Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo exploração sexual

Representante de movimento social relata aumento de exploração sexual em obras de hidrelétricas

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes ouviu na tarde de ontem (19) relato da representante da Coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Alexânia Rossato, sobre o aumento de vítimas de exploração sexual em obras de construção de hidrelétricas. Alexânia citou uma série de casos aos parlamentares. Segundo a representante, na Barragem Jirau, em Rondônia, foi registrado aliciamento de jovens. “Os estupros chegaram a 392 depois do início da construção das barragens, mais do que dobrou em relação ao período anterior às obras. Em Porto Velho, o índice de estupros aumentou 18%. Depois da chegada dos operários, o número de habitantes subiu de seis para 20 mil. O número de bordéis cresceu e agora disputam espaço com outros tipos de comércio, como farmácias e armazéns”, disse. De acordo com Alexânia Rossato, há casos de exploração sexual infantojuvenil na Barragem de Barra Grande, na divisa do Rio Grande do Sul com San

Presa em Altamira a proprietária da boate Xingu

Solide Fátima Triques confessou a participação no esquema de prostituição de mulheres e travestis em área próxima ao canteiro de obras de Belo Monte A Polícia Civil de Altamira, município do oeste do Pará, cumpriu nesta quinta-feira (21) mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça contra a catarinense Solide Fátima Triques, 38 anos, proprietária da boate Xingu, localizada na zona rural de Vitória do Xingu, município próximo a Altamira. Na semana passada, quatro pessoas foram resgatadas da boate, vítimas de tráfico de pessoas para exploração sexual. Natural de Campos Novos (SC), Solide é mulher do gaúcho Adão Rodrigues, também proprietário da casa de prostituição, e que continua foragido. A Justiça já expediu mandado de prisão contra ele. A ordem de prisão foi cumprida no momento em que a acusada compareceu à audiência, na sede da Superintendência da Polícia Civil na Região do Xingu. A boate fica a cerca de 10 quilômetros de dois canteiros de obras da Usina Hidrelétri

Prostíbulo estava em área declarada de interesse público para Belo Monte

A Boate Xingu, onde 14 mulheres foram resgatadas na semana passada, está localizada em área declarada de interesse público para a construção da usina de Belo Monte, em Vitória do Xingu (PA). Segundo a polícia civil, as vítimas, entre as quais estão uma adolescente de 16 anos e uma travesti, estavam submetidas a condições análogas à escravidão e foram aliciadas em estados do Sul do país, o que pode configurar tráfico de pessoas. Em 5 de março de 2011, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) publicou a resolução autorizativa número 2.853, “que declara de utilidade pública, para fins de desapropriação, em favor da Norte Energia S.A., as áreas de terra necessárias à implantação da UHE Belo Monte, localizadas no Município de Vitória do Xingu”.  De acordo com a ANEEL, a área perfaz 3.536,2587 hectares de “propriedades particulares localizadas no Município de Vitória do Xingu, Estado do Pará, necessárias à implantação da UHE Belo Monte, representadas nos desenhos intitulados: ‘U