.  A vítima seguiu viagem com o elemento que, ao chegar próximo ao endereço indicado pela passageira, desviou do caminho e entrou em uma rua escura. Lá, desceu da moto e obrigou a jovem a descer também, já ameaçando-a e agredindo-a. O mototaxista agarrou a vítima, levantou o vestido e

Santarém: Assessor da Presidente do Incra diz que superintendência Regional foi negociada em troca de votos contra o impeachment de Dilma

Deu no blog Língua Ferina Na maior naturalidade e sem nenhum constrangimento, o assessor Gustavo Souto Noronha da Presidente do Incra, Maria Lúcia Falcón, assumiu publicamente que a mandatária do órgão não tem qualquer gerência nas nomeações de cargos a ela subordinados e que a Superintendência Regional do Incra de Santarém foi negociada pelo Palácio do Planalto com o deputado federal Chapadinha (PTN-PA), em troca de votos contrários ao processo de impeachment da Presidente da República, Dilma Rousseff. Souto Noronha foi enviado no dia 05 de abril pela Presidência do Incra para supostamente dialogar com movimentos sociais que ocupavam a sede da Superintendência desde o anúncio da exoneração do ex-Superintendente Regional, Claudinei Chalito e a nomeação de Adaías Cardoso Gonçalves, ligado ao deputado federal Chapadinha. Mas, para surpresa de todos, além de dizer que não tinha autonomia para negociar nada e que estava ali apenas “como um trabalhador”, Souto Noronha espantou a todos

Presa em Santarém, estudante de direito acusada de envolvimento na morte de delegado no AM

A universitária de Direito, Karina Cristine Pereira do Nascimento, 23 anos, foi presa, na tarde de quarta-feira (19), em Santarém, Oeste do Pará. Ela é sobrinha do delegado Oscar Cardoso, da Polícia Civil do Amazonas, assassinado com mais de 20 tiros na tarde do último dia 9 de março e suspeita de envolvimento no crime. Ela foi presa por uma equipe do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da Polícia Civil de Santarém, quando estava na casa de familiares, no bairro Prainha. O mandado de prisão temporária foi expedido pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Anézio Rocha Pinheiro. A universitária foi apontada como a pessoa que indicou a localização do delegado de Polícia Civil, no dia do crime. Segundo o delegado George Gomes, da Polícia Civil do Amazonas, Karine é cunhada do foragido da Justiça, Fábio Diego Mattos, de apelido ‘Piu-Piu’, também suspeito de ter participado da execução do delegado. Ainda de acordo com o delegado, Karina é suspeita de participar da lavagem do dinheiro da

70% dos brasileiros não confiam no trabalho da polícia

Sete em cada dez pessoas no Brasil dizem não confiar na polícia. É o que mostra uma pesquisa feita pela Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentado nesta terça-feira (5). O estudo faz parte da sétima edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O levantamento ouviu 1.650 pessoas por trimestre durante um ano, entre 2012 e este ano. O levantamento diz ainda que a confiança do brasileiro com a polícia é próxima da verificada com os partidos políticos, que apresentou a reprovação de 95% dos entrevistados. "Não dá para tapar o sol com a peneira. Esses números mostram uma falência total do modelo de política de segurança pública", disse Renato Sérgio de Lima, coordenador do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. A pesquisa aponta que as Forças Armadas são a instituição de segurança que os brasileiros julgam mais confiável. No total, 34% dos entrevistados não confiam no Exército, na Aeronáutica e na Marinha. A pesquisa tem uma margem de erro de 2,5%

Presidiário morre em confronto com a polícia

Morreu baleado durante um confronto com policiais do Grupo Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar, o detento Antônio Jean Bezerra da Silva, 21 anos, vulgo ‘Abelha’, foragido do Centro de Recuperação Agrícola ‘Silvio Hall de Moura’, em Cucurunã. O fato ocorreu na manhã desta segunda-feira (4), na rua Palhão, bairro Diamantino, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima cumpria pena por tráfico de drogas. ‘Abelha’ foi um dos presos beneficiados com a saída temporária para passar o dia das crianças com a família, porém, não voltou à cadeia dentro do prazo estabelecido pela Justiça. A polícia recebeu uma ocorrência informando do andamento de um roubo. A PM ao chegar ao local constatou que ‘Abelha’ e outro elemento, também presidiário foragido de Cucurunã, Zedequias Patrício, vulgo ‘Cobra’, estavam escondido dentro do mato. Os policiais deram ordem de prisão aos elementos, porém, os meliantes responderam disparando contra a polícia. Os policiais revidaram e um dos tiros acertou ‘Abelh

Famoso estelionatário já está solto

Detido na tarde deste domingo (3), por uma guarnição da Polícia Militar, em Santarém, no oeste do Pará, o cidadão Augusto José Paes da Silva, 57 anos, suspeito de prática de estelionato em vários estados brasileiros, já está solto. Ele foi detido após a polícia receber uma denúncia informando que havia no município um perigoso estelionatário, que já cumpriu pena pela prática de diversos crimes.  Augusto foi reconhecido pela pessoa que o denunciou à polícia. Levado para a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil, o delegado plantonista Jardel Guimarães, apresentou a imprensa a ficha extensa do cidadão que, apesar da folha policial corrida, foi solto, já que não havia contra ele, nenhum mandado de prisão. Mais detalhes aqui . Foto: Elias Júnior Notícias

Homem preso suspeito de tráfico de drogas

Um homem foi preso e autuado em flagrante, na noite de ontem (11), no bairro Caranazal, em Santarém, no oeste do Pará, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas. Antonio Marlisson Leal Lima foi detido por uma equipe da Polícia Militar nas proximidades do viaduto de posse de 38 papelotes de pasta base de cocaína. Conduzido à 16ª Seccional de Polícia Civil, o suspeito prestou depoimento e foi encaminhado ao Centro de Recuperação Agrícola ‘Silvio Hall de Moura’, em Curucunã, onde está à disposição da Justiça.

Polícia prende dono de boca de fumo em Santarém

Foi preso e autuado por tráfico de drogas, o cidadão Jakson Douglas Santos, 39 anos, vulgo 'Calunga'. A prisão ocorreu na tarde desta segunda-feira (17), na residência do acusado, no bairro Aparecida, em Santarém, no oeste do Pará. Desde o mês de março que a polícia estava no encalço de 'Calunga', apontado como dono de uma boca de fumo que funcionava em sua própria residência.  A prisão dele ocorreu em cumprimento a um mandado judicial.  No dia 5 de março deste ano, durante uma operação policial, a boca de fumo comandada por 'Calunga', foi estourada pela polícia. Naquela ocasião, a esposa dele, Veneranda Santos, foi presa. Foram apreendidos no local, drogas, armas e dinheiro.  'Calunga' conseguiu fugir.  Foto: No Tapajós

Polícia transfere presa por homicídio em Óbidos

A Polícia Civil já transferiu ao Centro de Recuperação Agrícola Desembargador Silvio Hall de Moura, em Santarém, oeste paraense, a presa Laudicéia Antônio da Cruz, acusada de um homicídio na cidade de Óbidos, na mesma região. A vítima foi Melquezedeque Maciel Lima. Melquezedeque foi morto no início da noite de 26 de maio deste ano, após desentendimento entre a acusada e a vítima, em um bar, localizado na periferia de Óbidos. O crime aconteceu no momento em que a acusada sacou uma arma branca que carregava na cintura e desferiu um único golpe no pescoço da vitima. Após o crime, a acusada fugiu do local, mas foi encontrada por policiais civis e militares em sua residência. Laudicéia foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuada pelo delegado Elinelson Silva. A presa ficará recolhida na penitenciária para aguardar a decisão judicial. Fonte: Polícia Civil

Detento é executado a tiros na BR-163

Um detento que cumpria prisão domiciliar foi morto a tiros na madrugada desta terça-feira (14), na rodovia Santarém/Cuiabá (BR-163), em Santarém (PA). Janilson Lopes dos Santos foi baleado com três tiros à queima-roupa e morreu na hora. Testemunhas disseram que Janilson estava sendo perseguido por duas pessoas antes de ser morto. A vítima estava de carona numa motocicleta, modelo Broz, de cor preta e placa NSZ 6540, pilotada Daniel de Lima Sousa, que também foi baleado e encontra-se internado em estado grave na emergência do Pronto Socorro Municipal. Os autores dos disparos ainda não foram identificados pela polícia. Há suspeita de acertos de contas entre marginais e crime de execução, além de disputa entre traficantes. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Janilson estava em liberdade do Centro de Recuperação Agrícola ‘Silvio Hall de Moura’, em Cucurunã, há quase um mês. Ele cumpria pena em regime aberto em prisão domiciliar. O crime ocorreu após à meia-noite, nas pr

Presos suspeitos de envolvimento no sequestro em Alenquer

A polícia prendeu na tarde desta terça-feira (7), três homens suspeitos de envolvimento no sequestro ocorrido na noite do último sábado (4), no município de Alenquer, no Oeste do Pará. As vítimas foram encontradas na segunda-feira. Elas estavam amarradas no interior de uma fazenda, na comunidade de Macupixi, nos limites do município de Óbidos.  Geovane Fernandes, a esposa dele Jociane Barbosa de Brito, e o forneiro Janderson Sarmento ficaram reféns dos bandidos durante dois dias. Os três suspeitos presos pela polícia foram localizados no município de Urucará, próximo à cidade de Itacoatiara, no estado do Amazonas. Eles estavam em uma lancha, quando foram abordados pelos policiais. Uma quarta pessoa ainda está foragida e continua sendo procurada pela polícia. Os nomes dos acusados ainda não foram informados.

Vítimas de sequestros em Alenquer são localizadas

As três vítimas do sequestro ocorrido na noite do último sábado (4), no município de Alenquer, no oeste do Pará, foram encontradas amarradas em um matagal na comunidade de Macupixi, distante aproximadamente 30 quilômetros da cidade. Geovane Fernandes, a esposa dele Jociane Barbosa de Brito, e o forneiro Janderson Sarmento ficaram reféns dos bandidos durante dois dias. O Grupo Tático Operacional da Polícia Militar e policiais do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da Polícia Civil, continuam investigando o caso. Novas informações há qualquer momento.

Sequestro em andamento em Alenquer

Policiais civis e militares de Santarém já estão em Alenquer, município localizado no oeste do Pará, investigando um sequestro ocorrido na noite de sábado (4).  Dois homens armados invadiram uma cerâmica naquela cidade e fizeram três pessoas reféns. Segundo as primeiras informações fornecidas pela polícia, os bandidos roubaram apenas uma CPU e fugiram levando as vítimas numa camionete branca.  Geovane Fernandes, Jociane Barbosa de Brito e o forneiro Janderson Sarmento estão em poder dos sequestradores, que ainda não entraram em contato com as famílias das vítimas.  Geovane é sobrinho do dono da cerâmica Argentina, cuja matriz fica em Santarém. Foi o proprietário da olaria que acionou a polícia.  O delegado Herbert Farias Jr., já está investigando o caso, juntamente com uma equipe do Núcleo de Apoio à Investigação da Polícia Civil (NAI), sob o comando do delegado Silvio Birro. Homens do Grupo Tático Operacional, da Polícia Militar, também estão ajudando nas buscas aos sequestradores.