Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo deputado Cláudio Puty

Deputado Claudio Puty tem mandato cassado pelo TRE

O deputado federal Carlos Puty (PT), teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), durante sessão de julgamento realizada na manhã desta terça-feira (28), em Belém (PA).  Por 4 votos a 1, os desembargadores do TRE decidiram pela cassação do mandato de Puty. Cabe recurso à decisão do colegiado paraense junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os advogados do deputado petista já estão agindo neste sentido para conseguir uma liminar com efeito suspensivo.  O ex-deputado estadual Carlos Martins, irmão da ex-prefeita Maria do Carmo, é o suplente de Puty e virtual candidato à vaga na Câmara Federal. Entenda o caso O processo contra o deputado Cláudio Puty tramitava em caráter sigiloso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Na ação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) – por intermédio dos procuradores Alan Mansur e Daniel Azeredo Avelino – pediu a condenação do parlamentar, além de pagar multa. A acusação contra Puty: compra de votos e conduta vedada a age

Presidente da CPI do Trabalho Escravo participa de seminário em Santarém‏

No próximo sábado (23) será realizado na Sede do Sindicato dos Estivadores em Santarém o Seminário de Combate ao Trabalho Escravo e Tráfico Humano. O evento iniciará às dez horas da manhã e será conduzido pelo Deputado Federal Cláudio Puty.  O deputado é o atual presidente e autor da proposta de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura casos de trabalho escravo no Brasil. Além do tema principal Puty, que também é Vice-líder do Governo Dilma na Câmara dos Deputados, explanará sobre o Projeto de Desenvolvimento para o Brasil, com foco na Região Oeste do Pará. Apesar de ter sido abolida do País em 1888 ainda há trabalhadores que vivem em regime de escravidão ou em situação semelhante. De acordo com dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) em 2012 foram registrados 278 casos de trabalhos em condições correspondentes à escravidão em todo o país.  Ainda segundo a CPT foram libertados 2.723 trabalhadores sendo 40 % do total na Região Norte.  O tráfico human