Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo eleições 2014

TCE de Minas desmente Dilma sobre contas de Aécio

Mentira tem pernas curtas. Nos debates entre os candidatos à Presidência da República, a candidata à reeleição Dilma Rousseff afirmou, de forma convicta, que as contas do então governador de Minas Gerais, Aécio Neves, hoje candidato a presidente do país, foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas (TCM). Após a insistência da petista, o site do órgão mineiro foi bombardeado de acessos. Internautas buscaram tentar confirmar a veracidade das afirmativas feitas pela presidente. Para a frustração de muitos, não havia nenhuma informação que comprovasse o que Dilma disse sobre as contas do ex-governador tucano. Tudo mentira! Diante da enxurrada de acessos que congestionaram o sítio do TCM mineiro, o órgão se viu obrigado a divulgar duas notas de esclarecimento desmentindo as acusações feitas pela candidata petista. Por ocasião do debate, Dilma afirmou que Aécio Neves teria deixado de aplicar R$ 7,6 bilhões no setor de saúde durante a sua gestão e de investir o mínimo de

Helder Barbalho se nega a falar sobre a criação de novos estados

A criação dos Estados do Tapajós e Carajás é tabu para o candidato ao governo do estado Helder Barbalho. Desde o início da campanha, o peemedebista foge da pergunta sobre a divisão do Pará como o diabo foge da cruz. Nesta quarta-feira (15), quando participou da entrevista no jornal O Liberal 2ª Edição, o filho do senador Jader Barbalho não respondeu se é ou não a favor da criação de novos estados no Pará. Manteve a mesma postura adotada no primeiro turno, quando silenciou sobre o tema. Na chapa encabeçada pelo ex-prefeito de Ananindeua, há defensores históricos pela criação dos estados de Carajás e Tapajós, que inclusive coordenaram a campanha do plebiscito em 2011. Entre eles, o próprio vice de Helder Barbalho, o ex-prefeito de Santarém, Joaquim de Lira Maia, separatista nato. Há também nessa coligação satânica, o deputado federal Geovani Queiroz, que não se reelegeu, e João Salame, prefeito de Marabá, ambos foram coordenadores da campanha pelo separatismo na região do Carajás. Hoj

Lira Maia? Não!!

Apesar da insistência maciça de alguns asseclas em tentar plantarem informações em sites, blogs e jornais da capital, o nome do ex-prefeito Lira Maia é considerado carta fora do baralho para compor com o governador Simão Jatene uma chapa à reeleição tucana. O governador e seu grupo político consideram a imagem de Maia nociva a qualquer pretensão partidária nas próximas eleições. Maia é um dos parlamentares que mais tem investigações na Justiça .  Há alguns nomes sendo cogitados e o do atual vice-governador Helenilson Pontes ainda é um dos mais cotados. O PSD , porém, já avalizou o nome de HP para uma vaga ao Senado em 2014. Helenilson Pontes é atualmente uma das principais lideranças políticas do Pará e tem recebido apoio incondicional de vários políticos de todas as regiões do Estado para disputar qualquer vaga no pleito que se avizinha.  A partir do próximo dia 7 de abril, Helenilson Pontes não assume mais o cargo de governador do Pará nas ausências de Jatene do Estado. E

Toda força do DEM para Nélio e Henderson Pinto

Bem ranqueado nas pesquisas eleitorais de intenção de votos para as eleições de 2014, o deputado federal Lira Maia voltou a afirmar que não será candidato a reeleição. O parlamentar, porém, não descarta a possibilidade de concorrer a um cargo eletivo numa possível composição majoritária. “Tudo na sua hora!”, disse Maia, ao blog Quarto Poder . O democrata reafirmou ainda que vai se empenhar nas campanhas dos dois principais candidatos do DEM de Santarém nas próximas eleições: Nélio Aguiar e Henderson Pinto, que disputarão, respectivamente, os cargos de deputado federal e estadual. Maia pretende dar aos dois a condição de mais votados no próximo pleito.

Justiça Eleitoral libera propaganda política antecipada em rede social

Por maioria de votos, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na noite de anteontem liberar as manifestações políticas no Twitter. Pré-candidatos que divulgarem seus feitos na rede social não estarão sujeitos a tomar de multas por propaganda eleitoral antecipada. Os ministros se manifestaram sobre o caso do deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), multado por ter escrito mensagens em sua conta no microblog no ano passado, quando era pré-candidato à Prefeitura de Natal. A decisão guiará o tribunal em casos semelhantes. O relator do processo, ministro José Antonio Dias Toffoli, afirmou que mensagens do Twitter são recebidas apenas por quem decidiu seguir o perfil daquela pessoa e "possuem caráter de conversa restrita aos seus usuários previamente aceitos entre si".

Nélio Aguiar não perderá o mandato

A direção nacional do PMN autorizou a desfiliação do deputado estadual Nélio Aguiar . O parlamentar deverá se filiar ao Democratas, sigla pela qual almeja ser candidato a deputado federal nas próximas eleições. Com a autorização, Nélio permanecerá com o mandato de deputado, que possui atualmente.  Também com a autorização, cai por terra qualquer possibilidade de ação por perda de mandato, pois a legislação eleitoral reza que o mandato é do partido e não da coligação. Uma ação, movida por uma candidato de sua coligação, Cabo Deonildo, foi protocolada na Justiça Eleitoral, mas não deverá ter o seu mérito apreciado, pois o candidato é do PPS.  Nélio conseguiu pouco mais de 19 mil votos na eleição de 2010 pela coligação PPS/PSDC/PMN/PRTB/PRP. A votação deu-le a condição de suplente, vindo assumir a cadeira no parlamento estadual após a morte do deputado Alessandro Novelino (PMN). Nas próximas eleições, Nélio Aguiar deve concorrer sob o apoio do deputado Lira Maia, que não tentará

Dilma perde 28 pontos e cai para 30%, diz Ibope; Marina tem 22%

Pesquisa nacional Ibope feita em parceria com o  Estado  entre quinta-feira e domingo passados  revela um cenário bem mais competitivo da sucessão presidencial de 2014. No cenário com quatro candidatos a presidente, Dilma tem 30% das intenções de voto estimuladas, contra 22% de Marina Silva (sem partido), 13% de Aécio Neves (PSDB) e 5% de Eduardo Campos (PSB). Contra os mesmos adversários, Lula chegaria a 41%, e os adversários ficariam, respectivamente, com 18%, 12% e 3%. Por comparação, a taxa de Lula é 37% maior que a de Dilma. Veja também: Ibope: Dilma cai, Marina sobe e Lula é o mais forte Num segundo cenário, com cinco candidatos a presidente, Dilma fica com 29% das intenções de voto, contra 21% de Marina e 12% de Aécio. Os três perdem um ponto porcentual com a entrada no páreo do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. O magistrado chega a 6%, contra 5% de Eduardo Campos. Nesse segundo cenário, trocando-se Dilma por Lula, o candidato do PT cresce dez p

Em campanha

O Ministério Público Eleitoral deve ficar atento e agir para impedir que alguns parlamentares (deputados e vereadores) continuem a promover campanhas antecipadas. Tem candidato que reúne com moradores e já pedindo voto, realizando favores para cidadãos humildes e comprando o silêncio de uns.

Justiça eleitoral aprova calendário para eleições em 2014

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, na sessão administrativa, o calendário das Eleições 2014. A eleição ocorrerá no dia 5 de outubro, em primeiro turno, e no dia 26 de outubro, nos casos de segundo turno. O calendário traz as principais datas do processo eleitoral a serem observadas por partidos políticos, candidatos, eleitores e pela própria Justiça Eleitoral. Em 2014, os eleitores vão eleger o presidente da República, governadores dos Estados, senadores (renovação de um terço do Senado), deputados federais e deputados estaduais ou distritais. Um ano antes da eleição, até o dia 5 de outubro de 2013, todos os partidos que desejarem participar das eleições devem estar com seus estatutos registrados no TSE. Também os futuros candidatos de 2014 devem ter seu domicílio eleitoral na jurisdição onde pretendem concorrer e estarem filiados ao partido um ano antes do pleito. A partir de 1º de janeiro de 2014, os institutos de pesquisa ficam obrigados a registrar suas pesqu